Sábado, 24 de Agosto de 2019
Fiscalização

Em Mato Grosso parceria garante avanço nos registros de estabelecimentos avícolas
Cuiabá, 25 de Março de 2019 - Buscando manter a excelência da sanidade avícola em Mato Grosso e o cumprimento das exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) foi anfitriã de um encontro, na semana passada, entre órgãos oficiais de sanidade animal e avicultores para sanar as dúvidas em relação ao prazo final para o registro dos estabelecimentos avícolas de Mato Grosso, fiscalização e controle de estabelecimentos avícolas de postura e de corte. Participaram representantes da Superintendência Federal da Agricultura de Mato Grosso (SFA-MT), Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Associação Mato-grossense de Avicultores (Amav), produtores e Famato.

O prazo para protocolar a granja no Indea com a assinatura de um responsável técnico termina dia 30 de junho de 2019 em Mato Grosso. Durante a reunião, os avicultores externaram os anseios do setor, dúvidas e sugestões. Dos apontamentos a principal dúvida foi em relação ao prazo e às regras que devem ser cumpridas para obter o registro provisório ou definitivo.

“O resultado do encontro foi muito produtivo e atendeu o nosso objetivo. Conseguimos sanar as dúvidas do setor produtivo. Isso foi muito bom porque eles nos ouviram e nós tivemos a oportunidade de ouvir o problema deles. Desta forma vamos ter embasamento para buscar soluções. Foi importante também, porque conseguimos mostrar quais são as dificuldades do serviço oficial com relação aos problemas que vêm ocorrendo”, avaliou a médica veterinária do Serviço de Saúde Animal da SFA-MT, Reini Braga Moreira.

No ponto de vista do Mapa, a parceria entre o Ministério, Indea, Famato, associações de avicultores e os próprios avicultores é muito boa e positiva. “Nós somente vamos conseguir uma avicultura de ponta, um trabalho de defesa sanitária diferenciado se o setor produtivo e o serviço oficial estiverem andando em conjunto, alinhados com o mesmo pensamento. E essa parceria possibilita isso”, apontou a médica veterinária Reini.

Para o produtor de ovos de Campo Verde, Tarcísio Schroeter, a reunião foi produtiva e esclarecedora. “Tiramos nossas dúvidas quanto ao prazo de registro e adequações necessárias. O Mapa e o Indea foram bastante solícitos e nos tranquilizaram sobre as adequações, principalmente nas granjas de postura comercial de ovos. Tínhamos muitos questionamentos quanto à distância exigida entre galpões e fábricas de ração. Como tem granjas com mais de 20 anos, não tínhamos como mudar a construção e alterar a distância. O Mapa e o Indea, de comum acordo, nos posicionaram que nesses casos não será necessário mudanças na distância. Em contrapartida, vamos ter que investir em barreiras que minimizem os riscos de contaminação de entrada de doenças como a influenza aviária”, explicou o produtor.

De acordo com o coordenador de Defesa Sanitária Animal do Indea, João Marcelo Brandini Nespoli, Mato Grosso avançou no cumprimento dos registros dos estabelecimentos avícolas. “Atribuímos esse resultado positivo a parceria entre o serviço público, Indea e Mapa e setor privado, pois entendemos que defesa sanitária animal se faz em conjunto. A representação da Amav, Famato e produtores estão sendo muito importantes nesse processo”, destacou Nespoli.

Para o coordenador, as dúvidas do setor foram pontuais, a maioria delas foram sobre prazo, adequações, árvores frutíferas, sombreamento, atrativas de pássaros, distanciamentos externos e internos, biosseguridade. Segundo ele, ficou esclarecido que a última análise, ou seja, quem vai tomar a decisão final é o médico veterinário que faz a vistoria da granja, tudo dentro da norma. Todos concordaram e estão cientes.

“Quanto às regras de distanciamento externos, as granjas que não cumprem isso devem fazer uma avaliação de risco. E as que não cumprem distanciamento interno têm que fazer o termo de ajuste de conduta. Todos esses procedimentos são feitos em conjunto, o veterinário oficial do Indea e o veterinário responsável técnico da granja”, esclareceu Nespoli.

O objetivo das regras de biosseguridade, segundo o coordenador do Indea, é o de garantir a certificação do estado de Mato Grosso. O setor produtivo do estado, como boa parte do Brasil, é reconhecido pelo Mapa como livre de doença de Newcastle e influenza aviária, e o que garante isso são as medidas de biosseguridade como, por exemplo, cercas, controle de acesso, desinfecções, aquisição de aves em estabelecimentos certificados, entre outras”, pontuou João Marcelo.

Conforme o diretor executivo da Amav, Lindomar Rodrigues, foi firmada uma parceria entre a Amav e o poder público oficial, com o intuito de nivelar o atendimento dos técnicos para que todas as granjas de Mato Grosso estejam adequadas até dezembro deste ano.
( A Tribuna MT) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 24/08
Sexta-Feira, 23/08
A produção de alimentos para animais na América Latina aumentará em 2019 (07:39)
BRF anuncia investimentos de R$ 59 milhões em MT e projeta abrir mil novas vagas (07:38)
Empresa turca tenta vender patas de frango usando nome de indústria brasileira (07:36)
Polêmica entre bem-estar animal e religião cria oportunidade para o Brasil (07:34)
Aurora Alimentos inaugura novo Centro de Distribuição em São Paulo (07:33)
Quinta-Feira, 22/08
Brasil deve produzir 13 milhões de t de carne de frango em 2019, diz ABPA (07:33)
Frigoríficos esperam ao menos 3 anos de alta nas exportações (07:32)
Santa Catarina quer investir na produção de cereais de inverno para alimentação animal (07:30)
Após retomar atividades, BRF diz que dobrará abates de frango em unidades atingidas por crise (07:30)
Quarta-Feira, 21/08
ABPA projeta forte aumento da exportação de carne de frango e suína em 2019 (19:07)
‘Bonança perfeita’ anima indústria de aves e suínos (19:01)
Peste suína na China faz setor de carnes do Brasil viver bonança após tempestade (18:58)
Boi: Mercado reagiu em São Paulo (18:56)
Milho: Cotações fecham a 4ª feira com ganhos em Chicago na espera (18:55)
Soja: Portos têm referências de até R$ 88/saca com fortalecimento dos prêmios no BR (18:53)
Soja: Brasil teria apenas mais 2 mi de t para exportação e negócios seguem fluindo (18:52)
32ª Reunião Anual CBNA: Congresso sobre Nutrição e Bem-Estar Animal - Aves, Suínos e Bovinos encerra inscrições de trabalhos científicos dia 12 de setembro (14:02)
Perspectiva da Conab prevê aumento de 3,6% na produção dos quatro principais grãos do país até 2020 (11:37)
Sindiavipar e Mapa promoverão encontro com agroindústrias (09:24)
Vetanco Brasil recertificada na ISO 9001:2015 (09:21)
NOTA DE FALECIMENTO: morre José Augusto Pessamilio (09:09)
Julho tem queda nos custos de produção de suínos e de frangos de corte (09:02)
Milho: relatos de campo (08:36)
Soja: receios com lavouras (08:30)
Bayer anuncia venda da unidade de saúde animal para a Elanco por US$ 7,6 bilhões (08:22)
SIAVS 2019: Segundo dia do evento terá palestrante internacional e Painel dos CEOs (08:17)
Soja sobe levemente em Chicago nesta 4ª feira com foco dividido entre geopolítica e safra dos EUA (08:13)
Consumo enfraquecido mantém mercado do boi gordo morno (08:12)
Milho: mercado futuro encerra a sessão desta 3ª feira com quedas na Bolsa de Chicago (08:10)
Brasil vê aumento na nova safra de soja; quebra nos EUA traz oportunidades, diz Conab (08:05)
Soja: com dólar acima dos R$ 4 e Chicago estável, preços no BR tem novas altas (08:00)
Terça-Feira, 20/08
Vetanco registra presença na 60ª Festa do Ovo (12:32)
Setor de genética avícola lança marca internacional (10:35)
O Brasil que é exemplo para o mundo, por Francisco Turra (10:32)
Após conquista da carne, ovo sintético é novo horizonte (09:36)
FACTA promove curso de ambiência e bem-estar na avicultura e suinocultura em Dourados (MS) (09:34)
SIAVS ganha lançamento de vacina bivalente inativada contra salmonelas do Biovet Vaxxinova (08:37)
Falta 1 semana para o Prêmio Imprensa 2019 do IOB (08:29)
Seara lança linha completa de carne de frango orgânica (08:22)
Boi: mercado do boi com cotações estáveis (08:12)
Milho: clima e exportações americanas atuam para desvalorizar cotações em Chicago (08:10)
China eleva compra de soja em grão da Rússia (08:09)
Soja: mercado futuro encerra o pregão desta 2ª feira com fortes desvalorizações na Bolsa de Chicago (08:08)
Produtores rurais participam de palestra sobre inspeção de ovos e abatedouro de aves (08:00)
Produtores já podem ter acesso a novo programa de composição de dívidas rurais (07:58)
UNIDO e CIBiogás promovem treinamento sobre biogás (07:54)
EUA: incêndio em abatedouro derruba preço da carne bovina (07:53)