Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Mercado

Carnes necessitam de um marketing proativo, segundo analistas do setor

Leque de concorrência aumenta no setor e, por trás das novas tendências, têm grupos com grande poder econômico
São Paulo, SP, 18 de Março de 2019 - O consumo de carne bovina cada vez mais vem sofrendo pressões na
sociedade. O que está errado com essa proteína? O marketing.
Essa é a conclusão de especialistas reunidos pelo IMS (International Meat Secretariat) em Banff, cidade do Canadá.
Antes, a carne vermelha tinha um número reduzido de concorrentes, entre os quais a carne de frango e de peixe.

Atualmente, a concorrência no setor enfrenta até a chegada da carne de laboratório.

A afirmação é de Mariane Crespolini, consultora de mercados agropecuários e produtora rural, que participa do evento no Canadá.

Investimentos e tecnologia tornam as carnes de laboratório cada vez mais viáveis. Bom marketing coloca o produto em evidência. Além disso, o foco sobre a dieta à base de vegetais se intensifica. É preciso mudar o marketing da carne vermelha, segundo Cespolini.

As discussões no Canadá giram em torno de o setor se tornar mais proativo e menos defensivo, segundo ela.
As discussões se dão entre quatro grupos específicos. Um deles é o dos vegetarianos, com os quais o setor não precisa se preocupar muito, pois eles já não comem carne.

Em outra ponta, estão os amantes e consumidores de carne, que também não necessitam de muita atenção, porque já são adeptos da proteína animal.

O foco, porém, deve estar nos dois grupos intermediários. Um deles são os “flextarianos”, que não rejeitam as carnes, mas começam a passar mais dias sem ingerir a proteína em suas refeições.
Na avaliação desses consumidores, a carne é saudável, mas o gado afeta o ambiente. Por isso, eles diminuem o consumo semanal.
Outro grupo são os que estão trocando os hambúrgueres de carne pelos de soja, e o leite de vaca pelo de amêndoas e ou de outros produtos.

Esses dois grupos intermediários merecem muita atenção e a preocupação dos representantes do setor de carne que estão reunidos no encontro do IMS.
Por trás dessas novas tendências estão grupos com grande poder econômico.

Fundos de investimentos e multinacionais do setor de proteínas já se movimentam em busca de novos produtos.
As pesquisas são constantes e em breve os produtos podem se tornar
economicamente viáveis.

Em 2020, Mumbai, na Índia, terá o primeiro centro mundial dedicado à carne com base nas células bovinas. Bill Gates e empresas gigantes do setor de carnes deverão participar desse centro.
As medidas proativas que devem ser incluídas nas campanhas de marketing vão desde os destaques da qualidade da carne na alimentação humana até as diferentes maneiras de prepará-la.

A proteína, por exemplo, é importante para pessoas com deficiência em ferro, e a carne brasileira de gado a pasto pode conter mais ômega que o salmão, segundo Crespolini.
(Folha de São Paulo) (Mauro Zafalon)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 26/06
MSD Saúde Animal participa da 19ª edição do Avicultor em Belo Horizonte/MG (11:48)
Importância da utilização de minerais orgânicos em animais de alta performance (09:47)
Importações chinesas de carne suína dispararam em maio (08:52)
Alimentos ajudam, e inflação fica abaixo de 4%, mostra IPCA-15 (08:48)
Acordo entre UE e Mercosul avança e pode sair na sexta (08:44)
Canadá suspende exportações de carne para a China (08:11)
Aumenta a concorrência nas vendas de insumos (08:08)
América do Sul supera Estados Unidos na exportação de milho (08:01)
Mercado do boi segue firme na última semana de junho (07:52)
Ministério intensifica vigilância para evitar entrada da peste suína africana no Brasil (07:48)
Cotações do milho registram leves altas em Chicago (07:44)
Produtor do BR segura novas vendas de soja diante de safra incerta nos EUA (07:30)
Terça-Feira, 25/06
Evonik participa de mais uma edição do Simpósio Goiano de Avicultura (09:06)
PR: Exportação avícola para a China em maio é 110% superior ao mesmo mês de 2018 (08:31)
Frigoríficos já encaram problema na venda ao Irã (08:27)
Preço da carne suína exportada pelo Brasil dispara em junho (08:13)
Boi Gordo: mercado parado, mas firme (08:11)
Milho: cotações sobem em Chicago (08:03)
Soja fecha em campo positivo nesta 2ª feira (08:00)
Possibilidade de veto a importação agrícola divide o Mercosul em negociação (07:47)
Economia do Sul se destaca e cresce mais que média do país (06:54)
Preço da carne suína exportada pelo Brasil dispara em junho; embarques de soja têm força (06:46)
OMC vai avaliar se Indonésia mantém barreira comercial a carne de frango brasileira (06:44)
Tocantins recebe investidores dos Emirados Árabes interessados em consolidar negócios no Estado (06:43)
Segunda-Feira, 24/06
Polinutri anuncia seu novo presidente executivo (11:52)
Ovos: poder de compra deve cair pelo segundo mês seguido (10:45)
Soja: movimento de alta é interrompido (10:43)
Milho: exportação mantém preço em alta (10:42)
Wisium destacará diferenciais do Emulmix durante o Avicultor 2019 (10:37)
Custo de produção de suínos cai no mês de maio; produzir frango ficou mais caro (08:16)
Na FAO, ministra defende fim do protecionismo dos países desenvolvidos na agricultura (08:14)
Apoiado pelo Brasil, vice-ministro da Agricultura chinês é eleito novo diretor-geral da FAO (08:12)
Mercado do boi firme na volta do feriado (08:02)
Soja: mercado inicia semana intensa operando em alta na CBOT nesta 2ª feira (08:00)
Sexta-Feira, 21/06
Em Roma, Tereza Cristina afirma que vai trabalhar para eleição de candidato chinês na FAO (14:02)
Boi Gordo: preços da arroba voltam a subir no mercado paulista (13:11)
Suínos: diferença entre preço de exportação e o praticado no país diminui (13:10)
Frango: preços da carne e dos cortes estão em queda (08:02)
SC: alta de 51% nas exportações de carne suína em maio (07:48)
Avicultor 2019 será também no Espaço Cento e Quatro (07:43)
Previsão de safra recorde 'congestiona' cooperativas no Paraná (07:41)
O inverno que começa nesta sexta-feira terá influência do El Niño (07:38)
Copacol iniciou pagamento de complementação (07:36)
Preço médio do frango registrou valorização de 21,4% em MS em 2019 (07:34)
Embargo da UE de volta à pauta brasileira (07:30)
JBS desembolsa R$ 2,7 bi para amortizar dívidas com bancos no Brasil (07:21)
Soja encerra o pregão desta 5ª feira com ganhos na Bolsa de Chicago (07:17)
Mercado do milho fecha a sessão desta 5ª com com forte avanço em Chicago (07:16)
Mercado do boi retoma patamares de preços anteriores à episódio da vaca louca. (07:13)
Quinta-Feira, 20/06