Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019
Fiscalização

Três laboratórios têm selo Inmetro cancelado após descobertas da Operação Trapaça
São Paulo, 17 de Janeiro de 2019 - O Inmetro cancelou sua validação da ISO/IEC 17025 – que atesta qualidade técnica de resultados laboratoriais – de três unidades do grupo Mérieux, no Brasil, prestadoras de serviço para a BRF. A sanção executada na última semana foi consequência das descobertas da Polícia Federal na Operação Trapaça – terceira fase da Carne Fraca, de 2017 – que apurou fraudes na produção e burla às regras do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Em três ofícios enviados ao gerente da Bioagri Ambiental Ltda., da Mérieux Nutriscience Corporation, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia informa a suspensão por três anos da “acreditação” das ISOs dessas três unidades, após conclusões de processos administrativos abertos no final de 2018, sobre as fraudes apontadas pela PF e pelo Ministério da Agricultura em testes de salmonella.

Os documentos informam que o exposto a partir da Operação Trapaça “compromete a confiança nos resultados de ensaios, ocasionando a perda da credibilidade da atividade de acreditação com prejuízos aos usuários dos serviços acreditados”. E que “pelo fato de que não foram acatadas pela Cgcre/Inmetro as considerações apresentadas, foram canceladas as acreditações” do laboratório a partir do último dia 7.

“Ressaltamos que com o cancelamento da acreditação, o laboratório Bioagri Analises de Alimentos Ltda. (CRL 0376 / CRL 0570 / CRL 0587) fica proibido de realizar serviços na condição de acreditado, assim como não pode utilizar o Símbolo de Acreditação nem fazer menção a acreditação nem ao Inmetro e deve também cessar imediatamente qualquer propaganda relacionada a acreditação em meio físico ou internet.”

Trapaça - Em relatório final do inquérito da Trapaça, a PF aponta um “cenário delituoso” e a comprovação por técnicos do Ministério da Agricultura de “não conformidades” que “configuram fraude na realização de ensaios laboratoriais, visando a produção artificial e sistemática de resultados negativos para o parâmetro Salmonella”.

A PF indiciou em outubro de 2018 os alvos da Trapaça. Foram 43 indiciados, entre eles o empresário Abílio Diniz.

O Ministério da Agricultura colaborou com a PF e cedeu servidores especializados para analisar os dados técnicos descobertos nos laboratórios usados pela BRF. O Inmetro destacou trechos do material produzido pela PF e por auditores fiscais agropecuários federais do Ministério da Agricultura, que tratam da suposta “existência de fraude operada por funcionários do Grupo Mérieux, com a finalidade de alterar substancialmente os resultados de análises microbiológicas, quando positivados para a presença de patógenos”.

Um deles é o do Laudo n.º 1634/2018 INC/DITEC/PF. “A realidade detectada nos registros dos laboratórios do grupo Mérieux investigados é totalmente diferente do esperado, uma vez que a taxa de falso-positivos é sistematicamente muito elevada.”

A Mérieux, controlada pela francesa Institut Mérieux, foi alvo da Trapaça. Em outra ocasião, informou que os “sistemas internos de rastreabilidade” indicaram que “não há evidências que suportem declaração de alta incidência de falsos positivos em testes de Salmonella” nos laboratórios de alimentos no Brasil.

A BRF, maior exportadora de frango do mundo e dona das marcas Sadia e Perdigão, tem negociado um acordo com os investigadores. O novo presidente do grupo, Pedro Parente, tenta recuperar a imagem da empresa e reorganizar procedimentos internos. A defesa da BRF tem mantido contato com Ministério Público Federal e Procuradoria-Geral da República, além do Ministério de Transparência e Advocacia-Geral da Unida (AGU).
(Estadão ) (Ricardo Brandt, Fausto Macedo e Luiz Vassallo)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 19/02
No Congresso de Ovos, Biocamp lança nova logomarca e comemora 20 anos de pioneirismo (11:54)
ABPA e DIPOA promovem encontro sobre inspeção (11:04)
Ministério promove, em Brasília, seminário sobre autocontrole na produção agropecuária (09:42)
JBS importa milho pela primeira vez em 2019, diz fonte (09:38)
Dívidas de financiamento para produtores e cooperativas no BNDES são prorrogadas (09:36)
Ação&Manejo: Controle e análise dos dados em granjas produtoras de ovos (09:07)
Frigoríficos buscam atalhos para vender ao Irã (08:20)
Indústria de ração do Brasil sente impacto de menor crescimento do setor de aves (08:15)
Mercado do boi gordo permanece travado (08:10)
Milho: mercado interno encerra segunda-feira com poucas movimentações (08:05)
Preços da soja no Brasil ainda dependem das relações comerciais China x EUA para definir direção (08:00)
ICC Brazil participa da VIV Asia 2019 (07:30)
Segunda-Feira, 18/02
Cobb-Vantress lança novos guias de manejo (13:50)
Blitz de Verão: ASGAV e COBB realizam atividade de promoção do consumo de carne de frango (10:34)
Milho: demanda firme e recuo vendedor sustentam altas (10:17)
Vetanco promove ciclo de palestras no Polo Avícola da Bahia (09:22)
Serviço de inspeção de Caxias do Sul tem equivalência ao Sisbi-Poa reconhecida (07:26)
Ministra defende que Congresso discuta retorno de desconto na conta de energia dos produtores (07:24)
Prazo da Frango Ad’Oro termina no próximo dia 22 (07:21)
Boi Gordo: frigoríficos testam preços abaixo das referências, mas volume de negócios é pequeno (07:06)
Soja: prêmios no Brasil sobem mais de 30% em 1 mês e ajudam cotações no mercado interno (07:00)
Sexta-Feira, 15/02
Frango: Cepea aponta que poder de compra vem registrando mais um mês de queda (09:32)
Ovos: preços de fevereiro são os maiores desde junho/2018, destaca Cepea (09:30)
China anuncia tarifas de até 32,4% ao frango brasileiro por 5 anos (08:21)
Para cobrir rombo, Estados elevam tributação sobre agronegócio (08:11)
Suíno Vivo: altas em SP, PR, MG e GO (08:08)
Boi Gordo: mercado em ritmo lento (08:06)
Boi Gordo: volume de animais abatidos no BR se eleva em 2018 (08:05)
Milho: mercado estável (08:04)
Soja: preços registram alta (08:00)
MSD Saúde Animal patrocina Congresso de Ovos e debate complexo respiratório em espaço empresarial (07:43)
Quinta-Feira, 14/02
Mercado será foco dos debates na abertura do Simpósio Brasil Sul de Avicultura (13:52)
2ª Conbrasul Ovos abre período de inscrições online (13:38)
Indústria de alimentos prevê avanço de até 4% (09:34)
Etanol de milho avança (09:32)
Nova regra incentiva emissão de letras de crédito do agronegócio (08:50)
Pilgrim’s Pride registra prejuízo de US$ 8,2 milhões no 4º trimestre (08:40)
Recall da BRF expõe falha e transparência (08:38)
IOB segue sua campanha em São Paulo (08:26)
Vetanco homenageia Cooperitaipu (08:22)
Suíno Vivo: estabilidade nas cotações (08:16)
Boi: em SP, preço da arroba está estável (08:12)
Milho: estabilidade domina o dia (08:05)
Preços da soja sobem no Brasil nesta 4ª feira (08:00)
Quarta-Feira, 13/02
VAXXITEK® já imunizou 100 bilhões de aves contra Marek e Gumboro (11:53)
Santa Catarina começa o ano com alta nas exportações de carnes (11:23)
Por salmonela, BRF faz recall de lotes de frango no Brasil e exterior (08:22)
Exportações do agronegócio sobem 6% em 12 meses e somam US$ 102,14 bilhões (08:07)
Suíno Vivo: alta de 5,12% em SC (08:05)
Boi gordo: oferta restrita dificulta a compra pelos frigoríficos (08:03)
Mercado Interno do milho permanece estável (08:00)
Brasil proíbe uso de antibióticos promotores de crescimento (07:51)
Clima adverso faz Conab e IBGE reduzirem projeções para safra (07:50)
SP: produção de grãos deve superar sete milhões de toneladas (07:49)