Sexta-feira, 26 de Abril de 2019
Fiscalização

Presença diária de fiscais em frigoríficos deverá ser mantida
Brasília, 16 de Janeiro de 2019 -

Ciente do risco de perda de importantes mercados para as exportações de carne do Brasil, o Ministério da Agricultura, agora sob o comando de Tereza Cristina, prepara um projeto de lei para ampliar o alcance do "autocontrole" na inspeção de frigoríficos, uma antiga demanda das indústrias. No entanto, a presença diária dos auditores fiscais federais agropecuários nas linhas de abate não será dispensada.

Tratado como prioridade "zero" pela nova gestão do ministério, a ideia é estender o autocontrole não só para a inspeção de carnes e de produtos como lácteos, mel, ovos e pescado, mas principalmente para bebidas e insumos agropecuários como fertilizantes, rações e sementes.

Caso implantado o novo modelo, os fiscais poderão reduzir as auditorias anuais -- uma ao invés de duas, por exemplo -- em agroindústrias que cumprem à risca os padrões de qualidade exigidos e tirar o peso do sistema de fiscalização, que sofre com a crônica falta de pessoal, sobretudo em abatedouros. Na visão do Ministério da Agricultura, a medida também permitiria aumentar a frequência de inspeção sobre os estabelecimentos com problemas sanitários.

A carência de fiscais alimenta críticas frequentes de importadores como os europeus, cujas exigências aumentaram após a Carne Fraca, operação policial que revelou em 2017 um esquema de corrupção entre os fiscais do ministério e funcionários de frigoríficos.

Incumbido da difícil tarefa de ampliar o autocontrole, missão tentada - e não cumprida - pelos ex-ministros Kátia Abreu e Blairo Maggi, o novo secretário de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura, o fiscal de carreira e engenheiro agrônomo José Guilherme Tollstadius Leal, diz que a ideia é encaminhar a proposta ao Legislativo ainda no primeiro semestre. Pela frente, contudo, o secretário terá pela frente um Congresso em grande parte renovado e uma bancada ruralista que encolheu à metade nas últimas eleições.

"Autocontrole não é substituir o trabalho do fiscal e nem é só para inspeção animal. O papel do Estado vai continuar, mas as empresas terão mais responsabilidades", afirma Leal em entrevista ao Valor. O secretário sustenta que, no caso dos frigoríficos, o auditor hoje perde tempo verificando obrigações como a temperatura da carne.

O secretário evita falar em "terceirização", tema caro ao sindicato dos fiscais, mas ressalta que o Tribunal de Contas da União (TCU) já vem alertando que o ministério precisa dar soluções ao problema crônico da falta de fiscais em 2019, ano em que vão expirar os 300 contratos de fiscais temporários chamados no ano passado. Além disso, mais fiscais devem se aposentar.

Diante desse cenário, o Ministério da Agricultura pretende exigir das empresas informações prévias que dispensam fiscalização frequente, seja diária ou semestral, por exemplo. E otimizar a força do trabalho de auditoria.

Bandeira antiga principalmente dos frigoríficos, o autocontrole, porém, não evita por completo casos de fraude nos controles de produção. O caso da BRF, maior exportadora de carne de frango do mundo, comprova a dificuldade. No âmbito da Operação Trapaça, a dona das marcas Sadia e Perdigão é investigada por fraudar testes de laboratórios para a bactéria salmonela em lotes de carne de frango destinados, principalmente, à União Europeia. Em reação, o bloco proibiu a companhia de exportar.

Ao Valor, o novo secretário, que antes de assumir a função foi chefe de gabinete da SDA e secretário de Agricultura do Distrito Federal, admite que sistema nenhum está isento de "problemas de conduta". No entanto, ele avalia que o caso da BRF não pode ser impeditivo para avanços no aprimoramento do sistema de inspeção nacional.

Na indústria, o autocontrole também é defendido, inclusive para o abate. "O autocontrole, em tese, é uma coisa muio boa, até para o abate. O ministério não tem gente para fiscalizar tudo. Mas caso alguém [empresas] faça algo errado, tem que ter um mecanismo para evitar problemas", afirmou Péricles Salazar, presidente da Abrafrigo, entidade que representa frigoríficos de pequeno e médio porte.

Ex-ministra da Agricultura, a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) lembra que em sua gestão implantou a inspeção periódica em todas as indústrias de produtos de origem animal, com exceção dos frigoríficos, que exigem inspeção permanente. "No caso das carnes, é preciso revisar todos acordos internacionais ou poderão suspender exportações. Para mudar leva tempo e negociações infindáveis", disse.

(Valor) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 26/04
Quinta-Feira, 25/04
China: prejuízos com suíno, lucro com frango (14:38)
Seara, da JBS, recebe autorização para exportar frango para a Índia (12:24)
Empresa catarinense investe R$ 20 milhões em Apucarana (12:23)
CNA pede redução dos juros (08:25)
Soja atinge menor valor desde outubro (08:23)
Condomínio Avícola Encantado II e Sicredi formalizam contrato para viabilizar empreendimento (07:55)
Avimig participa de Audiência com governador de MG, Romeu Zema (07:44)
Em academia, nutricionista do Instituto Ovos Brasil dá dicas sobre o consumo de ovos e a prática de exercícios físicos (07:43)
Inflação que vem do campo agora tem foco nas carnes (07:36)
Copacol apresentou resultados positivos no primeiro trimestre (07:36)
Pernambuco: Lei que prevê a rastreabilidade de ovos é adiada (07:35)
Associação Paulista de Avicultura declara seu apoio à decisão do governo de SP sobre realização de feira de orgânicos (07:34)
Embrapa apresenta vídeos sobre práticas de debicagem em galinhas de postura (07:33)
Agricultura do Paraná propõe fusão de empresas a elas vinculadas (07:30)
Boi Gordo: entre a estabilidade e a queda (07:16)
Grandes estoques e ritmo de plantio deixam Bolsa de Chicago com queda de preços do milho (07:04)
Soja volta a recuar em Chicago ainda com pressão do clima e da demanda (07:00)
Quarta-Feira, 24/04
Os danos da vitória dos caminhoneiros (14:32)
Greve dos caminhoneiros: ANTT altera piso mínimo da tabela do frete (14:31)
Crise reformulará mercado global de proteínas animais (07:53)
Peste suína na China faz ações de frigoríficos dispararem (07:50)
Boi gordo: demanda em baixa, mas oferta restrita limita quedas (07:36)
Avanço do plantio americano deixa cotações do milho em baixa na Bolsa de Chicago (07:33)
Soja fecha com mais de 15 pts de baixa em Chicago e preços caem mais no Brasil (07:30)
China deve aumentar compras de frangos e suínos (07:12)
Workshop visa esclarecer adequações de instalações aduaneiras a exigências do Vigiagro (07:11)
BRF: Parece que o jogo virou, não é mesmo? (07:10)
Terça-Feira, 23/04
Negociações do Plano Safra na reta final (08:50)
Plantio de milho avança nos EUA, o que é bom para o sojicultor brasileiro (07:03)
Elanco começa trajetória independente da Eli Lilly (06:34)
AVES e CRMV-ES realizam curso para o setor de ovos do ES (06:30)
Carne brasileira pode ampliar espaço no mercado chinês, diz ministra (06:20)
Consumo calmo pressiona preços da arroba do boi (06:15)
Segunda-feira termina com milho desvalorizado em Chicago (06:09)
Soja: portos fecham em queda nesta 2ª feira com recuo em Chicago (06:07)
Preocupação na demanda por soja, peste suína africana se alastra por toda China (06:04)
Segunda-Feira, 22/04
StarYeast®, da ICC Brazil, é alternativa para crise de vitamina B2 na União Europeia (10:07)
Programa de autocontrole: cooperativas entregam carta de reivindicações ao MAPA (09:17)
Semana será decisiva para impasse entre governo e caminhoneiros (08:34)
PIB do agronegócio mineiro fecha 2018 com crescimento de 3,55% (08:32)
Serviço de Inspeção de Pernambuco passa a ter equivalência ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (08:20)
Ovos: última semana da Quaresma é marcada por preços estáveis (08:18)
Surto de peste suína africana na China altera dinâmica do mercado de carnes no Brasil (08:18)
Soja: preços sobem, mas médias mensais são as menores desde janeiro (08:15)
China terá redução de 10 mi de toneladas na oferta de carnes com peste suína (08:10)
Incerteza econômica faz agroindústria patinar (08:09)
Suínos: estabilidade nos preços na última semana (08:05)
Soja volta do feriado trabalhando com leves baixas em Chicago nesta 2ª feira (08:00)