Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Matérias-Primas

Milho: Bolsa de Chicago fecha a semana com altas próxima de 3 pontos
Campinas, SP, 07 de Janeiro de 2019 - O último dia útil da semana chegou ao final com os pregões internacionais apontando valorizações nos preços do milho. Dessa forma as principais cotações na Bolsa de Chicago (CBOT) apresentaram valorizações entre 2,6 e 3,4 pontos. O vencimento março/19 era cotado a U$ 3,83 por bushel e o maio/19 apontava U$ 3,91 por bushel.

Segundo análise de Bryce Knorr da Farm Futures, os preços do milho estão tentando manter os ganhos com os futuros de março sustentando uma movimentação acima da média dos últimos 50 dias. A pesquisa da Farm Futures nesta sexta-feira colocou a safra americana de milho de 2018 em 14,423 bilhões de bushels, 203 milhões a menos que a última estimativa do USDA em novembro.

Os produtores relataram rendimentos de 177,2 bushels por acre, uma queda de 1,7 bpa em relação ao USDA. A área cultivada colhida também caiu, chegando a cerca de 355.000 acres abaixo da contagem anterior do governo. Embora a demanda possa não ser tão robusta quanto a última previsão do USDA, os estoques finais projetados ainda podem cair em torno de 90 milhões de bushels, para 1,691 bilhão.

Mercado Interno

Já o mercado interno permaneceu com estabilidade na maioria das praças. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, apenas a cidade de Palma Sola/SC apresentou desvalorização de 1,54 pontos e preço de R$ 30,00.

Conforme informações da XP Investimentos, nesta primeira semana de 2019 compradores se movimentaram para adquirir lotes e recompor os estoques consumidos durante o período de festas. Com produtores locais fora das vendas, a saída para as Granjas e Indústrias foi pagar os inflacionados valores pedidos por Intermediários e Silos pelo grão diferido. Ainda que possível, a busca por milho tributado (MS e MG) estaria logisticamente prejudicada pelo início da colheita de soja (alta nos fretes), deixando o mercado nas mãos dos Intermediários locais.

Nos portos, a novidade está no aumento dos prêmios dos vencimentos curtos. Agentes consultados relatam que boa parte das tradings está em uma “corrida contra o tempo”, pagando prêmios maiores para originar o milho e virar as atenções, o mais rápido possível, para os embarques de soja. A recente baixa do dólar, por outro lado, tem amenizado o que seriam valorizações ainda maiores.

Dólar

A moeda americana encerrou a semana em baixa diante do real. O dólar recuou 1,0% a 3,7147 reais na venda, menor nível desde 1º de novembro, quando fechou a 3,6943 reais. Segundo a Agência Reuters, essa tendência aconteceu depois de dois dias acompanhando à distância o mercado externo. O dólar no Brasil 'colou' nesta sexta-feira na trajetória externa e encerrou em baixa pela terceira sessão consecutiva. Nos três primeiros pregões de 2019, que coincidem com a semana, a moeda norte-americana acumulou baixa de 4,15 por cento ante o real. Foi a terceira semana seguida de queda do dólar ante a moeda brasileira.
(Notícias Agrícolas) (Guilherme Dorigatti)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 17/06
Controle de cascudinhos é tema de palestra no Espírito Santo (11:39)
Preço firme do milho, apesar de safra recorde, testa setor de carnes do Brasil (11:07)
AVES participa de debate sobre a incorporação da Laticínios Veneza a Coopeavi (08:41)
MSD Saúde Animal apoia 2ª Edição do Conbrasul (08:39)
Jinc abre inscrições para a 13ª edição em Concórdia-SC (08:35)
Aviagen América Latina e Pluma Agroavícola Reforçam Compromisso para o Crescimento de Seus Negócios (08:30)
Acordo sanitário com a China deve ser revisado (08:28)
Ministério prevê retomada da venda de carne aos EUA (08:15)
Brasil acionará OMC para contestar barreira da Indonésia a carne de frango (08:13)
Cotações do milho registram maior patamar dos últimos 5 anos na Bolsa de Chicago (08:12)
Soja: Com boas e persistentes chuvas previstas nos EUA, mercado fecha 6ª em alta na CBOT (08:05)
Mais real e apenas com o 'boi China' melhor, mercado do boi renova esperança para esta semana (08:04)
Brasil recorre à OMC contra barreira da Indonésia ao frango brasileiro (07:47)
Sexta-Feira, 14/06
Redução do uso de Antibióticos é tema de palestra promovida pela Vetanco (12:53)
Prevenção contra a PSA (11:11)
É hora de reorganizar os negócios, diz CEO da BRF (06:35)
Frigoríficos já podem retomar exportação de carne bovina à China (06:33)
Consumo de carne suína em baixa na China (06:31)
Mercado do boi 'acordou' mais tarde, reagiu e já mostrou negócios pré crise da vaca louca (06:27)
Mercado do boi gordo está ganhando firmeza (06:25)
Brasil volta a exportar carne bovina para China (06:21)
Governo gaúcho reativa Câmaras Setoriais e Temáticas (06:18)
Conselho do Agro debate reforma tributária (06:17)
Abatedouro de aves é inaugurado no Parque Agroindustrial de Gurupi (GO) (06:15)
Justiça alemã valida morte de milhões de pintos machos na indústria (06:14)
Autoridades brasileiras e argentinas pedem corredor do milho e internacionalização de aeroporto (06:13)
Consumir carne de frango ao invés da bovina já diminui impactos ambientais (06:12)
Em 2040, 60% da carne consumida no mundo não será de origem animal (06:09)
Saldo da balança do agronegócio foi de US$ 8,6 bilhões em maio (06:07)
Mercado do milho fecha a sessão desta 5ª com com forte avanço em Chicago (06:06)
Soja: produtor brasileiro tem momento de melhores patamares em Chicago e prêmios altos (06:03)
Quinta-Feira, 13/06
SP: Preços Agropecuários recuam 1,76% no fechamento do mês de maio (15:05)
Suínos: liquidez aquecida nos mercados interno e externo eleva preços (14:41)
Brasil volta a exportar carne bovina para China (12:11)
Setor de equipamentos participa em peso do SIAVS 2019 (12:09)
IBGE: abate de frangos, no 1º trimestre, recua 2,0% em relação ao mesmo período de 2018 (11:27)
Ovos de galinha: produção cresce 6,0% e tem melhor 1º tri desde 1997, diz IBGE (11:26)
Korin investe em fábrica para ração de frangos (08:23)
Subprodutos fazem milho dos EUA mais competitivo (08:21)
Cooperativas de crédito ganham força (08:19)
Marfrig descarta ter que comprar ações da National Beef (08:15)
Mercado do boi ganha firmeza (08:10)
Previsão de mais chuvas e incerteza sobre produção deixa milho levemente mais valorizado nesta 4ª feira em Chicago (08:05)
Soja sobe quase 20 pts em Chicago nesta 4ª feira (08:00)
Quarta-Feira, 12/06
Aves Hendrix são as campeãs do Concurso de Qualidade de Ovos Capixaba (15:51)
XIV Simpósio Goiano de Avicultura recebe patrocínio e palestra da Cobb-Vantress (15:48)
Material de proteção gera crédito de Cofins (09:29)
Nova Gerente Técnica de Vendas da BV Science (09:08)
Congresso aprova crédito suplementar que garante recursos para o Plano Safra 2019/2020 (08:59)
Produção de grãos no Brasil deve ser de 238,9 milhões de toneladas (08:58)
Demanda japonesa por carne continua superando a oferta doméstica (08:56)
Forte quebra nos EUA beneficia exportação brasileira de milho (08:46)
Uma fusão das mais complexas (08:45)
Índice da FGV de produção de agroindústrias caiu em abril (08:42)
Terça-Feira, 11/06
Universidade Estadual de Maringá tem 16 cartas-patentes concedidas pelo INPI (08:16)
“China sustenta a agricultura do Brasil", diz Charles Tang (08:08)
Falta de crédito rural com taxas controladas motiva busca por opções (08:06)
Plano de fusão com a Marfrig divide os conselheiros da BRF (08:03)
Boi Gordo: frigoríficos seguem 'tateando' o mercado (07:56)
MT registra vendas de milho "a todo vapor", com negócios para safras atual e futura (07:51)
Milho fecha 2ª feira com cotações misturadas em Chicago (07:50)
Soja fecha com leves altas em Chicago nesta 2ª feira (07:43)
Santa Catarina é o maior exportador de carne de frango do Brasil (07:28)