Sábado, 16 de Fevereiro de 2019
Saúde Animal

CNA debate normas técnicas da avicultura
Brasília, 14 de Novembro de 2018 - O Comitê Técnico formado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) se reuniu nesta terça (13) para debater questões relacionadas à rastreabilidade de salmonela nas carcaças de aves para exportação de carne de frango.

“Nosso foco é recuperar os mercados internacionais para a carne de frango brasileira, porque aumentando as exportações, aumenta a demanda e o produtor rural será beneficiado com melhores preços pagos ao seu produto”, explicou a assessora técnica da Comissão Nacional de Aves e Suínos da CNA, Ana Lígia Aranha Lenat.

Um dos principais mercados para a carne de frango brasileira, a União Europeia tem uma legislação rigorosa sobre a presença de salmonela. Desta forma, governo e setor produtivo discutem a atualização de normas técnicas para continuar atendendo à demanda dos europeus.
Para a indústria, uma das dificuldades é o tempo necessário para ter um resultado das análises laboratoriais que pesquisam o tipo de salmonela presente na carne de frango quando o teste rápido é positivo. A análise é feita por laboratórios credenciados pela Coordenação-Geral de Laboratórios Agropecuários (CGAL) da Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Mapa.

“A indústria precisa de protocolos mais rápidos de diagnóstico. Estamos no caminho certo: os dois lados estão conversando para encontrar um meio de como fazer uma análise que garanta a qualidade do produto, com segurança e celeridade. Por isso a importância do diálogo”, destacou o diretor-técnico da ABPA, Rui Vargas.

Segundo o diretor substituto do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) do Mapa, Lucio Akio Kikuchi, o governo está aberto ao diálogo com a iniciativa privada. “Vamos ouvir todos os lados para chegarmos a um denominador comum e definirmos o que podemos fazer”.

A coordenadora de Gestão de Demandas Laboratoriais do Ministério da Agricultura, Josinete Barros de Freitas, afirmou que caso seja identificada a presença de salmonela em uma amostra, é necessário esperar de sete a dez dias para os resultados das novas análises e somente depois, e se cumpridos os requisitos, o produto é liberado para exportação.

Rodrigo Nazareno, coordenador-geral de Laboratórios Agropecuários do Mapa, sinalizou que a demanda do setor por novos protocolos de sorotipificação da bactéria na carne de frango está avançando no órgão.

A salmonela é uma bactéria comum que faz parte da flora intestinal de seres humanos e de animais. Porém, alguns tipos específicos podem causar problemas sérios à saúde dos consumidores.

(CNA/SENAR) (Assessoria de Comunicação )
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 16/02
Sexta-Feira, 15/02
Frango: Cepea aponta que poder de compra vem registrando mais um mês de queda (09:32)
Ovos: preços de fevereiro são os maiores desde junho/2018, destaca Cepea (09:30)
China anuncia tarifas de até 32,4% ao frango brasileiro por 5 anos (08:21)
Para cobrir rombo, Estados elevam tributação sobre agronegócio (08:11)
Suíno Vivo: altas em SP, PR, MG e GO (08:08)
Boi Gordo: mercado em ritmo lento (08:06)
Boi Gordo: volume de animais abatidos no BR se eleva em 2018 (08:05)
Milho: mercado estável (08:04)
Soja: preços registram alta (08:00)
MSD Saúde Animal patrocina Congresso de Ovos e debate complexo respiratório em espaço empresarial (07:43)
Quinta-Feira, 14/02
Mercado será foco dos debates na abertura do Simpósio Brasil Sul de Avicultura (13:52)
2ª Conbrasul Ovos abre período de inscrições online (13:38)
Indústria de alimentos prevê avanço de até 4% (09:34)
Etanol de milho avança (09:32)
Nova regra incentiva emissão de letras de crédito do agronegócio (08:50)
Pilgrim’s Pride registra prejuízo de US$ 8,2 milhões no 4º trimestre (08:40)
Recall da BRF expõe falha e transparência (08:38)
IOB segue sua campanha em São Paulo (08:26)
Vetanco homenageia Cooperitaipu (08:22)
Suíno Vivo: estabilidade nas cotações (08:16)
Boi: em SP, preço da arroba está estável (08:12)
Milho: estabilidade domina o dia (08:05)
Preços da soja sobem no Brasil nesta 4ª feira (08:00)
Quarta-Feira, 13/02
VAXXITEK® já imunizou 100 bilhões de aves contra Marek e Gumboro (11:53)
Santa Catarina começa o ano com alta nas exportações de carnes (11:23)
Por salmonela, BRF faz recall de lotes de frango no Brasil e exterior (08:22)
Exportações do agronegócio sobem 6% em 12 meses e somam US$ 102,14 bilhões (08:07)
Suíno Vivo: alta de 5,12% em SC (08:05)
Boi gordo: oferta restrita dificulta a compra pelos frigoríficos (08:03)
Mercado Interno do milho permanece estável (08:00)
Brasil proíbe uso de antibióticos promotores de crescimento (07:51)
Clima adverso faz Conab e IBGE reduzirem projeções para safra (07:50)
SP: produção de grãos deve superar sete milhões de toneladas (07:49)
Terça-Feira, 12/02
IBGE: Cai o abate de frangos, sobe o de bovinos e suínos (10:51)
Prêmio Lamas de pesquisa avícola está com inscrições abertas (08:22)
NUCLEOVET faz evento de lançamento dos Simpósios 2019 em Chapecó (08:20)
Suíno Vivo: alta de 2,94% no PR (08:09)
Mercado do boi gordo retoma fôlego (08:06)
Mercado interno do milho apresenta pouca movimentação (08:04)
Produção de soja poderá ser a menor em três anos (08:02)
Preços da soja no Brasil apresentam poucas mudanças (08:00)
Por que ainda não sou vegetariano (07:57)
Após suspensão, exportadores de frango do Brasil vão a Riad (07:56)
No centro de inovação da BRF, um olhar sobre o futuro da embalagem (07:55)