Sábado, 15 de Dezembro de 2018
Logística

Grão, minérios, combustíveis e Tecon 2 nos planos de Suape
Campinas, 13 de Novembro de 2018 - Os planos do Complexo de Suape para o futuro incluem o setor de energia, o desenvolvimento de um polo de produtos farmacêuticos, a licitação de novos terminais, a ampliação do parque de combustíveis e a diversificação da movimentação de grãos vegetais. Se forem concretizados, os novos empreendimentos vão totalizar R$ 6,5 bilhões. A alavancagem do porto depende da volta da autonomia para que os governos estaduais possam licitar os investimentos e deixar para trás um processo de estagnação que perdura há 5 anos.

“Durante a campanha, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) sugeriu que ia diminuir a presença do Estado quando falou num País ‘mais Brasil e menos Brasília’. Ainda não sabemos como isso vai funcionar, mas a expectativa é que haja uma descentralização e que os Estados possam se beneficiar com a volta da autonomia”, acredita o consultor da Agência Portos, Ivam Jardim Arienti.

Desde 2013, quando passou a vigorar a nova Lei dos Portos, a licitação do segundo terminal de contêineres foi freada. No ano passado, o projeto entrou no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), com a inclusão do Tecon 2 e do Pátio de Veículos. Em setembro foi realizada a audiência pública para dar andamento ao processo e a previsão é de que a licitação saia em 2019.

Outro projeto contemplado pelo PPI foi o da Agrovia do Nordeste, que recebeu autorização para movimentar outros grãos, além de açúcar ensacado. Instalada no Cais 5 de Suape desde o final de 2016, a empresa mantém um grande armazém com capacidade para 35 mil toneladas, mas atualmente opera 22 mil toneladas. “Com a autorização, vamos investir R$ 79 milhões para quadruplicar nossa capacidade de armazenamento. Para isso vamos construir cinco silos. Nossa expectativa é atrair cargas como milho, arroz, malte, cevada, soja não transgênica e outros grãos”, aposta o presidente da empresa, João Gualberto Chaves.

A perspectiva é atender a vários setores, incluindo a avicultura local. Atualmente, Pernambuco é o quarto maior produtor de ovos do Brasil, mas depende da importação de milho do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e também da Argentina para alimentar os animais.

“Esse é um dos setores que queremos atender, mas existem outros, como as cervejarias, por exemplo”, diz. O terminal de grãos também se beneficiaria se o projeto da Transnordestina saísse do papel e trouxesse as commodities em grandes volumes para serem exportadas pelo terminal.
(Jornal do Commercio) ( Adriana Guarda)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 15/12
Sexta-Feira, 14/12
Encontro de Qualidade Industrial recebe patrocínio e palestra da Cobb-Vantress (16:04)
Sindirações projeta crescimento de até 3% para 2019 (14:37)
FRANGO/CEPEA: abate avança no terceiro trimestre (10:15)
OVOS/CEPEA: maior produção impacta negativamente o setor em 2018 (09:59)
Inscrições abertas para os Trabalhos Científicos na 5ª FAVESU (09:57)
Venda de frango a árabes cai, mas pode voltar a crescer (08:11)
Volume de aves e suínos será menor neste ano, aponta a ABPA (08:07)
Produção de ração no Brasil cresce 0,6% e tem novo recorde em 2018 (08:06)
2ª Conbrasul Ovos 2019: Gramado será a capital internacional da avicultura de postura de 16 a 19 de junho (08:04)
Programa técnico do Congresso de Ovos já tem principais temas definidos (08:03)
Quinta-Feira, 13/12
_produção de ovos de galinha é a maior da série histórica (11:04)
Abate de frangos em agosto foi o segundo maior do ano (11:03)
Já começa a faltar crédito rural a juros controlados (09:17)
IBGE confirma avanço em abates de bovinos e suínos, e queda no frango (09:08)
Plasson investe R$ 28 milhões em expansão da unidade fabril, em Criciúma (08:20)
ABRA protocola ofício com solicitação que impacta indústrias produtoras de farinhas de pena, peixe e sangue (08:14)
Indústria de ovos dos EUA: desafios e oportunidades (08:11)
Fundamentos teóricos e aplicação no processamento de ovos e derivados (08:08)
Quarta-Feira, 12/12
Pioneirismo e inovação marcam 10 anos da Yes (10:12)
Exportações de carne bovina deverão bater novos recordes no ano que vem (08:41)
Embrapa fecha acordo com Sindan para pré-análise de novos produtos veterinários (08:40)
Granja do Cedro é destaque de pecuária no prêmio “As melhores da Dinheiro Rural” (08:40)
Safra pode repetir recorde com 238,4 milhões de toneladas (07:57)
Encontro de Avicultores premia os melhores da Integração Aurora/Cocari (07:56)
Assembleia Legislativa de Goiás homenageia dirigentes da Pif Paf Alimentos (07:54)
BRDE assina contratos de R$ 100 milhões com cooperativas paranaenses durante encontro da Ocepar (07:53)
A crescente preocupação com ectoparasitas e os prejuízos econômicos causados por estes (07:50)
Milho: Bolsa de Chicago segue tendência do dia e fecha terça-feira com pouca movimentação (07:50)
Além do enriquecimento de ovos, selênio apresenta benefícios produtivos (07:48)
Aviagen Estreia “I Escola de Incubação” da América Latina (07:25)
Terça-Feira, 11/12
Cresce dependência do agronegócio brasileiro das importações chinesas (08:06)
Milho: cotação da Bolsa de Chicago encerra segunda-feira próxima da estabilidade (08:03)
Soja: Brasil fecha o dia com estabilidade com recuo de Chicago e dos prêmios (08:00)
Mercado do boi gordo apresenta cenários distintos (07:58)
Inaugurado laboratório de referência em Campinas (07:55)