Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019
Empresas

Wisium intensifica atuação na Região Sul

Marca global da Neovia destaca-se por elevar a rentabilidade de pequenos, médios e grandes clientes
Campinas, SP, 08 de Novembro de 2018 - O Sul do Brasil é extremamente estratégico para a Wisium, marca global da Neovia com foco em aditivos, premixes e serviços. “Há uma grande concentração de aves e suínos e uma grande produção de leite e de carne bovina. Trata-se de uma Região muito competitiva, com a presença de fortes cooperativas e de agroindústrias”, explica Telmo Luiz Kitzig, gerente de negócios da Wisium.



Telmo Luiz Kitzig, gerente de negócios da Wisium

Por isso, acrescenta Kitzig, a marca global da Neovia iniciou um processo de ampliação da equipe Sul, com o objetivo de atender de maneira ainda mais qualificada e estruturada os diversos perfis de clientes e futuros clientes. “Priorizamos o atendimento personalizado, o que contribui para o pequeno, médio e grande cliente ter uma maior produtividade e, consequentemente, elevar a rentabilidade”, explica o profissional que atua há mais de 20 anos no agronegócio e é referência no mercado de nutrição animal.
Fortalecimento da equipe – O crescimento da Wisium na Região Sul está sendo impulsionado, entre outros motivos, pelas soluções diferenciadas e eficientes desenvolvidas na fábrica de Apucarana (PR) e pelo fortalecimento da equipe.

Recentemente, a Wisium apresentou ao mercado o zootecnista Renato Pereira Mendes, formado pela Universidade Estadual de Maringá, como representante para o Norte e Oeste do Paraná, com o objetivo de incrementar a atuação nos mercados de aves e de suínos. Mendes é pós-graduado em Nutrição Animal pela Universidade Federal de Maringá e também em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas.

Já para atender o Rio Grande do Sul, a Wisium contratou o médico veterinário Paulo Fernando Dutra Ozorio, formado pela Universidade Federal de Santa Maria, como gerente de território. O profissional, que já trabalhou na Copergel, Cargill, Alisul Alimentos, Fatec, Poli Nutri e Trouw Nutrition, irá fornecer escolhas nutricionais técnicas e comerciais adequadas às necessidades de cooperativas, agroindústrias, integrações, frigoríficos, grandes produtores independentes e fábricas de rações.



Médico veterinário Paulo Fernando Dutra Ozorio.

“Com o suporte de uma equipe altamente qualificada, vamos trabalhar com foco nos mercados de aves de corte e postura, suínos, ruminantes e pet, posicionando a Wisium como referência em nutrição no Estado e ampliando a participação de mercado”, destaca o profissional que há 26 anos atua na área de nutrição animal no Rio Grande do Sul e é pós-graduado em Controle de Qualidade e Tecnologia de Alimentos pela Universidade de Passo Fundo e também em Nutrição de Gado Leiteiro pela Rehagro.
Atualmente, o Estado de Santa Catarina passa por uma estruturação com a chegada de novos profissionais, que em breve serão anunciados.

Talentos - Rodrigo Miguel, vice-presidente de Negócios Wisium, observa que a equipe Sul está contribuindo diretamente para o contínuo crescimento da Wisium. “A recente reestruturação trouxe resultados muito significativos! O Telmo foi capaz de alinhar e motivar o time muito rapidamente e agora começa a ampliar a equipe com o nível de qualidade e comprometimento que a Região Sul e o mercado exigem e reconhecem. O nosso foco principal é dar aos nossos clientes e prospects o atendimento em linha com suas expectativas e com a visão Wisium, que é ir além da nutrição. Os novos resultados mostram que estamos no caminho certo”.

Sobre a Wisium

A Wisium é uma das 4 maiores marcas de premix do mundo, com presença em mais de 50 países e 11 centros de nutrição e desenvolvimento tecnológico próprios. A marca adota o “Espírito Wisium”, que propõe a construção de soluções em produtos e serviços de forma colaborativa, sugerindo, ouvindo e acompanhando os clientes.

Sobre a Neovia

Uma das empresas líderes globais de nutrição animal, a Neovia tem faturamento anual global da ordem de 1,7 bilhão de euros. No mundo, a empresa conta com 8.300 colabores, 75 sites de produção e 11 centros de nutrição. No Brasil, a empresa tem faturamento de R$ 1,7 bilhão por ano, 13 sites de produção, 2.600 funcionários e 3 centros de nutrição.
(Wisium) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 23/01
Terça-Feira, 22/01
Arábia Saudita descredencia 33 unidades de carne de frango do Brasil que podem exportar ao país (16:26)
Arábia Saudita barra carne de frango de cinco frigoríficos brasileiros (13:18)
2019: Sindirações abre o calendário de cursos (08:27)
Movimento Frete sem Tabela critica reajustes divulgados pela ANTT (08:08)
Futuro de fiscais da Carne Fraca segue incerto (08:04)
Auster retoma plano para avançar no país (07:50)
Ovos produzidos em Pernambuco ganharão código na casca para garantir qualidade (07:47)
China aceita oferta de exportador de frango do Brasil para encerrar caso antidumping (07:46)
Mercado do boi apresenta baixa movimentação (07:40)
Milho: mercado interno registra estabilidade (07:35)
Soja: poucas variações nos preços com falta da referência de Chicago (07:30)
Segunda-Feira, 21/01
Dia de Campo da Copagril evidencia a força do cooperativismo (09:42)
China diz ter controlado surto de peste suína africana (08:47)
EUA e China negociam reabertura do mercado de frango (08:26)
China poderá reabrir seu mercado à carne de frango americana (08:26)
Exportações do agro em alta de quase 6% ultrapassam US$ 100 bilhões (08:11)
Custos de produção de frangos de corte subiram 14,21% em 2018 (08:07)
Guia Eletrônico de Nutrição Rhodimet®agora também está disponível para uso em smartphones (08:04)
MILHO/CEPEA: colheita da safra de verão se inicia no Brasil (08:02)
SOJA/CEPEA: preços internos, FOB e prêmios recuam com menor demanda internacional (08:01)
Milho: semana se encerrou com preços em alta na Bolsa de Chicago (08:00)
Sexta-Feira, 18/01
FRANGO/CEPEA: desaquecimento de negócios pressiona valores da carne (09:51)
OVOS/CEPEA: poder de compra do avicultor inicia 2019 em queda (09:50)
Milho: produtor de MT revê planos para safrinha (09:45)
Porto de Itajaí fecha o ano com melhor resultado desde 2011 (09:23)
Estudo sugere 'dieta universal' para salvar o planeta (09:22)
Ministério remove 'blindagem' de superintendências estaduais (08:22)
Boi Gordo: oferta regulada à demanda (08:09)
Milho: quinta-feira chega ao fim com preços em alta de até 6 pontos na Bolsa de Chicago (08:05)
Soja fecha a 5ª feira com altas de mais de 13 pts em Chicago com correção técnica e olhos no Brasil (08:00)
Quinta-Feira, 17/01
SUÍNOS/CEPEA: média do vivo é a menor para janeiro desde 2007 (11:06)
BOI/CEPEA: bom planejamento pode garantir margens positivas no fim de 2019 (11:03)
Balança Comercial Paulista registra superávit de US$ 11,49 bilhões, aponta IEA (11:02)
2ª Conbrasul Ovos 2019 vai reunir lideranças da avicultura de postura nacional e internacional de 16 a 19 de junho (09:28)
Presidente da ABPA se reúne governador Eduardo Leite (09:05)
Ministério tenta reabrir UE a carnes e pescados (08:28)
Milho: Bolsa de Chicago mantem tendência ao longo do dia e encerra quarta-feira em alta (08:23)
Carrefour vai monitorar fornecedores de carne por câmeras na França (08:20)
Fiscais Agropecuários gaúchos passarão por capacitação em inspeção (08:05)
STF abre investigação contra políticos na Operação Carne Fraca (08:02)
Três laboratórios têm selo Inmetro cancelado após descobertas da Operação Trapaça (08:00)
Cotação do boi gordo estável em São Paulo e frouxa em Mato Grosso do Sul (07:30)
Em mais um dia vazio de informações, soja fecha estável em Chicago nesta 4ª feira (07:18)