Sábado, 16 de Fevereiro de 2019
Empresas

BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos”
São Paulo, 19 de Setembro de 2018 -

A chegada de um novo executivo e o fortalecimento do time liderado pelo CEO, Pedro Parente, coloca a BRF em um caminho para “voltar aos velhos tempos”, avalia o Bradesco BBI em um relatório enviado a clientes. O novo vice-presidente de qualidade, pesquisa & desenvolvimento e sustentabilidade Neil Peixoto tem 25 anos de experiência na indústria de alimentos, incluindo P&D na Kraft e Mondelez.

“Neil Peixoto também se encaixa no perfil da BRF de trazer profissionais experientes e com sólida formação no setor (como Vinícius Guimarães da Anheuser-Busch InBev para operações e Rubens Pereira da Cargill para estratégia) e/ou com experiência anterior na BRF (Como Sidney Manzaro). Com a equipe de gestores completa, vemos a BRF pronta para avançar com seu plano de reestruturação”, destacam os analistas Leandro Fontanesi e Ricardo França.

A recomendação de compra foi reforçada. O relatório aponta que a execução do plano de recuperação é o principal direcionador para ação no segundo semestre de 2018, o que poderá permitir o fechamento da diferença atual da ordem de 30% em relação ao múltiplo EV/Ebitda para cerca de 10% até o final do ano de 2018.

Em contato com a administração, o Santander ressaltou que a empresa está chamando a atenção do mercado para o próximo Brasil Foods Day, encontro com investidores, no próximo dia 8 de outubro. A empresa também reforçou que o balanço do segundo trimestre foi o pior do ano e que as coisas tendem a melhorar, principalmente em margem no terceiro trimestre.

“A gente sabe que essa é uma velha retórica da BRF e foi por meio dessa história, de sempre começar a melhorar no próximo trimestre, que o mercado foi de decepcionando. Mas, talvez com a nova gestão de Pedro Parente, a forma de comunicação com o mercado tenha melhorado. A nossa impressão é de que hoje até o investor day a ação pode ficar com um pouco mais de esperança”, destaca o banco.

Recomendação 

Goldman Sachs elevou na segunda-feira a recomendação para as ações da BRF de venda para compra e introduziu um preço-alvo de R$ 30,80 para o  horizonte de 12 meses, o que representa um potencial de valorização de aproximadamente 50%, revela um relatório enviado a clientes e assinado por Luca Cipiccia.

O analista utilizou as receitas de 2017 como base para o cálculo por conta da baixa visibilidade sobre o “timing” da venda dos ativos da empresa e incertezas sobre a normalização do mercado externo.

Ele lembra que os papéis têm queda de cerca de 70% após o pico de agosto de 2015 (enquanto o Ibovespa subiu mais de 50%) e baixa de 40% no ano (Ibovespa -2%) após uma sequência de notícias negativas. O Goldman Sachs acredita que o segundo trimestre deve ter marcado o menor nível de margens bruta e Ebitda.

O banco destaca que, desde meados de 2017, os problemas sobre a exportação aumentaram a oferta para um mercado doméstico já fraco e, mais recentemente, a greve dos caminhoneiros trouxe pressão adicional sobre a cadeia de valor da BRF.

“Indiretamente, no entanto, esse evento pode ter marcado, a nosso ver, o ponto mais baixo para a BRF e para a indústria, na medida em que acelerou um ‘aperto forçado’ na oferta, favorecendo um reequilíbrio com a demanda. De fato, os preços no Brasil mostraram alguma normalização nos últimos três meses e a participação de mercado da BRF se estabilizou, superando de maneira moderada a indústria”, destaca o relatório.


(Money Times) (Gustavo Kahil)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 16/02
Sexta-Feira, 15/02
Frango: Cepea aponta que poder de compra vem registrando mais um mês de queda (09:32)
Ovos: preços de fevereiro são os maiores desde junho/2018, destaca Cepea (09:30)
China anuncia tarifas de até 32,4% ao frango brasileiro por 5 anos (08:21)
Para cobrir rombo, Estados elevam tributação sobre agronegócio (08:11)
Suíno Vivo: altas em SP, PR, MG e GO (08:08)
Boi Gordo: mercado em ritmo lento (08:06)
Boi Gordo: volume de animais abatidos no BR se eleva em 2018 (08:05)
Milho: mercado estável (08:04)
Soja: preços registram alta (08:00)
MSD Saúde Animal patrocina Congresso de Ovos e debate complexo respiratório em espaço empresarial (07:43)
Quinta-Feira, 14/02
Mercado será foco dos debates na abertura do Simpósio Brasil Sul de Avicultura (13:52)
2ª Conbrasul Ovos abre período de inscrições online (13:38)
Indústria de alimentos prevê avanço de até 4% (09:34)
Etanol de milho avança (09:32)
Nova regra incentiva emissão de letras de crédito do agronegócio (08:50)
Pilgrim’s Pride registra prejuízo de US$ 8,2 milhões no 4º trimestre (08:40)
Recall da BRF expõe falha e transparência (08:38)
IOB segue sua campanha em São Paulo (08:26)
Vetanco homenageia Cooperitaipu (08:22)
Suíno Vivo: estabilidade nas cotações (08:16)
Boi: em SP, preço da arroba está estável (08:12)
Milho: estabilidade domina o dia (08:05)
Preços da soja sobem no Brasil nesta 4ª feira (08:00)
Quarta-Feira, 13/02
VAXXITEK® já imunizou 100 bilhões de aves contra Marek e Gumboro (11:53)
Santa Catarina começa o ano com alta nas exportações de carnes (11:23)
Por salmonela, BRF faz recall de lotes de frango no Brasil e exterior (08:22)
Exportações do agronegócio sobem 6% em 12 meses e somam US$ 102,14 bilhões (08:07)
Suíno Vivo: alta de 5,12% em SC (08:05)
Boi gordo: oferta restrita dificulta a compra pelos frigoríficos (08:03)
Mercado Interno do milho permanece estável (08:00)
Brasil proíbe uso de antibióticos promotores de crescimento (07:51)
Clima adverso faz Conab e IBGE reduzirem projeções para safra (07:50)
SP: produção de grãos deve superar sete milhões de toneladas (07:49)
Terça-Feira, 12/02
IBGE: Cai o abate de frangos, sobe o de bovinos e suínos (10:51)
Prêmio Lamas de pesquisa avícola está com inscrições abertas (08:22)
NUCLEOVET faz evento de lançamento dos Simpósios 2019 em Chapecó (08:20)
Suíno Vivo: alta de 2,94% no PR (08:09)
Mercado do boi gordo retoma fôlego (08:06)
Mercado interno do milho apresenta pouca movimentação (08:04)
Produção de soja poderá ser a menor em três anos (08:02)
Preços da soja no Brasil apresentam poucas mudanças (08:00)
Por que ainda não sou vegetariano (07:57)
Após suspensão, exportadores de frango do Brasil vão a Riad (07:56)
No centro de inovação da BRF, um olhar sobre o futuro da embalagem (07:55)