Segunda-feira, 20 de Maio de 2019
Mercado Externo

China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa
Genebra, Suíça., 19 de Setembro de 2018 - Outras guerras econômicas, além das sobretaxas impostas pelo governo de Donald Trump contra a China, estão ocorrendo de maneira menos aparente e empurrando Pequim a investir mais na Europa, apontam alguns analistas.

“Antes de tudo, a guerra comercial não é uma guerra comercial e sim uma tentativa de conter o desenvolvimento econômico da China”, avaliam dois especialistas do banco francês Natixis em Cingapura, Alicia Garcia Herrero e Jianwei Xu.

Os analistas observam que a primeira rodada de sobretaxas dos EUA visou limitar exportações chinesas com maior tecnologia, para frear o avanço tecnológico de Pequim. A retaliação inicial chinesa focou mais em produtos agrícolas, por exemplo, de forma a não afetar a importação de produtos que sua indústria necessita para melhorar a competitividade, incluindo semicondutores.

A segunda rodada de sobretaxas de Washington focou em produtos intermediários chineses, para reduzir o papel da China nas cadeias globais de valor e atrair empresas de volta aos EUA. De seu lado, o pacote de retaliação chinês foi em linha com o primeiro, já que tem menos espaço para alvejar produtos americanos de tecnologia.

Fusões & aquisições

Mas outros tipos de guerra estão ocorrendo, notam os dois analistas. Por exemplo, os EUA estão bloqueando cada vez mais operações de fusões e aquisições da China nos EUA, especialmente no setor de alta tecnologia. O instrumento mais óbvio é a Comissão sobre Investimento Estrangeiro nos EUA (CFIUS), que examina os investimentos estrangeiros na economia americana.

Conforme os analistas, recentemente uma boa parte das ações do CFIUS teve como alvo a China e especialmente o setor industrial. Outros estudos calculam que Pequim investe agora nove vezes mais na Europa do que nos EUA.

Segundo o American Enterprise Institute, investimentos chineses nos EUA declinaram de US$ 25 bilhões em 2017 para menos de US$ 6 bilhões no primeiro semestre de 2018, uma queda de 76%.

Ao mesmo tempo, os investimentos chineses em fusões e aquisições na Europa alcançaram US$ 20 bilhões no primeiro semestre, comparado a US$ 30 bilhões em todo o ano de 2017.

“Eu não consigo encontrar uma única transação de fusão e aquisição de compradores chineses no setor de tecnologia industrial nos EUA em 2017, mas posso encontrar centenas delas na Europa”, disse Alicia Herrero em debate esta semana em Bruxelas.

Para a especialista em China, as tarifas impostas por Trump vão forçar a China a acelerar o movimento para aumentar a competitividade de sua indústria, e depender menos  dos EUA. Significa que a Europa vai se tornar ainda mais o mercado em que os chineses tentarão adquirir alta tecnologia.

Reação da Europa

Nesse contexto, a União Europeia (UE) estuda uma legislação para controle do Investimento Estrangeiro Direto (IED) diante da crescente presença chinesa em diferentes países do bloco.

Ao mesmo tempo em que criticam medidas unilaterais de Trump, que ameaçam desestabilizar a economia global, a UE reclama que a China pouco avançou nas promessas de fazer reformas, melhorar o acesso a seu mercado e estabelecer mais reciprocidade nos investimentos e comércio.

Para analistas, a reforma tributária de Trump também tem consequências. Isso é especialmente importante para países como a China que tem recebido grandes volumes de IED de firmas americanas e agora podem ver lucros repatriados para os EUA. No entanto, Pequim reagiu oferecendo isenção de impostos para certas empresas estrangeiras.

Para analistas do banco espanhol BBVA, “a agressão comercial dos EUA”, somada a ataques contra empresas de tecnologia chinesas, eleva o temor em economias da Ásia, como Japão, Coreia do Sul e Tailândia. Esses países vendem muitos produtos internediários para a China. E veem risco de a guerra comercial provocar retração na demanda chinesa por esses produtos, que entram na produção final de muitos produtos.

Conforme o Rabobank, da Holanda, não são apenas empresas chinesas as afetadas pela nova rodada de sobretaxas impostas por Trump. Vários equipamentos de tecnologia feitos na China por empresas dos EUA também serão atingidas pela medida.

(Valor ) (Assis Moreira)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 20/05
Sexta-Feira, 17/05
Custos de produção de suínos e de frangos de corte caem 2% em abril (16:21)
Concurso de Qualidade de Ovos tem data definida (16:14)
Evonik foca sua participação no Simpósio Goiano de Avicultura em seu portfólio de produtos para saúde intestinal (15:19)
Frango: alta no valor da carne suína eleva competitividade (15:10)
Exportadores de aves e suínos fecham US$ 148,7 milhões em negócios durante a SIAL China 2019 (15:06)
Palestra Sobre Sucessão Familiar na 5ª FAVESU (13:08)
Nelson Barbudo contra a carne de laboratório (09:35)
Com influências de plantio, dólar e até peste suína, negociações de commodities se complicam (08:27)
China frustra expectativas de frigoríficos (08:20)
Exportações brasileiras de carnes cresceram 41% em abril (08:16)
Mercado do boi: pressão de baixa perdendo força (08:12)
Soja e milho têm novo dia de altas em Chicago (08:00)
Paraná é referência nacional na implantação de Cadecs (07:09)
Quinta-Feira, 16/05
Boi Gordo: preço do bezerro sobe, mas arroba permanece estável e poder de compra cai (11:00)
Demanda externa provoca reabertura de frigoríficos (10:55)
Ceva promove eventos sobre laringotraqueite infecciosa pelo país (10:44)
Confira a programação completa da 5ª Favesu (09:37)
Limpadora de ovos fica sem receber adicional de insalubridade de granja (09:09)
Governo costura nova medida para elevar disputa no crédito (08:16)
Mercado do Boi Gordo interrompe a queda por um dia para depois retomar rumo de baixa (08:10)
Cotações perdem força, mas milho encerra a quarta-feira ainda em alta na Bolsa de Chicago (08:08)
Preços da soja sobem forte no Brasil nesta 4ª feira (08:05)
Ministério muda regras para ingresso de produtos de origem animal no país (08:03)
Exportações do agro somam US$ 30,42 bi no quadrimestre (07:58)
Consultoria jurídica da CNA beneficia produtores integrados de aves e suínos (07:36)
Agronegócio reúne 70 deputados na maior frente parlamentar da Alesp (07:34)
Criada há três anos, Lei da Integração trouxe equilíbrio entre produtores e agroindústria (07:32)
Quarta-Feira, 15/05
Ceva apresentará no Simpósio Goiano de Avicultura dados da vacina Cevac IBras (11:22)
Cobb-Vantress realiza Escola Técnica Cobb+Aurora e homenageia a empresa pelos 50 anos de história (11:18)
Veja os convidados confirmados do AveLive (09:40)
Conferência FACTA WPSA-Brasil: como a avicultura deve se preparar frente nova demanda? (09:18)
Com crédito, JBS reduz desembolso de imposto de renda (08:23)
Nos laboratórios, a carne do futuro está quase no ponto (08:05)
Oferta de boiadas melhora e pressão de baixa ganha força (08:01)
Cotações do milho disparam em Chicago nesta terça-feira (07:59)
Brasil negocia cerca de 2 mi de t de soja nesta 3ª feira com disparada dos preços em Chicago (07:57)
União Europeia volta a ser o principal destino das vendas externas paulistas (07:55)
Apesar do jejum, Ramadã faz crescer demanda por alimentos (07:10)
Terça-Feira, 14/05
1º trimestre: Abate de bovinos e suínos mantém crescimento; o de frangos recua (11:43)
China terá mais demanda por carnes por causa de peste suína africana, dizem executivos de banco (11:28)
No Simpósio Goiano de Avicultura, Aviagen foca sua participação na divulgação de sua ave Ross 308 AP (09:52)
Produção de ovos tem primeira queda em 22 anos (09:49)
Emater-DF apresenta novas tecnologias na AgroBrasília (09:47)
Desperdícios no processo produtivo de rações (09:08)
Avaliação e controle da qualidade de pintos de 1 dia (09:05)
Ex-ministro da Agricultura alerta para risco de contaminação do vírus no país (08:38)
Lucro da JBS dobra no 1º trimestre e supera R$ 1 bilhão (08:36)
Peste suína na China começa a inflar exportação do Brasil (08:29)
Soja: Chicago tem altas de dois dígitos nesta 3ª feira (08:24)
Boi segue em recuo e mais pressão virá da queda da carcaça casada e da desova (08:10)
Conferência FACTA debaterá a responsabilidade da avicultura em alimentar o mundo (08:07)
Atraso no plantio do milho nos EUA sustenta altas em Chicago (08:02)
Soja sobe até 3% no interior do Brasil (08:00)
1º Diálogo Técnico MAPA e Setor de Reciclagem Animal (07:33)
PIB do agronegócio mineiro cresce 3,55% em 2018 (07:20)
Veja como devem ficar as cotações do milho até o fim de 2019 (07:19)
BRF inicia produção de produtos comemorativos para o Natal (07:18)