Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018
Matérias-Primas

Milho: mercado sobe pelo 3º dia consecutivo em Chicago
Campinas, SP, 20 de Julho de 2018 - As principais posições do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) subiram pelo terceiro dia consecutivo. Ao longo da sessão desta quinta-feira (19), os vencimentos ampliaram os ganhos e finalizaram o pregão com altas entre 3,50 e 4,00 pontos, uma valorização de mais de 1%.

O contrato setembro/18 era cotado a US$ 3,51 por bushel, enquanto o dezembro/18 operava a US$ 3,65 por bushel. O março/19 encerrou o dia a US$ 3,76 por bushel e o maio/19 trabalhava a US$ 3,82 por bushel.

De acordo com informações das agências internacionais, o mercado ainda encontra suporte nas preocupações com o clima no Meio-Oeste dos EUA. Com boa parte da safra já em fase de polinização, a preocupação é com as previsões climáticas, que indicam poucas chuvas nos próximos dias no cinturão de produção.

Entre os dias 25 a 29 de julho, as chuvas ficarão abaixo da média, conforme dados do NOAA - Serviço Oficial de Meteorologia do país. Já as temperaturas deverão ficar abaixo da normalidade no mesmo período.

Outro fator que também deu suporte aos preços nesta quinta-feira foi o boletim de vendas semanais. Segundo dados do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), na semana encerrada no dia 12 de julho, as vendas do cereal somaram 641 mil toneladas da safra velha.

O volume ficou acima das expectativas dos participantes do mercado, que estavam entre 300 mil a 600 mil toneladas. No acumulado da temporada, as vendas somam 58.736,4 milhões de toneladas, superando o ano passado, e frente à estimativa total do USDA de 60,96 milhões de toneladas. O Japão foi o principal destino do cereal.

As vendas da safra nova, por sua vez, somaram 774,5 mil toneladas, enquanto as projeções variavam de 200 mil a 500 mil toneladas somente. O México foi o maior comprador.

"A demanda pelo milho dos EUA é forte tanto no mercado interno quanto no global e queremos permanecer fortes por algum tempo", disse Arlan Suderman, principal economista de commodities da corretora INTL FCStone.

Mercado interno

A quinta-feira foi de ligeiras movimentações aos preços do milho no mercado doméstico. Segundo levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, em Sorriso (MT), a alta foi de 5,88%, com a saca a R$ 18,00. Já em Rio Verde (GO), a valorização foi de 3,85%, com a saca do cereal a R$ 27,00.

Na região de Ubiratã (PR), o ganho foi de 1,71%, com a saca a R$ 29,70. Ainda no Paraná, em Pato Branco, o preço subiu 1,62% e a saca fechou o dia a R$ 31,40. Por outro lado, no Porto de Paranaguá, a saca futura, para entrega em agosto/18 caiu 1,30% e a saca cotada a R$ 38,00.

"Os negócios continuam lentos e acompanhamos apenas entrega de contratos. Com o clima seco, o produtor dá preferência à colheita do grão e espera para ver que rumo tomar", afirma o consultor de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze.

Ainda na visão do especialista, os altos valores dos fretes ainda inviabilizam os negócios com o cereal. A expectativa é que seja reportada nesta sexta-feira (20) uma nova tabela de fretes pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).
(Notícias Agrícolas) (Fernanda Custódio)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 10/12
Justiça paulista afasta taxa de sobre-estadia de contêiner (08:37)
Fórum do sistema Ocepar vai debater sustentabilidade na agroindústria (08:30)
Peste suína africana na China valoriza exportação do Brasil (08:20)
Milho: Após dia de estabilidade, Bolsa de Chicago fecha sexta-feira com leves altas (08:10)
SOJA/CEPEA: possível menor demanda externa preocupa agentes; preços recuam (08:05)
Soja: mercado internacional especula sobre demanda da China e fecha em alta nesta 6ª feira (08:00)
Sexta-Feira, 07/12
Cresce mobilização de caminhoneiros por nova paralisação (16:15)
Conferência FACTA WPSA-Brasil 2019 já tem data e temas definidos (12:52)
Qualidade de água é tema de palestra da Vetanco (09:50)
Cobb-Vantress premia melhores lotes da região Nordeste (09:07)
NUCLEOVET apresenta planejamento 2019 em evento em SP (09:03)
FRANGO/CEPEA: exportações recuam, mas valores da carne sobem em novembro (08:14)
Início de dezembro apresenta maior firmeza nas cotações do boi gordo (08:04)
Milho: Bolsa de Chicago fecha quinta-feira com leves baixas (08:00)
A pedido da CNA, STF suspende multas pelo descumprimento da tabela do frete (07:37)
Paraná desburocratiza processo de licenciamento ambiental (07:30)
Depois do frango, Marrocos libera importação de carne bovina dos EUA (06:28)
Quinta-Feira, 06/12
Avicultura gaúcha sofre após desabilitação de unidades de abate (23:34)
“Conexão Aviagen” promove o crescimento e o sucesso do Ross 308 AP (08:50)
SUÍNOS/CEPEA: em novembro, média do vivo é a maior em 2018 em muitas regiões (08:28)
BOI/CEPEA: diferentes necessidades seguem resultando em oscilação do indicador (08:20)
Efeito da trégua entre EUA e China já é menor sobre commodities agrícolas (08:15)
Boi Gordo: preço sobe em São Paulo (08:10)
Milho: Bolsa de Chicago fecha quarta-feira com preços do milho estáveis (08:05)
Soja: Chicago estável e prêmios em queda levam disponível em Paranaguá aos R$ 79 nesta 4ª feira (08:00)
PIB do agronegócio do Brasil deve crescer 2% em 2019, prevê CNA (07:23)
SC aumenta exportação de frango em 14% e a de suínos em 33,6% (07:21)
Licenciamento ambiental em São Paulo para a avicultura (07:19)
Quarta-Feira, 05/12
JBS contrata Guilherme Cavalcanti como CFO (10:34)
El Niño fraco deve 'poupar' safra 2018/19 (10:26)
Vetanco promove palestra técnica junto a Cooperativa Lar (10:19)
Mês difícil para agroindústria ajudou a frear resultado de outubro (08:31)
JBS terá primeiro CEO que não é da família Batista (08:15)
Itamaraty deve reforçar foco agrícola (08:11)
Cenário positivo para o mercado do boi gordo (08:08)
Milho: Bolsa de Chicago fecha terça-feira com alta nos preços do milho (08:06)
Sem nenhum movimento que indique volta às compras dos chineses, soja em Chicago aguarda divulgação de regras definidas em trégua (08:00)
Lar Cooperativa recebe quatro troféus de Inovação (07:42)
Ponta Porã: Programa de incubadoras avança na Nova Itamarati (07:40)
JBS troca comando da empresa (07:39)
Terça-Feira, 04/12
Brasil exporta 322,1 mil toneladas de carne de frango em novembro (18:46)
A pedidos, futuro governo avalia fim da tabela de frete (08:35)
China perto de acordo para retirar antidumping do frango do Brasil (08:18)
Trégua entre China e EUA pouco muda o cenário para a soja brasileira (08:15)
Dezembro começa a cotação da arroba do boi gordo subindo (08:06)
Milho: preços terminam segunda-feira em alta na bolsa de Chicago (08:04)
Soja perde força ao longo do dia e fecha com altas de pouco mais de 10 pts na Bolsa de Chicago (08:00)
Cooperativa vai fortalecer produção de ovos em São Bento do Una (06:55)
Mauricéa, um sucesso vivido em família (06:52)