Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018
Empresas

BRF está fazendo “o possível e o impossível” para não fechar fábricas
Brasília, DF, 13 de Junho de 2018 - O vice-presidente interino responsável pela área de relações institucionais da BRF, Jorge Luiz de Lima, admitiu ter grande preocupação com o embargo da União Europeia aos frigoríficos da empresa. Em audiência realizada hoje na Comissão de Agricultura do Senado, o executivo disse que a BRF está fazendo o “possível e o impossível” para não fechar fábricas. “A BRF tem feito esforço enorme para evitar fechamento”, afirmou Lima.

De acordo com o executivo, a BRF acabou de finalizar um estudo em suas plantas em Goiás e decidiu que vai desativar a linha de produção de carne de perus na cidade de Mineiros.

A decisão vai provocar uma redução da oferta de peru e limitar a utilização de capacidade em Mineiros a 65%, disse ele. Para amenizar o impacto do encerramento da produção de peru na unidade, a BRF tentará aproveitar parte do quadro de funcionários da unidade goiana. Ele também assegurou que cumprirá os contratos com os produtores integrados que o forneciam peru para a unidade goiana.

“Não temos mais capacidade de exportação de perus em Mineiros, mas não há a menor possibilidade de a BRF não cumprir contrato com os integrados na região”, afirmou. A União Europeia, que vetou a BRF, era o principal destino das vendas de carne de peru.

Por outro lado, a BRF retomará a produção no abatedouro de aves de Rio Verde (GO). Os funcionários dessa unidade entrou em férias coletivas no mês passado como parte da estratégia da companhia, ajustar os estoques em razão do embargo do bloco europeu.

Os dois frigoríficos citados pelo executivo (Mineiros e Rio Verde) foram alvo da Operação Trapaça, deflagrada em 5 de março pela Polícia Federal (PR). Nessa fase, a PF investiga um suposto esquema de fraudes envolvendo a BRF e laboratórios na análise da bactéria salmonela em lotes de carne de frango para exportação. A suspeitas que vieram à tona motivaram o embargo da União Europeia contra a BRF.

Durante um discurso duro no Senado, Lima afirmou que a empresa tem sofrido com uma série de barreiras, como o embargo europeu e, mais recentemente, o anúncio da aplicação de tarifas antidumping pela China contra o frango brasileiro. “Estamos sob pressão. A China está forçando a gente a negociar preços, e na Europa é nítido o movimento da França e da Irlanda”, disse o vice-presidente da BRF, que é a maior exportadora global de frango “É um momento difícil e complicado”, completou.

A audiência foi solicitada pela senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) para tratar dos impactos da crise da BRF em Goiás. Produtores integrados da BRF e sindicalistas da região acompanharam a audiência.

(Valor) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 10/12
Sexta-Feira, 07/12
Cresce mobilização de caminhoneiros por nova paralisação (16:15)
Conferência FACTA WPSA-Brasil 2019 já tem data e temas definidos (12:52)
Qualidade de água é tema de palestra da Vetanco (09:50)
Cobb-Vantress premia melhores lotes da região Nordeste (09:07)
NUCLEOVET apresenta planejamento 2019 em evento em SP (09:03)
FRANGO/CEPEA: exportações recuam, mas valores da carne sobem em novembro (08:14)
Início de dezembro apresenta maior firmeza nas cotações do boi gordo (08:04)
Milho: Bolsa de Chicago fecha quinta-feira com leves baixas (08:00)
A pedido da CNA, STF suspende multas pelo descumprimento da tabela do frete (07:37)
Paraná desburocratiza processo de licenciamento ambiental (07:30)
Depois do frango, Marrocos libera importação de carne bovina dos EUA (06:28)
Quinta-Feira, 06/12
Avicultura gaúcha sofre após desabilitação de unidades de abate (23:34)
“Conexão Aviagen” promove o crescimento e o sucesso do Ross 308 AP (08:50)
SUÍNOS/CEPEA: em novembro, média do vivo é a maior em 2018 em muitas regiões (08:28)
BOI/CEPEA: diferentes necessidades seguem resultando em oscilação do indicador (08:20)
Efeito da trégua entre EUA e China já é menor sobre commodities agrícolas (08:15)
Boi Gordo: preço sobe em São Paulo (08:10)
Milho: Bolsa de Chicago fecha quarta-feira com preços do milho estáveis (08:05)
Soja: Chicago estável e prêmios em queda levam disponível em Paranaguá aos R$ 79 nesta 4ª feira (08:00)
PIB do agronegócio do Brasil deve crescer 2% em 2019, prevê CNA (07:23)
SC aumenta exportação de frango em 14% e a de suínos em 33,6% (07:21)
Licenciamento ambiental em São Paulo para a avicultura (07:19)
Quarta-Feira, 05/12
JBS contrata Guilherme Cavalcanti como CFO (10:34)
El Niño fraco deve 'poupar' safra 2018/19 (10:26)
Vetanco promove palestra técnica junto a Cooperativa Lar (10:19)
Mês difícil para agroindústria ajudou a frear resultado de outubro (08:31)
JBS terá primeiro CEO que não é da família Batista (08:15)
Itamaraty deve reforçar foco agrícola (08:11)
Cenário positivo para o mercado do boi gordo (08:08)
Milho: Bolsa de Chicago fecha terça-feira com alta nos preços do milho (08:06)
Sem nenhum movimento que indique volta às compras dos chineses, soja em Chicago aguarda divulgação de regras definidas em trégua (08:00)
Lar Cooperativa recebe quatro troféus de Inovação (07:42)
Ponta Porã: Programa de incubadoras avança na Nova Itamarati (07:40)
JBS troca comando da empresa (07:39)
Terça-Feira, 04/12
Brasil exporta 322,1 mil toneladas de carne de frango em novembro (18:46)
A pedidos, futuro governo avalia fim da tabela de frete (08:35)
China perto de acordo para retirar antidumping do frango do Brasil (08:18)
Trégua entre China e EUA pouco muda o cenário para a soja brasileira (08:15)
Dezembro começa a cotação da arroba do boi gordo subindo (08:06)
Milho: preços terminam segunda-feira em alta na bolsa de Chicago (08:04)
Soja perde força ao longo do dia e fecha com altas de pouco mais de 10 pts na Bolsa de Chicago (08:00)
Cooperativa vai fortalecer produção de ovos em São Bento do Una (06:55)
Mauricéa, um sucesso vivido em família (06:52)