Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2019
Mercado

Carne bovina ganha competitividade no País

A diferença de preços do produto em relação à proteína de frango deve cair em razão dos fortes impactos da greve dos caminhoneiros no negócio dos avicultores, que podem perder mercado.
São Paulo, SP, 08 de Junho de 2018 - A diferença de preços da carne bovina para a de frango deve cair por conta dos fortes impactos da greve dos caminhoneiros nos negócios dos avicultores. Como consequência, o consumidor deve preferir comprar a proteína do boi no futuro próximo.

Essa é a avaliação do sócio e coordenador geral do Rally da Pecuária, Maurício Palma Nogueira. Segundo o especialista, os preços da carne de frango devem aumentar muito pelas perdas dos produtores, já que boa parte dos animais morreu ou foi sacrificada durante a greve dos caminhoneiros, o que significa tanto uma frustração de receita para os produtores, devido aos frangos que não foram vendidos, como uma perda total dos custos envolvidos na criação das aves, já que os gastos com alimentação, por exemplo, não serão recuperados.

“Não temos números fechados ainda, mas já estamos revendo as projeções até o fim do ano para a pecuária de corte, porque vai haver uma mudança na decisão de compra do consumidor”, afirma.
No caso da pecuária bovina, praticamente não houve mortes durante a greve. “Devido ao custo do animal, ninguém vai abater um boi se não tiver como vender em uma determinada semana.”

Isso não significa, entretanto, que a arroba ficará mais barata, pelo contrário. Palma Nogueira explica que esse aumento de competitividade da proteína do boi ocorrerá apenas em comparação com a carne de frango, contudo a arroba deve subir até o final do ano por conta da margem baixa com que os produtores estão operando atualmente.
“A cadeia produtiva da pecuária de corte tem uma margem líquida de 8%. Se a margem bruta é perto disso, muitos produtores estão tendo prejuízo”, avalia.

Perda expressiva

Embora os impactos para os avicultores tenham sido maiores, a pecuária de corte bovina também sofreu com a paralisação. Quando se fala de toda a cadeia produtiva, dos insumos até as gôndolas, o impacto da greve é avaliado em cerca de R$ 11 bilhões em 2018, segundo a Agroconsult. Esse cálculo leva em conta os negócios que deixaram de ser feitos nesse período, como leilões comerciais, já que não foi possível levar o gado para os certames.

Em relação às exportações, é esperada uma perda de US$ 240 milhões na comparação com as expectativas de maio, que eram de US$ 384 milhões. Ante abril, a queda dos embarques deve chegar a US$ 180 milhões. No caso dos confinadores, houve um aumento de 10% dos preços dos insumos, em maio, em relação ao projetado no início do ano para o período.

Palma Nogueira ressalta que essas perdas não são irrecuperáveis, mas dependem de um aumento de preços para ser remediada. “Só haverá reversão se os preços forem para cima em um ambiente inflacionário”, comenta.

Já sobre o Plano Safra, o superintendente comercial do Santander, Gustavo Pelloso, destacou a queda de 1% a 1,5% na linha de crédito rural. Segundo ele, apesar da cautela com o momento atual – uma vez que as empresas passam por problemas no fluxo de caixa e de produtividade –, o banco olha para o longo prazo e acredita no avanço do setor. “Não há nenhuma alteração na nossa política de crédito.”
(DCI) (Ricardo Bomfim)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 21/01
Sexta-Feira, 18/01
FRANGO/CEPEA: desaquecimento de negócios pressiona valores da carne (09:51)
OVOS/CEPEA: poder de compra do avicultor inicia 2019 em queda (09:50)
Milho: produtor de MT revê planos para safrinha (09:45)
Porto de Itajaí fecha o ano com melhor resultado desde 2011 (09:23)
Estudo sugere 'dieta universal' para salvar o planeta (09:22)
Ministério remove 'blindagem' de superintendências estaduais (08:22)
Boi Gordo: oferta regulada à demanda (08:09)
Milho: quinta-feira chega ao fim com preços em alta de até 6 pontos na Bolsa de Chicago (08:05)
Soja fecha a 5ª feira com altas de mais de 13 pts em Chicago com correção técnica e olhos no Brasil (08:00)
Quinta-Feira, 17/01
SUÍNOS/CEPEA: média do vivo é a menor para janeiro desde 2007 (11:06)
BOI/CEPEA: bom planejamento pode garantir margens positivas no fim de 2019 (11:03)
Balança Comercial Paulista registra superávit de US$ 11,49 bilhões, aponta IEA (11:02)
2ª Conbrasul Ovos 2019 vai reunir lideranças da avicultura de postura nacional e internacional de 16 a 19 de junho (09:28)
Presidente da ABPA se reúne governador Eduardo Leite (09:05)
Ministério tenta reabrir UE a carnes e pescados (08:28)
Milho: Bolsa de Chicago mantem tendência ao longo do dia e encerra quarta-feira em alta (08:23)
Carrefour vai monitorar fornecedores de carne por câmeras na França (08:20)
Fiscais Agropecuários gaúchos passarão por capacitação em inspeção (08:05)
STF abre investigação contra políticos na Operação Carne Fraca (08:02)
Três laboratórios têm selo Inmetro cancelado após descobertas da Operação Trapaça (08:00)
Cotação do boi gordo estável em São Paulo e frouxa em Mato Grosso do Sul (07:30)
Em mais um dia vazio de informações, soja fecha estável em Chicago nesta 4ª feira (07:18)
Quarta-Feira, 16/01
Brasil fomenta o maior projeto agropecuário da África (09:01)
ICC Brazil participa do IPPE 2019 (09:01)
Presença diária de fiscais em frigoríficos deverá ser mantida (08:56)
Quantos likes um ovo merece? (08:30)
Boi Gordo: atenção com as vacas e novilhas (08:04)
Milho: Bolsa de Chicago encerra terça-feira com quedas nos preços (08:02)
Soja trabalha em campo positivo nesta 4ª feira em Chicago em ajuste técnico depois das baixas (08:00)
Valor da Produção fecha 2018 em R$ 569,8 bilhões (07:49)
Terça-Feira, 15/01
FRANGO/PERSPEC 2019: após ano difícil, cenário sinaliza recuperação para 2019 (11:27)
OVOS/PERSPEC 2019: excesso de produção pode limitar ganho; produtores devem ter cautela em 2019 (11:25)
SUÍNOS/PERSPEC 2019: exportação e custo menor podem garantir ano mais positivo (11:23)
BOI/PERSPEC 2019: após exportação recorde em 2018, setor aposta em demanda interna em 2019 (11:21)
Foto de ovo tem o maior número de “curtidas” do mundo (07:39)
Redes de fast-food não se comprometem com bem-estar de frangos, diz ONG (07:38)
eSocial: o que o empregador PF precisa saber sobre CAEPF (07:37)
Baixa demanda por carne bovina mantém mercado do boi com pouca movimentação (07:20)
Importações chinesas de soja recuaram 8% em 2018 (07:18)
Soja testa leves altas em Chicago nesta 3ª feira corrigindo as últimas baixas (07:17)