Terça-feira, 13 de Novembro de 2018
Diversos

Deus salve o frango!
São Paulo, SP, 24 de Maio de 2018 - Uma receita importante de frango não figurou no cardápio do almoço oferecido pela rainha Elizabeth II na festa de casamento do seu neto, o príncipe Harry, com a plebeia Meghan Markle. Os convidados notaram a ausência. Chama-se frango da coroação (coronation chicken, em inglês). Foi batizado originalmente em francês, como poulet reine Elizabeth (frango rainha Elizabeth).

O nome atual é devido ao prato ter sido lançado em 2 de junho de 1953 no banquete de coroação de Elizabeth II. A família do noivo o saboreia desde então. Alguns são loucos por ele. “A Casa de Windsor, que governa o Reino Unido desde 1917, sempre gostou de galináceos”, sublinhou o apresentador de programas de culinária e gastrônomo britânico Prue Leith. “O frango da coroação poderia ter feito parte do cardápio da festa”.

Entre os pratos servidos no banquete de Harry e Meghan havia fricassé de frango, um picado da ave com alho-poró e cogumelo morchella, apreciadíssimo fungo comestível cuja parte superior tem a aparência de colmeia. Mas não era a mesma coisa. No fricassé de frango, cuja receita foi mencionada no século XVII pelo cozinheiro François Pierre de La Varenne, um dos fundadores da alta cozinha francesa, todos os ingredientes são cozidos juntos em um caldo básico antes de serem misturados ao molho branco.

Já no frango da coroação, peitos da ave cozinham em caldo de galinha aromatizado com cardamomo, canela, sementes de mostarda. O prato é servido frio com um molho cremoso à base de curry, vinho tinto, louro, extrato de tomate, suco de limão siciliano, purê de damascos, maionese e creme de leite. Cortado em tirinhas, o frango recebe uvas passas e chega à mesa dentro de folhas de alface. O historiador da gastronomia britânico James Winter, no livro “Quem Colocou o Filé no Wellington?” (Editora Melhoramentos, São Paulo, 2013), termina o capítulo sobre o prato qualificando-o de “delícia”.

A receita do frango da coroação foi criada pela cozinheira Rosemary Hume (1907-1984), diretora da École Le Cordon Bleu, de Londres, embora inicialmente sua paternidade tenha ido atribuída à florista Constance Spry (1886-1960), sua sócia em uma escola de economia doméstica na capital britânica. Houve uma razão comercial.

As duas escreveram juntas o livro “The Constance Spry Cookery Book” (Dent, Londres, 1956). Como o sobrenome de Constance estava no título e ela era muito mais famosa do que Rosemary – escrevera best-sellers de jardinagem, tinha feito arranjos para casamentos reais e decorado o caminho percorrido por Elizabeth II ao ser coroada – a editora evitou também creditar a obra à cozinheira.

“The Constance Spry Cookery Book” ensinou aos britânicos os segredos do frango da coroação. “A popularidade da receita se alastrou feito fogo”, diz o historiador da gastronomia Winter. “Nenhuma outra receita se tornou famosa tão rapidamente no Reino Unido desde 1892, quando Auguste Escoffier, chef do Savoy de Londres, inventou a sobremesa pêches Melba (pêssegos Melba) para a soprano australiana do mesmo nome”, acrescenta o restaurateur, apresentador de programas e gastrônonomo Leith.

Hoje, é tão apreciada pelo povo britânico que recheia sanduíches vendidos prontos pelos supermercados ou feitos na hora em lanchonetes e enriquece os piqueniques. Não por acaso, lá estava o frango da coroação em 2013, no banquete que comemorou os 60 anos de reinado de Elizabeth II, preparado a quatro mãos pelo cozinheiro real Mark Flanagan e o chef estrelado Heston Blumenthal. A dupla só trocou a maionese e o creme de leite pelo iogurte, a fim de torná-lo mais saudável.

O hino nacional de fato do povo britânico é God Save the King (Deus Salve o Rei), adaptado desde 1953 para Queen (Rainha) em função do gênero da atual soberana. Seu autor é desconhecido, mas teria sido composto em 1619. Com a devida licença dos súditos de Elizabeth II e das pessoas religiosas, foi nossa inspiração para o título bem-humorado deste texto: Deus salve o frango!
(Veja - Abril) (J.A. Dias Lopes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 13/11
Segunda-Feira, 12/11
MILHO/CEPEA: depois de cair por quase três meses, preço sobe em algumas regiões (10:27)
SOJA/CEPEA: demanda internacional incerta reduz prêmio no Brasil e valores recuam (10:25)
Diretório Acadêmico de Medicina Veterinária da IMED homenageia Francisco Sérgio Turra (10:20)
Languiru e Dália Alimentos assinam acordo de intenções (09:03)
'Futuro governo não pode fechar portas para o agronegócio' (08:15)
Soja opera em queda na Bolsa de Chicago nesta 2ª feira e corrige altas da última semana (08:00)
Exportadores de carne temem mudança de embaixada para Jerusalém (07:36)
Sexta-Feira, 09/11
FRANGO/CEPEA: preço da carne inicia novembro em alta (09:41)
OVOS/CEPEA: oferta diminui e preços voltam a subir (09:30)
MSD Saúde Animal é reconhecida como a melhor empresa para se trabalhar no segmento de saúde animal (09:22)
"Nunca prometi prazo para virar o jogo na BRF", diz Pedro Parente (09:20)
Agora, Tyson foca expansão no exterior (09:17)
Cobb-Vantress compartilha experiência em manejo de machos no Latin American Poultry & Nutrition Congress 2018 (08:07)
Brasil e EUA vão produzir menos soja, mas estoques são recordes (07:54)
Contratação de crédito rural até outubro soma R$ 64 bilhões (07:52)
Boi: melhora da oferta colabora para queda dos preços da arroba (07:49)
Milho: USDA reduz projeção para a safra dos EUA e mercado fecha 5ª com leves altas em Chicago (07:48)
USDA tem efeito limitado e soja fecha estável na Bolsa de Chicago nesta 5ª feira (07:46)
Quinta-Feira, 08/11
Wisium intensifica atuação na Região Sul (13:29)
SUÍNOS/CEPEA: início de mês e retomada das compras russas impulsionam preços (11:42)
BOI/CEPEA: apesar da pressão da indústria, indicador se sustenta (11:40)
China se torna o maior mercado para carne suína catarinense (09:45)
Grãos: Conab estima uma produção entre 233,7 e 238,3 milhões de toneladas (08:40)
Agronegócio elogia experiência de futura ministra, mas destaca desafios (08:17)
Boi Gordo: baixa volatilidade no mercado (08:10)
Exportações de carne de frango mantém alta em outubro (08:09)
Soja brasileira com boas perspectivas para 2019, mesmo se confirmado acordo entre China e EUA (08:00)
Quarta-Feira, 07/11
Tereza Cristina é anunciada como ministra da Agricultura de Bolsonaro (19:28)
JBS vai vender carne na China pela internet (08:32)
Acionistas da BRF aprovam extensão do mandato de Pedro Parente (07:46)
Presidente da ABPA é palestrante do II Congresso Internacional de Direito Agrário e do Agronegócio (07:30)
Carne bovina tem alta e pode colaborar com retomada de preço no mercado do boi (07:18)
Importações chinesas de soja vão cair 10%, diz USDA (07:10)
Soja fecha estável em Chicago e mantém mercado lento também no Brasil nesta 3ª feira (07:00)