Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018
Empresas

Bronquite Infecciosa: Um desafio para indústria avícola mundial

Doença afeta frangos de cortes, matrizes e poedeiras causando prejuízos econômicos em toda a cadeia produtiva.
Campinas, SP, 17 de Maio de 2018 - As doenças respiratórias são um dos principais desafios enfrentados pela indústria avícola mundial. Dentre elas, a Bronquite Infecciosa (BI) é responsável por uma série de prejuízos produtivos. Segundo dados de um estudo do Banco Mundial, a BI é a segunda enfermidade de maior impacto econômico do mundo.

Causada por um coronavírus, a doença tem tropismo por células ciliadas, principalmente do trato respiratório, mas pode atingir também os tecidos renal, reprodutivo e entérico, causando queda na produtividade e aumento de condenações no abatedouro.

A BI afeta aves de todas as idades e o quadro clínico e sua intensidade são diretamente influenciados por fatores como, virulência da cepa no campo, estado fisiológico, sanitário e imunológico do animal, presença de infecções secundárias, qualidade da ambiência, entre outros.

“Os frangos de corte são susceptíveis aos vírus desde o primeiro dia. O agente ingressa pelas vias respiratórias e se replica em diversos tecidos. Nos frangos de corte, a doença causa enfermidade respiratória, distúrbios renais, aumento da mortalidade, redução no desempenho zootécnico, aumento de condenações sanitárias no abatedouro, atrasos na linha de abate entre outros prejuízos. Nas poedeiras, gera doença respiratória com aumento da mortalidade, redução da uniformidade de peso, redução da produtividade e perda na qualidade das cascas de ovos. Já as matrizes afetadas pela doença apresentam aumento da mortalidade de machos e fêmeas, problemas de fertilidade, , perda na qualidade e quantidade de ovos produzidos no período de postura e queda no número de pintos produzidos. O quadro clínico das aves infectadas pela BI também pode ser agravado por infecções secundárias causadas por outros vírus ou bactérias”, explica o Gerente de Marketing da Unidade de Aves da Ceva Saúde Animal, Tharley Carvalho.

A propagação da Bronquite Infecciosa na granja dependerá da infectividade do agente, a susceptibilidade dos indivíduos no lote e do contato entre lotes. Estudos mostram que em uma população predisposta, uma única ave infectada tem capacidade para contaminar outras 20. “Por isso, é importante investir em um programa de vacinação adequado e em produtos de qualidade que proporcionam proteção e prevenção da disseminação de doenças”, afirma Carvalho.

No Brasil, o grupo variante brasileiro BR é o mais prevalente representando 70% das detecções em todas as regiões avícolas do país. As perdas econômicas causadas pela doença são observadas mesmo em aves adequadamente vacinadas com a cepa Massachusetts, devido à baixa similaridade genética entre os vírus vacinal e de campo circulante nos planteis brasileiros. De acordo com estudos de proteção, a cepa Massachusetts protege apenas entre 40% e 50% contra desafios pela Bronquite Brasileira BR. “Por isso, a Cevac IBras, uma vacina brasileira para um desafio brasileiro, é uma importante aliada no combate da BI no país. Foram 8 anos de pesquisas e testes para desenvolvermos um produto que oferecesse proteção completa contra o desafio da cepa BR” , declara o Gerente de Serviços Veterinários da Unidade de Aves da Ceva Saúde Animal, Jorge Chacón

Frente aos desafios impostos pela doença, a Ceva Saúde Animal desenvolveu a Cevac IBras, a primeira vacina viva contra a Bronquite variante brasileira (BR). A imunização confere proteção clínica contra a variante BR e reduz a taxa de excreção viral. Além disso, pode ser aplicada desde o primeiro dia de vida. “A vacina é eficiente frente aos desafios da BI, conferindo proteção robusta contra danos na atividade ciliar, lesões microscópicas e reduzindo a excreção viral em mais 800 vezes. Desta forma, protege a ave e o ambiente, reduzindo a pressão de infecção na granja”, finaliza Carvalho.

Sobre a Ceva Saúde Animal

A Ceva Saúde Animal é atualmente a 6ª maior empresa de saúde animal do mundo, presente em mais de 110 países tem sua atuação focada na pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de produtos farmacêuticos e biológicos para animais de companhia, e produção (bovinos, suínos, equinos e aves). A unidade de Aves é líder brasileira em vacinas aviárias. Mais informações disponíveis no site: www.ceva.com.br
(Ceva Saúde Animal) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 20/08
Sexta-Feira, 17/08
China estende por 6 meses investigação antidumping sobre importação de frango do Brasil (09:10)
Maggi cobra transparência e responsabilidade de empresas para o crescimento do agro (09:09)
Uso de modelos matemáticos na nutrição animal (07:30)
Suíno Vivo: cotações permanecem estáveis, com tendência para novas altas (07:28)
USDA: Vendas semanais de soja e milho dos EUA ficam dentro das expectativas (07:27)
Milho: com alta da soja e do trigo, mercado amplia ganhos no pregão desta 5ª feira em Chicago (07:27)
Desinfecção de ovos férteis será tema de palestra no 12º Simpósio da ACAV (07:25)
Soja sobe quase 3% em Chicago impulsionada por retomada de negociações entre China e EUA (07:25)
Grupo Mantiqueira lança a sua primeira linha de ovos produzidas no sistema "cage free" (07:24)
Desinfecção de ovos férteis será tema de palestra no 12º Simpósio da ACAV (07:00)
Quinta-Feira, 16/08
SUÍNOS/CEPEA: preços da carne e do animal vivo se elevam pela 2ª semana seguida (11:58)
BOI/CEPEA: preços fecham 1ª quinzena em alta (11:50)
Ricardo Santin recebe distinção: Personalidade da Avicultura Nacional (11:41)
Exportação aos árabes cai em receita, mas cresce em volume (09:03)
Jantar do Galo Especial e Prêmio Talentos da Avicultura RS será realizado nesta sexta-feira (17) em Gramado/RS (08:49)
Aumento da oferta de frango pressiona Seara (07:45)
Agronegócio brasileiro ganha mais espaço no mercado turco (07:44)
Alta de custo com frete para exportador pode chegar a R$ 25 bilhões (07:43)
Governo prorrogará pela quinta vez prazo de adesão a Refis do Funrural (07:38)
VIII CLANA: última semana de envio de trabalhos científicos e inscrições com desconto (07:37)
Milho: produtores seguram vendas e preços têm mais um dia de alta no mercado interno (07:35)
Soja cede mais de 10 pts em Chicago com pressão do dólar e intensa aversão ao risco (07:30)
Quarta-Feira, 15/08
Soja limita retração do valor da produção agropecuária do país (11:38)
Impacto da alta do dólar levou JBS a prejuízo de quase R$ 1 bi no 2º tri (08:25)
Miniboom de commodities está acabando, diz estudo (08:23)
Valor da Produção Agropecuária é de R$ 563,5 bilhões (08:17)
Milho: safra dos EUA dá suporte e mercado fecha a terça-feira com valorização de mais de 1% em Chicago (08:10)
Dificuldades financeiras da Argentina auxiliam soja em Chicago (08:01)
Soja devolve parte dos últimos ganhos em Chicago e opera com leve baixa nesta 4ª feira (08:00)
Terça-Feira, 14/08
Crédito rural: necessário manter e inovar (09:38)
Frango deve ficar mais caro para consumidores de MT nesta semana (09:26)
MILHO/CEPEA: estimativas de menor oferta mantêm vendedor recuado e preço segue em alta (07:57)
SOJA/CEPEA: dólar, exportação à China e menor estoque impulsionam cotações no Brasil (07:56)
Decisão sobre o glifosato alerta sojicultor no Brasil (07:51)
Milho: com clima favorável nos EUA, mercado recua nesta 2ª na CBOT e consolida 3ª desvalorização consecutiva (07:48)
Soja trabalha com estabilidade nesta 3ª feira na Bolsa de Chicago ainda se ajustando (07:47)