Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019
Política Agrícola

Não faltam recursos para financiamento da safra, afirma Wilson Vaz de Araújo

Secretário Wilson Vaz de Araújo faz um balanço das ações de Política Agrícola dos últimos dois anos
Brasília, DF, 17 de Maio de 2018 - Ao analisar as principais ações da Secretaria dos últimos dois anos, no período 2016-2017, Wilson Vaz de Araújo disse que “sempre tivemos apoio do Governo para fazer política agrícola, nos garantindo tranquilidade para trabalhar as propostas”.

Vaz de Araújo assumiu o cargo em 6 de abril deste ano. Ele acredita que a identidade do ministro Blairo Maggi e de Neri Geller, ex-ministro da Agricultura e ex-secretário de Política Agrícola, com o agronegócio, com a produção agrícola, foi um diferencial importante para o bom êxito dos trabalhos da Secretaria.

“Maggi e Geller conhecem profundamente o agronegócio, já que têm experiências nos papeis de produtores rurais, de lideranças do setor produtivo, de executivos, de parlamentares e de usuários de políticas públicas”.

O planejamento da Secretaria opera com três instrumentos básicos que norteiam a Política Agrícola: financiamento da safra, custeio e investimentos.

O secretário explica que em nenhum momento houve escassez na oferta de recursos, tanto na safra 2016/2017 quanto na safra 2017/2018.

“Nesses dois anos houve recursos superiores às demandas dos produtores rurais nos programas de construção de armazéns, aquisição de equipamentos agrícolas e agricultura de baixa emissão de carbono (Plano ABC). Sem dúvida foi uma contribuição importante para conseguirmos as duas safras de maior volume. É claro que os produtores são capazes, alinharam suas tecnologias, mas o recurso para financiar a safra foi fundamental para obtenção de 230 milhões de toneladas de grãos.”

No apoio à comercialização, a Política Agrícola do MAPA também se fez presente na subvenção de preços ou de leilões e vendas em balcão de arroz e milho. Vaz de Araújo ressalta o avanço na oferta de Seguro Rural.

“Nesses dois anos foram alocados cerca de 1 bilhão e 200 milhões de reais, suficientes para alavancar 38 bilhões de reais de operações asseguradas, em um montante de 15 a 16 milhões de hectares cobertos pelo seguro rural”.

A Secretaria trabalha estudos de projeções do agronegócio em conjunto com universidades, produtores rurais, empresas e departamentos econômicos de entidades do agronegócio. As projeções sempre sinalizam para um horizonte de dez anos. Vaz de Araújo está otimista quanto às perspectivas de crescimento da produção agropecuária.

“A última projeção que divulgamos – para o período 2026/2027 – indica o limite inferior de produção em 288 milhões de toneladas e o limite superior em até 340 milhões de toneladas. Há sinais crescentes de exportação para algodão, suínos, carnes em geral. Em tudo o que trabalhamos houve avanços expressivos nesses últimos dois anos: no seguro rural, no apoio à comercialização e no crédito, nos investimentos em infraestruturas produtivas. As respostas do setor produtivo são muito boas.”

O secretário Vaz de Araújo está consciente da impossibilidade de atender a todas as demandas de crédito.

“A demanda total de crédito é bem superior ao disponível, mas a alocação dos recursos no momento oportuno dá uma certa tranquilidade para o produtor fazer a sua safra. E também traz os custos efetivos de financiamento a patamares menores. O recurso que o produtor vai buscar no mercado é substancialmente mais caro do que a taxa do crédito rural”.
(MAPA) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 22/01
Arábia Saudita descredencia 33 unidades de carne de frango do Brasil que podem exportar ao país (16:26)
Arábia Saudita barra carne de frango de cinco frigoríficos brasileiros (13:18)
2019: Sindirações abre o calendário de cursos (08:27)
Movimento Frete sem Tabela critica reajustes divulgados pela ANTT (08:08)
Futuro de fiscais da Carne Fraca segue incerto (08:04)
Auster retoma plano para avançar no país (07:50)
Ovos produzidos em Pernambuco ganharão código na casca para garantir qualidade (07:47)
China aceita oferta de exportador de frango do Brasil para encerrar caso antidumping (07:46)
Mercado do boi apresenta baixa movimentação (07:40)
Milho: mercado interno registra estabilidade (07:35)
Soja: poucas variações nos preços com falta da referência de Chicago (07:30)
Segunda-Feira, 21/01
Dia de Campo da Copagril evidencia a força do cooperativismo (09:42)
China diz ter controlado surto de peste suína africana (08:47)
EUA e China negociam reabertura do mercado de frango (08:26)
China poderá reabrir seu mercado à carne de frango americana (08:26)
Exportações do agro em alta de quase 6% ultrapassam US$ 100 bilhões (08:11)
Custos de produção de frangos de corte subiram 14,21% em 2018 (08:07)
Guia Eletrônico de Nutrição Rhodimet®agora também está disponível para uso em smartphones (08:04)
MILHO/CEPEA: colheita da safra de verão se inicia no Brasil (08:02)
SOJA/CEPEA: preços internos, FOB e prêmios recuam com menor demanda internacional (08:01)
Milho: semana se encerrou com preços em alta na Bolsa de Chicago (08:00)
Sexta-Feira, 18/01
FRANGO/CEPEA: desaquecimento de negócios pressiona valores da carne (09:51)
OVOS/CEPEA: poder de compra do avicultor inicia 2019 em queda (09:50)
Milho: produtor de MT revê planos para safrinha (09:45)
Porto de Itajaí fecha o ano com melhor resultado desde 2011 (09:23)
Estudo sugere 'dieta universal' para salvar o planeta (09:22)
Ministério remove 'blindagem' de superintendências estaduais (08:22)
Boi Gordo: oferta regulada à demanda (08:09)
Milho: quinta-feira chega ao fim com preços em alta de até 6 pontos na Bolsa de Chicago (08:05)
Soja fecha a 5ª feira com altas de mais de 13 pts em Chicago com correção técnica e olhos no Brasil (08:00)
Quinta-Feira, 17/01
SUÍNOS/CEPEA: média do vivo é a menor para janeiro desde 2007 (11:06)
BOI/CEPEA: bom planejamento pode garantir margens positivas no fim de 2019 (11:03)
Balança Comercial Paulista registra superávit de US$ 11,49 bilhões, aponta IEA (11:02)
2ª Conbrasul Ovos 2019 vai reunir lideranças da avicultura de postura nacional e internacional de 16 a 19 de junho (09:28)
Presidente da ABPA se reúne governador Eduardo Leite (09:05)
Ministério tenta reabrir UE a carnes e pescados (08:28)
Milho: Bolsa de Chicago mantem tendência ao longo do dia e encerra quarta-feira em alta (08:23)
Carrefour vai monitorar fornecedores de carne por câmeras na França (08:20)
Fiscais Agropecuários gaúchos passarão por capacitação em inspeção (08:05)
STF abre investigação contra políticos na Operação Carne Fraca (08:02)
Três laboratórios têm selo Inmetro cancelado após descobertas da Operação Trapaça (08:00)
Cotação do boi gordo estável em São Paulo e frouxa em Mato Grosso do Sul (07:30)
Em mais um dia vazio de informações, soja fecha estável em Chicago nesta 4ª feira (07:18)
Quarta-Feira, 16/01
Brasil fomenta o maior projeto agropecuário da África (09:01)
ICC Brazil participa do IPPE 2019 (09:01)
Presença diária de fiscais em frigoríficos deverá ser mantida (08:56)
Quantos likes um ovo merece? (08:30)
Boi Gordo: atenção com as vacas e novilhas (08:04)
Milho: Bolsa de Chicago encerra terça-feira com quedas nos preços (08:02)
Soja trabalha em campo positivo nesta 4ª feira em Chicago em ajuste técnico depois das baixas (08:00)
Valor da Produção fecha 2018 em R$ 569,8 bilhões (07:49)