Terça-feira, 22 de Maio de 2018
Matérias-Primas

Milho: com atenções voltadas ao clima e a safra nos EUA, mercado encerra 2ª com leves altas na CBOT
Campinas, SP, 24 de Abril de 2018 - A segunda-feira (23) foi de ligeiras altas aos preços do milho praticados na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais posições da commodity finalizaram o pregão com ganhos entre 1,75 e 2,00 pontos. O vencimento maio/18 era cotado a US$ 3,78 por bushel, enquanto o julho/18 operava a US$ 3,87 por bushel. O setembro/18 encerrou a sessão a US$ 3,95 por bushel.

Segundo dados da Reuters internacional, o mercado exibiu uma movimentação técnica, na tentativa de se recuperar das quedas recentes e de tocar o nível mais baixo das duas últimas semanas na sexta-feira (20). Além disso, as atenções dos participantes do mercado seguem voltadas ao comportamento do clima nos Estados Unidos e no plantio da nova safra.

"Temos perspectivas para melhorar o clima em todo a região do Meio-Oeste dos EUA nas próximas semanas, o que limitaram a movimentação positiva no mercado de milho", destacou a agência de notícias.

Ainda assim, as apostas dos traders é de que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) indique um atraso no plantio do cereal no país. A perspectiva é que a semeadura esteja completa entre 6% a 8% da área projetada para essa temporada.

Na semana anterior, os produtores já tinham semeado em torno de 3% da área, a média o período é de 18%. Apesar do cenário, muitos analistas têm destacado a eficiência dos agricultores americanos plantarem grandes áreas em curto espaço de tempo.

Outro fator positivo nesse início de semana foi o relatório de embarques semanais, do USDA. Na semana encerrada no dia 19 de abril, os embarques somaram 1.719 milhão de toneladas. O número ficou acima do registrado na semana anterior, de 1.576 milhão de toneladas do cereal.

No acumulado da temporada, os embarques totalizam 29.774,2 milhões de toneladas. Em igual período do ano anterior, o número estava em 37.358,7 milhões de toneladas.

Mercado interno

Enquanto isso, no mercado interno, as indústrias têm ofertado valores menores, justificando ter estoques confortáveis no curto prazo, conforme dados do Cepea. Em contrapartida, os vendedores têm negociado aos poucos em meio ao maior volume disponível de produto no Centro-Oeste e com origem da colheita em São Paulo e Minas Gerais.

"No campo, o clima seco em regiões de milho segunda safra do Paraná e de Mato Grosso do Sul deixam agentes em alerta. Alguns produtores do Paraná, inclusive, preocupados com o rendimento das lavouras, já reduzem o ritmo de venda. Caso as precipitações não ocorram nos próximos dias, o desenvolvimento das lavouras pode ser prejudicado", informou o centro em nota.

Esse é o caso de Laguna Carapã, em Mato Grosso do Sul. Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o presidente do sindicato rural do município, João Firmino, destacou que as plantações já apresentam perdas no potencial produtivo depois de 21 dias sem chuvas.
(Notícias Agrícolas) (Fernanda Custódio)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 22/05
Greve dos caminhoneiros causa paralisação total na Aurora Alimentos (18:35)
ABPA alerta sobre os riscos de continuidade das paralisações e bloqueios nas rodovias federais e estaduais do País (10:31)
Fim do embargo russo a carnes está próximo (08:52)
Preços agropecuários em São Paulo subiram 2,14% em abril (08:24)
Rússia reabrirá seu mercado às carnes do Brasil (08:19)
Milho: mercado brasileiro apresenta leves movimentações (08:05)
MILHO/CEPEA: incertezas quanto à produtividade e alta do dólar elevam preço interno (08:02)
SOJA/CEPEA: dólar se valoriza, mas prêmio e preço externo recuam no Brasil (08:01)
Chicago x Dólar: preços da soja no BR mantêm equilíbrio após dia intenso (08:00)
Segunda-Feira, 21/05
Cobb-Vantress participa de evento Avicola & Porcinos, na Argentina (14:40)
Preços agropecuários: IEA aponta nova alta em abril de 2018 (11:07)
FRANGO/CEPEA: menor disponibilidade de carne e demanda mais firme elevam cotações (09:14)
OVOS/CEPEA: oferta diminui e preços voltam a subir (09:13)
Custos de produção de suínos e de frangos de corte acumulam mais um mês de aumento em 2018 (08:59)
Aviagen anuncia Novo Gerente Global de Serviços de Nutrição (08:43)
Consultoria reduz em mais de 15% previsão da 2ª safra de milho do Brasil por seca (08:10)
Soja: mercado sobe mais de 1% em Chicago nesta 2ª com suspensão da disputa entra China e EUA (08:00)
Sexta-Feira, 18/05
OMC vê desaceleração no comércio, que já atinge os emergentes (11:38)
Blairo Maggi anuncia abertura do mercado da Coreia do Sul para carne suína brasileira (11:36)
Vendas do campo ao Irã em risco (09:01)
Blairo pede para que China não aplique sobretaxa ao frango brasileiro (08:52)
Ceva Saúde Animal e a Associação Mundial de Medicina Veterinária premiam pesquisador brasileiro por estudos voltados ao bem-estar animal (08:47)
Nova Supervisora Regional de Serviços Técnicos da Aviagen no Brasil traz grande conhecimento em frangos de corte (08:41)
Apesar das chuvas próximas nos EUA, milho cai 4 pontos na CBOT por ajuste técnico (08:09)
Soja tem boas altas em Chicago nesta 6ª feira com correção técnica e expectativas sobre a China (08:00)
Quinta-Feira, 17/05
Aviagen expande capacidade de incubatório no Brasil (09:09)
JBS na mira da CVM em caso do IPO (06:56)
Bronquite Infecciosa: Um desafio para indústria avícola mundial (06:45)
Blairo Maggi afirma que pauta de exportações entre Brasil e China será diversificada (06:43)
Não faltam recursos para financiamento da safra, afirma Wilson Vaz de Araújo (06:39)
Sobra milho, mas há importação (06:25)
Milho: Chicago devolve parte dos ganhos da véspera e os futuros perderam até 3 pontos nesta 4ª feira (06:20)
Soja fecha com forte baixa em Chicago, mas dólar em alta limita recuo no Brasil (06:15)
Quarta-Feira, 16/05
Exportações do agronegócio garantiram superávit da balança comercial (06:54)
Safeeds apresenta programa para controle de Salmonella (06:51)
Ministro da Agricultura anuncia diálogo com a União Europeia para retomar exportação de carne de frango (06:48)
Eumar Novacki debate saúde animal com produtores do Oeste Catarinense (06:46)
Para JBS, alta dos preços dos grãos deverá perdurar (06:43)
BRF está proibida de exportar para a Europa a partir de hoje (06:39)
Milho do Paraná tem pior condição que em 2015/16, quando safra quebrou, diz Deral (06:38)
Chuvas nos EUA puxam o milho em até 5,75 pts; alta também na BM&F e em Sorriso mais de 6,5 % (06:37)
Soja: preços e negócios no Brasil são favorecidos pela disparada do dólar (06:36)