Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
Matérias-Primas

Milho: com atenções voltadas ao clima e a safra nos EUA, mercado encerra 2ª com leves altas na CBOT
Campinas, SP, 24 de Abril de 2018 - A segunda-feira (23) foi de ligeiras altas aos preços do milho praticados na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais posições da commodity finalizaram o pregão com ganhos entre 1,75 e 2,00 pontos. O vencimento maio/18 era cotado a US$ 3,78 por bushel, enquanto o julho/18 operava a US$ 3,87 por bushel. O setembro/18 encerrou a sessão a US$ 3,95 por bushel.

Segundo dados da Reuters internacional, o mercado exibiu uma movimentação técnica, na tentativa de se recuperar das quedas recentes e de tocar o nível mais baixo das duas últimas semanas na sexta-feira (20). Além disso, as atenções dos participantes do mercado seguem voltadas ao comportamento do clima nos Estados Unidos e no plantio da nova safra.

"Temos perspectivas para melhorar o clima em todo a região do Meio-Oeste dos EUA nas próximas semanas, o que limitaram a movimentação positiva no mercado de milho", destacou a agência de notícias.

Ainda assim, as apostas dos traders é de que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) indique um atraso no plantio do cereal no país. A perspectiva é que a semeadura esteja completa entre 6% a 8% da área projetada para essa temporada.

Na semana anterior, os produtores já tinham semeado em torno de 3% da área, a média o período é de 18%. Apesar do cenário, muitos analistas têm destacado a eficiência dos agricultores americanos plantarem grandes áreas em curto espaço de tempo.

Outro fator positivo nesse início de semana foi o relatório de embarques semanais, do USDA. Na semana encerrada no dia 19 de abril, os embarques somaram 1.719 milhão de toneladas. O número ficou acima do registrado na semana anterior, de 1.576 milhão de toneladas do cereal.

No acumulado da temporada, os embarques totalizam 29.774,2 milhões de toneladas. Em igual período do ano anterior, o número estava em 37.358,7 milhões de toneladas.

Mercado interno

Enquanto isso, no mercado interno, as indústrias têm ofertado valores menores, justificando ter estoques confortáveis no curto prazo, conforme dados do Cepea. Em contrapartida, os vendedores têm negociado aos poucos em meio ao maior volume disponível de produto no Centro-Oeste e com origem da colheita em São Paulo e Minas Gerais.

"No campo, o clima seco em regiões de milho segunda safra do Paraná e de Mato Grosso do Sul deixam agentes em alerta. Alguns produtores do Paraná, inclusive, preocupados com o rendimento das lavouras, já reduzem o ritmo de venda. Caso as precipitações não ocorram nos próximos dias, o desenvolvimento das lavouras pode ser prejudicado", informou o centro em nota.

Esse é o caso de Laguna Carapã, em Mato Grosso do Sul. Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o presidente do sindicato rural do município, João Firmino, destacou que as plantações já apresentam perdas no potencial produtivo depois de 21 dias sem chuvas.
(Notícias Agrícolas) (Fernanda Custódio)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 17/10
Terça-Feira, 16/10
Da ABPA aos candidatos (09:18)
PF indicia Abilio Diniz e Pedro Faria no âmbito da Operação Trapaça (07:49)
Após relatório da PF, BRF defende tolerância zero e afasta 14 pessoas (07:48)
Milho fecha em alta na Bolsa de Chicago nesta 2a feira com clima adverso para colheita nos EUA (07:44)
Com demanda forte e clima adverso no Corn Belt, soja fecha com mais de 2%de alta em Chicago (07:40)
Plantio de soja evolui em ritmo acelerado em quase todo o país (07:39)
Brasil ganha mercado de soja na China, mas perde espaço para EUA na Europa (07:31)
MILHO/CEPEA: indicador recua quase 6% no acumulado do mês (07:30)
SOJA/CEPEA: dólar cai e pressiona valores internos da soja (07:29)
Segunda-Feira, 15/10
CBNA debate nutrição animal e produção sustentável de alimentos a partir de amanhã, no VIII CLANA, em Campinas, SP (13:29)
Programa Ovos RS: Atividades e Eventos (10:57)
Vetanco realiza Oficina de Trabalho em Carpina-PE (10:35)
Conheça a campanha Ovo Capixaba (10:32)
Da ABPA aos candidatos (09:19)
Agronegócio teme radicalismo e falta de experiência em equipe de Bolsonaro (08:15)
FRANGO/CEPEA: preços registram alta no atacado paulista (08:11)
SUÍNO/CEPEA: menor oferta para abate mantém preços estáveis na maior parte das regiões (08:07)
BOI/CEPEA: indicador oscila com força, mas acumula queda na parcial deste mês (08:05)
Projeções confirmam o peso do Brasil nas exportações de grãos (08:05)
Milho: mercado em Chicago ainda sente efeitos positivos do USDA e fecha em alta nesta 6ª feira (08:02)
Soja começa semana com estabilidade em Chicago nesta 2ª feira e foca colheita nos EUA (08:00)
Sexta-Feira, 12/10
Quinta-Feira, 11/10
Programa Ovos RS: eventos em Comemoração ao Dia Mundial do Ovo 2018 (11:56)
Globalmente, pescados batem carnes nas exportações (10:50)
Brasil poderá colher até 238 milhões de toneladas de grãos na safra 2018/19 (10:34)
ASGAV e Programa Ovos RS oficializam parceria com o Instituto do Câncer Infantil para apoio à 25ª Corrida pela Vida (09:29)
Programa Ovos RS: eventos em Comemoração ao Dia Mundial do Ovo 2018 (09:03)
Tradicional omelete do IOB faz parada na DSM (08:41)
Ceva Saúde Animal recebe palestra de nutricionista do IOB na Semana do Ovo (07:43)
Agronegócio: em setembro, vendas externas do setor somam mais de US$ 8 bilhões (07:36)
Participação maior do agro exterior passa por viés mais comercial do governo (07:34)
Milho: mercado fecha em queda na Bolsa de Chicago especulando números mais altos do USDA (07:31)
Soja: preços voltam a cair no Brasil nesta 5ª feira e travam ainda mais negócios da nova safra (07:29)