Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
Produção

CNA intensifica ações para reverter crise da produção de aves e suínos
Brasília, DF, 23 de Abril de 2018 - A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) intensificou as ações para ajudar os produtores de aves e suínos a minimizarem os impactos da crise. Além da queda brusca dos preços e da alta dos custos de produção, o setor terá de buscar soluções para a suspensão da compra da carne de frango pela União Europeia.

“É uma situação muito crítica e preocupante. A CNA está agindo de várias formas pra tentar minimizar esse impacto ao produtor. Não bastasse a baixa dos preços e a alta dos custos de produção, em função da alta do milho e do farelo de soja, tivemos o fechamento do mercado europeu para as carnes de aves brasileiras, que vai impactar bastante”, explica o superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi.

Nesta semana, com a atuação da CNA, vieram duas importantes medidas. Em uma delas, o Banco do Brasil prorrogou parcelas de contratos de custeio e investimento, tanto as já vencidas quanto aquelas com vencimento neste ano. A outra é a realização de leilões para escoar o milho, principal item da alimentação de aves e suínos, a preços mais acessíveis para regiões produtoras. Veja o Comunicado Técnico sobre o tema.

“Não vamos deixar o produtor desamparado neste momento. São medidas que vão trazer um pouco de alívio, mas estamos dialogando com o governo para obter mais medidas, como adequação no programa de venda balcão da CONAB e leilões de VEP”, ressalta Lucchi.

O cumprimento dos contratos de integração é uma das prioridades da CNA, que vai se reunir nas próximas semanas com entidades setoriais dos dois segmentos para discutir alternativas para evitar mais prejuízos a produtores e indústrias. Segundo superintendente, há relatos de produtores de que algumas empresas não estão cumprindo as cláusulas de pagamento quando não há alojamento de aves.

“Pelo contrato, se eu não alojar nenhuma ave, a empresa integradora deveria custear pelo menos um percentual do custeio dessa granja e pagar um saldo mínimo para o produtor manter uma remuneração mínima no período em que ele não vai alojar nenhum animal em função do excesso de oferta. Em algumas regiões isso não tem acontecido”, justifica.

Neste contexto, Lucchi, orienta os produtores rurais a negociarem seus contratos no âmbito das Comissões de Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração (Cadecs) e que procurem federações, sindicatos e a CNA, que possui consultoria especializada em contratos de integração.

Em relação ao embargo imposto pela União Europeia, o superintendente espera ações firmes do governo para manter a boa imagem da carne brasileira no exterior, e assim impedir que outros mercados sigam a decisão tomada pelos europeus.
“Não foi uma barreira sanitária. É uma desculpa que a UE tem utilizado para manchar a imagem do Brasil, que é o maior exportador de carne de frango do mundo. Então que se haja uma atuação firme do governo, que entre na OMC, até mesmo retaliando a UE em outros produtos”.
(CNA/SENAR ) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 17/10
Em Goiás, IOB prepara série de ações em parceria com a Associação Goiana de Avicultura (13:52)
Em MG, NECTA realiza 1º Dia do Ovo, com apoio do IOB (08:20)
Movimentação do Porto de Itajaí aumenta 81% em setembro (06:33)
Road Show Aves e Suínos da Boehringer fortalece a cadeia de proteína animal com conhecimento técnico (06:32)
Para ampliar exportação, setor de aves e de suínos vai à feira em Paris (06:31)
Importações chinesas de carne suína devem crescer 8% neste ano (06:10)
Soja: com previsão de melhora do clima nos EUA, mercado em Chicago ainda opera estável nesta 4ª (06:00)
Terça-Feira, 16/10
Da ABPA aos candidatos (09:18)
PF indicia Abilio Diniz e Pedro Faria no âmbito da Operação Trapaça (07:49)
Após relatório da PF, BRF defende tolerância zero e afasta 14 pessoas (07:48)
Milho fecha em alta na Bolsa de Chicago nesta 2a feira com clima adverso para colheita nos EUA (07:44)
Com demanda forte e clima adverso no Corn Belt, soja fecha com mais de 2%de alta em Chicago (07:40)
Plantio de soja evolui em ritmo acelerado em quase todo o país (07:39)
Brasil ganha mercado de soja na China, mas perde espaço para EUA na Europa (07:31)
MILHO/CEPEA: indicador recua quase 6% no acumulado do mês (07:30)
SOJA/CEPEA: dólar cai e pressiona valores internos da soja (07:29)
Segunda-Feira, 15/10
CBNA debate nutrição animal e produção sustentável de alimentos a partir de amanhã, no VIII CLANA, em Campinas, SP (13:29)
Programa Ovos RS: Atividades e Eventos (10:57)
Vetanco realiza Oficina de Trabalho em Carpina-PE (10:35)
Conheça a campanha Ovo Capixaba (10:32)
Da ABPA aos candidatos (09:19)
Agronegócio teme radicalismo e falta de experiência em equipe de Bolsonaro (08:15)
FRANGO/CEPEA: preços registram alta no atacado paulista (08:11)
SUÍNO/CEPEA: menor oferta para abate mantém preços estáveis na maior parte das regiões (08:07)
BOI/CEPEA: indicador oscila com força, mas acumula queda na parcial deste mês (08:05)
Projeções confirmam o peso do Brasil nas exportações de grãos (08:05)
Milho: mercado em Chicago ainda sente efeitos positivos do USDA e fecha em alta nesta 6ª feira (08:02)
Soja começa semana com estabilidade em Chicago nesta 2ª feira e foca colheita nos EUA (08:00)
Sexta-Feira, 12/10
Quinta-Feira, 11/10
Programa Ovos RS: eventos em Comemoração ao Dia Mundial do Ovo 2018 (11:56)
Globalmente, pescados batem carnes nas exportações (10:50)
Brasil poderá colher até 238 milhões de toneladas de grãos na safra 2018/19 (10:34)
ASGAV e Programa Ovos RS oficializam parceria com o Instituto do Câncer Infantil para apoio à 25ª Corrida pela Vida (09:29)
Programa Ovos RS: eventos em Comemoração ao Dia Mundial do Ovo 2018 (09:03)
Tradicional omelete do IOB faz parada na DSM (08:41)
Ceva Saúde Animal recebe palestra de nutricionista do IOB na Semana do Ovo (07:43)
Agronegócio: em setembro, vendas externas do setor somam mais de US$ 8 bilhões (07:36)
Participação maior do agro exterior passa por viés mais comercial do governo (07:34)
Milho: mercado fecha em queda na Bolsa de Chicago especulando números mais altos do USDA (07:31)
Soja: preços voltam a cair no Brasil nesta 5ª feira e travam ainda mais negócios da nova safra (07:29)