Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
Agronegócios

Número de empregos recua no campo, mas salário médio sobe
São Paulo, SP, 16 de Março de 2018 - O agronegócio tem gerado cada vez menos postos de trabalho no Brasil, mas a informalidade caiu nos últimos anos, o número de empregadores cresceu e a remuneração média no setor aumentou mais do que a média nacional. É o que aponta estudo recém-concluído pelos pesquisadores Felippe Serigati, Roberta Possamai e Raquel Rodrigues, da Fundação Getulio Vargas (FGV), a partir de dados do Instituto Nacional de Geografia e Estatística (IBGE).

"A incorporação de tecnologias, que tem impacto positivo sobre a produtividade, de fato tem provocado uma liberação de mão de obra no setor. Mas, além de ser inevitável, esse movimento não é necessariamente ruim, como mostra o comportamento dos salários", afirmou Serigati ao Valor. No fim de 2017, a população ocupada no agronegócio somava 18 milhões de pessoas, ou 19,6% de toda a força de trabalho ocupada no país. Como em 2012 eram 19,7 milhões, nos últimos cinco anos a queda foi de 1,9% ao ano - na economia em geral houve aumento de 0,3% ao ano.

Serigati observa que uma parte dos trabalhadores dispensados no campo foi absorvida pelo setor de serviços, e que as dispensas foram marcantes nas propriedades rurais ("dentro da porteira") e afetaram sobretudo empregos informais, ainda que em praticamente todos os segmentos do agronegócio também tenha havido redução das ocupações formais - exceto na pecuária. No quarto trimestre de 2017, a população ocupada formal no agronegócio somava 13,4 milhões de pessoas, enquanto a informal chegava a 4,4 milhões. "Entre 2012 e 2017, a informalidade no agronegócio caiu 3,4% ao ano, enquanto no restante da economia o recuo foi de 0,7% ao ano".

Além de a informalidade ter diminuído, destaca Serigati, cresceu o número de empregadores no mundo formal do agronegócio - no fim do ano passado, eram cerca de 800 mil. O "empregador", explica, é aquele que tem ao menos um funcionário com carteira assinada. "Enquanto houve contração da população ocupada no setor, tanto formal [queda de 1,4% ao ano, em média, entre 2012 e 2017] quanto informal [3,4% ao ano no período], houve expansão do número de empregadores [2,5% ao ano]", afirma o estudo. Não estão incluídos entre os "empregadores" pessoas que trabalham por conta própria ou trabalhadores familiares. Nessas duas frentes, houve quedas entre 2012 e 2017 - de 1,5% e 6,6% ao ano, respectivamente.

Embora a tendência ainda seja de queda do número de postos de trabalho no agronegócio - por questões estruturais derivadas da disseminação de tecnologias e da consolidação em curso em diversos elos da cadeia produtiva -, o aumento da remuneração média no campo, ligado à redução do número de pessoas empregadas em funções de baixa qualificação e salários menores (colheita de cana, por exemplo), tem tornado o setor mais atraente inclusive para profissionais mais qualificados.

"O rendimento médio mensal recebido pela população ocupada no agronegócio [R$ 1.405 no quarto trimestre de 2017] continua sendo menor que no restante da economia brasileira [R$ 2.084], mas essa distância tem ficado cada vez menor. Enquanto entre 2012 e 2017 o rendimento médio na economia brasileira cresceu 4,6% ao ano, em média, no agronegócio a expansão foi de 7% ao ano. Entre os segmentos do agronegócio, merece destaque o forte aumento do rendimento médio nas atividades agropecuárias [9,2% ao ano entre 2012 e 2017]", diz o estudo da FGV.
(Valor ) (Fernando Lopes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 25/09
Comércio com países árabes é tema de palestra em Itajaí (16:24)
Cobb-Vantress destaca Melhores Lotes em Jantar da AVIMIG (14:36)
Ceva Saúde Animal promove painel sobre o futuro da avicultura no 12º Simpósio Técnico ACAV (11:48)
Granja Cantu realiza palestra com foco na biossegurança do plantel de postura (09:04)
O futuro chegou: MSD Saúde Animal destaca tecnologia e inovação na ACAV (09:00)
Produtor rejeita crédito rural atrelado à inflação (08:23)
Banco Central defende redução de crédito subsidiado (08:21)
Ano positivo para grãos de boa liquidez (08:19)
Guerra comercial de Trump chega ao Comitê de Agricultura da OMC (08:15)
Crédito rural com juro pós-fixado ainda não saiu do papel (08:13)
Para banco, etanol e pecuária elevam receita de produtor de milho em 150% (08:10)
Boi Gordo: carcaça atinge o maior preço nominal dos últimos dois anos (08:08)
Milho: mercado sobe nesta 2ª feira e toca nível mais alto em um mês na CBOT com suporte da demanda (08:03)
Soja fecha em queda nesta 2ª em Chicago com mercado ainda sentindo peso da disputa EUA x China (08:00)
Valor Bruto da Produção fica 2,5% menor em agosto (06:23)
Ações de modernização do setor são destacadas em fórum do agronegócio (06:22)
Segunda-Feira, 24/09
Natal sedia dois eventos internacionais de inovação (11:32)
Ceva Saúde Animal estará no 12º Simpósio Técnico ACAV (10:09)
Inaugurado novo Centro de Distribuição De Heus no Nordeste (09:58)
Crise afeta as vendas de equipamentos de frigoríficos (08:38)
Suíça rejeita iniciativas que endureciam exigência para alimentos (08:35)
Membros do comitê técnico do Congresso de Ovos reúnem-se para discutir temário (08:22)
Simpósio de avicultura terá palestra de abertura com jornalista João Borges (08:17)
A avicultura catarinense, por José Antônio Ribas Júnior (08:14)
DSM é nova patrocinadora da Semana do Ovo 2018 (08:09)
No LPN Congress 2018, o Dr. Steve Leeson analizará as mudanças nutricionais em um ambiente livre de AGP (08:04)
Milho: mercado sobe mais de 1% na semana na CBOT com dados da demanda e chuvas nos EUA (08:00)
Soja fecha com balanço semanal positivo apesar das realizações de lucros desta 6ª em Chicago (07:58)
McDonald’s é alertado a cuidar melhor de seus frangos (06:09)
Sexta-Feira, 21/09
Siemens cria centro de competências de carnes no Brasil (08:58)
Rabobank: volatilidade associada ao Brasil é desafio para o mercado global (08:46)
Açúcar leva Brasil a acionar China na OMC (08:46)
Quinta-Feira, 20/09
Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF (11:48)
Só falta o aval da Casa Civil para pesquisador assumir a presidência da Embrapa (11:43)
Multinacional De Heus finca base de logística de carne em Caruaru (11:08)
Alterion ganha prêmio Innovspace (10:58)
BRF enfrenta crescente competição por milho com indústria de etanol (08:48)
Quarta-Feira, 19/09
Indústria vê queda na produção de ração no Brasil no 1º semestre e perspectiva negativa (10:26)
Idoso de 111 anos ‘ensina’ como viver muito e com saúde (09:52)
Arroz e feijão estão entre os alimentos mais desperdiçados no Brasil (09:49)
BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos” (09:22)
Embrapa seguirá sob comando de pesquisador (08:56)
Soja: recuo em Chicago pesa sobre preços nos portos do BR, mas dólar e prêmios limitam baixa (07:59)
Simpósio de avicultura discutirá qualidade na produção de matrizes (07:58)
Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana (07:56)
Plantio da soja no Paraná atinge 9% da área e colheita do milho bate em 99% (07:13)
Sem oferta, mercado do boi gordo registra alta em São Paulo (07:12)
China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa (07:11)
Milho: focado na colheita nos EUA, mercado recua pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago (07:00)