Domingo, 24 de Março de 2019
Exportação

União Europeia pretende suspender compras de carne de frango da BRF
São Paulo, SP, 16 de Março de 2018 - A União Europeia (UE) avisou o Ministério da Agricultura que pretende suspender todas as importações de carne de frango da BRF, a maior exportadora de carne de frango do país, apurou o Valor.

Ao todo, 15 unidades da empresa exportam hoje para os europeus. A BRF não detalha a relevância das exportações para a UE, mas o impacto de um embargo não é negligenciável. Os números se aproximam de R$ 1 bilhão.

Considerando as exportações de todos os frigoríficos brasileiros à UE, a receita obtida com as vendas de carne de frango em 2017 foi de US$ 774 milhões, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura. Se a participação da companhia nas vendas ao bloco for a mesma de sua fatia nas vendas gerais - em torno de 35% - os europeus representam US$ 270,9 milhões ao ano, equivalente a R$ 890 milhões.

A postura dos europeus é uma reação direta às explicações dadas pelo Ministério da Agricultura ao pedido de informações feito pela UE após a Operação Trapaça. Agora, a UE exige que o Brasil dê respostas mais concretas sobre o que será feito com as unidades da BRF. O bloco sugeriu claramente que as fábricas da empresa sejam suspensas, disse uma fonte a par do assunto.

A UE está incomodada com o fato de laboratórios serem investigados. A questão de fundo é que as fraudes em laudos representam uma quebra de confiança. Por isso, os europeus querem saber se esses laboratórios também faziam testes para outras plantas da BRF e se lastreavam os testes das cargas que seriam enviadas ao bloco.

Ao Valor, uma fonte do setor privado demonstrou irritação com a pressão europeia. "Os fatos investigados são de dois anos atrás. E não dá para assumir que todos os laudos eram trocados só porque um funcionário cometeu fraudes em um lugar", argumentou.

Na explicação enviada semana passada, o Ministério da Agricultura informou aos europeus que iria intensificar o controle de salmonela em carcaças de frango e perus produzidas nos 15 abatedouros da BRF habilitados a exportar à UE.

Desde a Trapaça, três das unidades da BRF estão com as exportações suspensas pelo Ministério da Agricultura porque as investigações apontaram suspeitas de irregularidades sanitárias nos frigoríficos de aves de Rio Verde (GO), Mineiros (GO) e Carambeí (PR).

Na tentativa de evitar o embargo europeu contra a BRF, o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Luís Eduardo Rangel, agendou para a próxima segunda-feira um voo para Bruxelas. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e o secretário-executivo da Pasta, Eumar Novacki, também não descartam viagem futura para tentar dissuadir o bloco.

Uma fonte do ministério disse que a intenção dos europeus já é conhecida desde a semana passada. O fato agora é que, após terem recebido as explicações do Brasil, os europeus manifestaram que não foram suficientemente atendidos, sustentando o embargo. "O sinal era claro: ou o ministério fazia auto-embargo para tudo ou eles deslistavam todas", disse a fonte.

O secretário-executivo Novacki, que assumiu ontem o Ministério da Agricultura interinamente - Blairo Maggi está em viagem pelo interior do Espírito Santo - admitiu que os europeus endureceram as negociações, exigindo celeridade nas respostas do governo brasileiro e demonstrando preocupação com as exportações da BRF.

"Não há ameaça. Estamos constantemente trocando explicações com a União Europeia", minimizou Novacki. "Em abril, o Blairo vai para uma missão na Ásia e Oriente Médio. Se precisar, ele ou eu iremos à Europa esclarecer os fatos", acrescentou.

Procurada, a BRF disse que não iria se manifestar. Na B3, as ações da empresa recuaram ontem 4,32%, a R$ 25,27. O Ibovespa caiu 1,30%, para 84.928 pontos.
(Valor ) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 24/03
Sexta-Feira, 22/03
Instituto Ovos Brasil faz parceria com academia para levar informações sobre os valores nutricionais do ovo (15:02)
Conab avalia que aumento das exportações de soja podem afetar mercado interno (13:23)
Frango: preços sobem, influenciados pelo bom ritmo de embarques (08:33)
Ovos: preços do branco e do vermelho têm movimentos distintos (08:32)
Pré-Conferência FACTA WPSA-Brasil 2019 terá Simpósio de Automação (08:00)
Taxar o agro pode trazer grandes prejuízos ao país, dizem especialistas (07:06)
Para reflexão do setor: McDonald's testa nugget vegano feito de grão de bico, milho e batata (07:05)
Suíno Vivo: procura por animal vivo segue elevada (06:22)
Demanda lenta, mas preços do boi gordo firmes (06:20)
Possível atraso nas plantações de milho americano sustentam altas em Chicago (06:18)
Mesmo com enchentes nos EUA, mercado de soja não reage (06:17)
Soja: Preços sobem até R$ 2/saca nos portos e interior do Brasil (06:16)
Mercado de frango começa a ganhar fôlego e registra crescimento no 1º bimestre do ano em SC (04:02)
Mapa publica IN sobre novos procedimentos de registro de estabelecimentos sob SIF (03:58)
Quinta-Feira, 21/03
Suínos: demanda mantém preços elevados em SP (10:04)
Boi Gordo: abates aumentam 3,5% frente à 2017; volume é o maior desde 2014 (10:01)
Para reflexão do setor: NotCo chega ao Brasil com sua maionese sem ovo (09:19)
Missão do USDA que avaliará carne bovina será agendada esta semana (08:41)
Abate de suínos aumenta 61% em 11 anos, afirma IBGE (08:18)
ECPP fecha parceria com a Gujão Alimentos (08:04)
PIB do Agro fecha 2018 com estabilidade (07:28)
Tereza Cristina diz que agro precisa de investimentos em infraestrutura (07:26)
Suíno Vivo: estabilidade nas cotações (07:07)
Cotações da arroba do boi gordo em alta (07:05)
Milho fecha a 4ª feira estável em Chicago (07:03)
Soja recua mais de 1% nos portos do Brasil (07:00)
Quarta-Feira, 20/03
Evonik lança novo método rápido e confiável para avaliar a qualidade de matérias-primas (13:42)
Cinergis Agronegócios realiza sua II Reunião Técnico-Comercial (12:41)
EUA vão informar em três dias quando virão ao Brasil inspecionar frigoríficos para liberar importação de carne bovina (12:32)
Funrural: terra de ninguém (11:47)
Proposta traz ganhos, mas adesão parece rápida demais (11:15)
Da Unitá para o mundo (10:43)
Deputados paulistas articulam bancada do agronegócio na ALESP (10:42)
SC: exportações do complexo soja aumentam 58% em 2019 (09:10)
China recusa habilitação de frigoríficos (08:20)
Estados Unidos mandarão equipe de inspeção ao Brasil para autorizar importação de carne in natura (08:15)
Suíno Vivo: altas em SP e em SC nesta terça-feira (19) (07:23)
Boi Gordo: mercado segue firme (07:22)
Em poucos dias começa o Congresso de Ovos da APA (07:17)
Milho fecha a 3ª feira com resultados misturados (07:05)
Soja fecha mais uma vez estável em Chicago (07:00)
Terça-Feira, 19/03
Exportações do agronegócio renderam US$ 7,2 bi em fevereiro (13:26)
Grupo Mantiqueira apresenta produto vegano e outras novidades na Super Rio Expofood (13:17)
Yes amplia estrutura comercial visando crescimento nos mercados nacional e internacional (13:10)
Embrapa: custos de produção de suínos e frangos de corte caem em fevereiro (12:27)
Concurso de Qualidade de Ovos 2019 acontecerá durante a 5ª FAVESU (08:23)
IEA divulga a estimativa da Produção Animal do Estado de São Paulo, em 2018 (08:21)
Nos EUA, redução de peso melhora lucro do frango (08:05)
Macedônia do Norte quer aumentar importação de frango do Paraná (08:04)
Produção paulista de frango caiu 11,1% em 2018 (08:00)
Boi Gordo: segunda quinzena começa com preços em alta (07:45)
Exportação de soja ultrapassa US$ 2,5 bi em fevereiro (07:40)
Soja tem pequenas baixas em Chicago nesta 3ª feira (07:29)
Milho desvalorizado em Chicago nesta segunda-feira (07:20)