Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018
Diversos

Da panela para o carro: cientistas usam ovos para criar energia limpa
São Paulo, 12 de Março de 2018 - Do seu prato direto para o tanque de gasolina. Enquanto os médicos decidem se o ovo de galinha é herói ou vilão nas refeições, pesquisadores da Universidade da Cidade de Osaka, no Japão, desenvolveram uma maneira de usar a clara do ovo como substrato para produzir um combustível a base de hidrogênio em um processo 100% limpo.

"O hidrogênio é um meio promissor de armazenamento de energia porque não emite nenhum gás de aquecimento global quando é usado. No entanto, a geração de hidrogênio geralmente requer o uso de combustíveis fósseis, que emitem dióxido de carbono", explicou Hiroyasu Tabe, da Escola de Graduação de Engenharia da universidade japonesa. "Nosso método gera hidrogênio sem o uso desses combustíveis fósseis."

Depois de pronto, o hidrogênio pode ser usado em carros, casas, energia portátil e inúmeras outras aplicações. Mas o processo de extração de hidrogênio da água é difícil e complicado. "A conversão de moléculas da água inclui reações químicas muito especiais", disse Tabe ao site especializado "Popular Science".

As proteínas produzidas por bactérias podem desempenhar essa função, mas para isso são necessários equipamentos laboratoriais muito específicos. Os ovos de galinha, no entanto, podem servir como catalisador substituto.

Usando a energia solar como fonte de energia, os pesquisadores japoneses conseguiram fazer pequenas quantidades de hidrogênio no laboratório "usando um vaso do tamanho de um copo de café". Para isso, foi utilizado unicamente a água e a lisozima, um produto derivado da clara de ovo, rica em proteína.


Os pesquisadores usaram a lisozima, encontrada nas claras, para extrair hidrogênio da água

Embora os cientistas tenham provado o conceito - e publicado o resultado na revista científica "Applied Catalysis B" -, alguns desafios ainda existem. O principal deles é criar um método econômico para produzir tais proteínas --ou a enzima da clara de ovo-- em grande escala.

Tabe garante que pesquisadores de praticamente todas as disciplinas científicas estão envolvidos no desenvolvimento de fontes de energia renováveis e que "os químicos podem contribuir com as estratégias, desenvolvendo novos materiais que podem converter e armazenar energia". "No futuro, nossa tecnologia básica unirá disciplinas e quebrará as barreiras políticas, sociais e econômicas", completou ele. 

A animação dos pesquisadores também se deve à abundância da clara de ovo na natureza, um recurso "barato e inesgotável". Quanto às gemas, "podemos usá-las em nossas receitas", concluiu o pesquisador.

(Uol) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 17/12
Sexta-Feira, 14/12
Encontro de Qualidade Industrial recebe patrocínio e palestra da Cobb-Vantress (16:04)
Sindirações projeta crescimento de até 3% para 2019 (14:37)
FRANGO/CEPEA: abate avança no terceiro trimestre (10:15)
OVOS/CEPEA: maior produção impacta negativamente o setor em 2018 (09:59)
Inscrições abertas para os Trabalhos Científicos na 5ª FAVESU (09:57)
Venda de frango a árabes cai, mas pode voltar a crescer (08:11)
Volume de aves e suínos será menor neste ano, aponta a ABPA (08:07)
Produção de ração no Brasil cresce 0,6% e tem novo recorde em 2018 (08:06)
2ª Conbrasul Ovos 2019: Gramado será a capital internacional da avicultura de postura de 16 a 19 de junho (08:04)
Programa técnico do Congresso de Ovos já tem principais temas definidos (08:03)
Quinta-Feira, 13/12
_produção de ovos de galinha é a maior da série histórica (11:04)
Abate de frangos em agosto foi o segundo maior do ano (11:03)
Já começa a faltar crédito rural a juros controlados (09:17)
IBGE confirma avanço em abates de bovinos e suínos, e queda no frango (09:08)
Plasson investe R$ 28 milhões em expansão da unidade fabril, em Criciúma (08:20)
ABRA protocola ofício com solicitação que impacta indústrias produtoras de farinhas de pena, peixe e sangue (08:14)
Indústria de ovos dos EUA: desafios e oportunidades (08:11)
Fundamentos teóricos e aplicação no processamento de ovos e derivados (08:08)
Quarta-Feira, 12/12
Pioneirismo e inovação marcam 10 anos da Yes (10:12)
Exportações de carne bovina deverão bater novos recordes no ano que vem (08:41)
Embrapa fecha acordo com Sindan para pré-análise de novos produtos veterinários (08:40)
Granja do Cedro é destaque de pecuária no prêmio “As melhores da Dinheiro Rural” (08:40)
Safra pode repetir recorde com 238,4 milhões de toneladas (07:57)
Encontro de Avicultores premia os melhores da Integração Aurora/Cocari (07:56)
Assembleia Legislativa de Goiás homenageia dirigentes da Pif Paf Alimentos (07:54)
BRDE assina contratos de R$ 100 milhões com cooperativas paranaenses durante encontro da Ocepar (07:53)
A crescente preocupação com ectoparasitas e os prejuízos econômicos causados por estes (07:50)
Milho: Bolsa de Chicago segue tendência do dia e fecha terça-feira com pouca movimentação (07:50)
Além do enriquecimento de ovos, selênio apresenta benefícios produtivos (07:48)
Aviagen Estreia “I Escola de Incubação” da América Latina (07:25)
Terça-Feira, 11/12
Cresce dependência do agronegócio brasileiro das importações chinesas (08:06)
Milho: cotação da Bolsa de Chicago encerra segunda-feira próxima da estabilidade (08:03)
Soja: Brasil fecha o dia com estabilidade com recuo de Chicago e dos prêmios (08:00)
Mercado do boi gordo apresenta cenários distintos (07:58)
Inaugurado laboratório de referência em Campinas (07:55)