Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018
Matérias-Primas

Santa Catarina discute alternativas para abastecimento de milho
Florianópolis, SC, 22 de Fevereiro de 2018 -
Maior comprador de milho do país, Santa Catarina pensa em alternativas para abastecer o setor produtivo de carnes do estado. Com uma safra prevista em 2,4 milhões de toneladas de milho e um consumo de seis milhões de toneladas por ano, o agronegócio catarinense passa pelo maior déficit da história. Os caminhos para o abastecimento de milho em Santa Catarina foram o tema do Fórum Mais Milho, que reuniu lideranças do agronegócio, em Concórdia, nesta quarta-feira (21).

A colheita catarinense de milho é esperada em 2,4 milhões de toneladas, uma queda de 20,4% em relação à última safra. A produção menor é explicada pela redução da área plantada combinada aos períodos de estiagem que comprometeram a produtividade das lavouras. Uma safra menor significa uma importação maior de milho, principalmente do Centro Oeste do país.

Segundo o secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, produtores, indústrias e poder público já pensam em alternativas para abastecer o mercado catarinense, criando até uma rota em que o grão viria do Paraguai. “Santa Catarina é um grande consumidor de milho porque é um grande produtor de carnes. Nós criamos uma agroindústria forte e rica em um estado pequeno, onde os produtores aprenderam a diversificar a produção e com um status sanitário único no país, nós temos que lutar para mantermos essa característica de Santa Catarina. Um dos grandes desafios é o investimento em infraestrutura e o poder público deve ser um grande parceiro do agronegócio nesse sentido”.

É justamente a falta de infraestrutura que acaba prejudicando o agronegócio catarinense. No estado de Mato Grosso, principal fornecedor de milho para Santa Catarina, grande parte da colheita é exportada ao invés de abastecer o mercado interno. “O estado do Mato Grosso avançou muito na logística e hoje é muito mais fácil exportar do que abastecer o mercado interno. Por isso nós precisamos fazer um grande esforço das lideranças para que possamos pensar em uma logística de ferrovias e hidrovias”, afirma o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller.

Rota do Milho

Uma das alternativas para Santa Catarina é trazer milho do Paraguai. Uma nova rota ligando Paraguai a Dionísio Cerqueira pode fazer com que o frete diminua em até 70%. Caso a Rota do Milho se concretize, o milho estará a 354 km de Dionísio Cerqueira, onde já existe um serviço de aduana, e a 555 km de Chapecó, maior centro de consumo do grão em Santa Catarina. Quase metade do trajeto feito pelos caminhões que trazem milho do Mato Grosso, por exemplo.

Santa Catarina já importa milho do Paraguai, porém em uma rota mais longa, passando por Foz do Iguaçu.

Redução na área plantada

Em Santa Catarina as lavouras destinadas à produção de milho grão estão sendo substituídas pela soja e pelo milho silagem – culturas mais rentáveis para os agricultores. De acordo com o secretário adjunto da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, a safra menor este ano pode ser uma grande oportunidade para os produtores. “Nós precisamos de alta produtividade por hectare. Em um estado onde milho e soja competem por espaço nas lavouras nós temos que pensar em milho com alta produtividade. Além disso, nós temos quase 200 mil hectares que podem ser incorporadas por lavouras, principalmente na Serra Catarina. Mas nós nunca seremos auto-suficientes na produção de milho. Enquanto nós tivermos sanidade, competência e possibilidade de competir no mercado internacional de carnes, nós teremos déficit na produção de milho”.
(Secr. de Estado da Agr. e da Pesca (SC)) (Assessoria de Imprensa )
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 24/09
Natal sedia dois eventos internacionais de inovação (11:32)
Ceva Saúde Animal estará no 12º Simpósio Técnico ACAV (10:09)
Inaugurado novo Centro de Distribuição De Heus no Nordeste (09:58)
Crise afeta as vendas de equipamentos de frigoríficos (08:38)
Suíça rejeita iniciativas que endureciam exigência para alimentos (08:35)
Membros do comitê técnico do Congresso de Ovos reúnem-se para discutir temário (08:22)
Simpósio de avicultura terá palestra de abertura com jornalista João Borges (08:17)
A avicultura catarinense, por José Antônio Ribas Júnior (08:14)
DSM é nova patrocinadora da Semana do Ovo 2018 (08:09)
No LPN Congress 2018, o Dr. Steve Leeson analizará as mudanças nutricionais em um ambiente livre de AGP (08:04)
Milho: mercado sobe mais de 1% na semana na CBOT com dados da demanda e chuvas nos EUA (08:00)
Soja fecha com balanço semanal positivo apesar das realizações de lucros desta 6ª em Chicago (07:58)
McDonald’s é alertado a cuidar melhor de seus frangos (06:09)
Sexta-Feira, 21/09
Siemens cria centro de competências de carnes no Brasil (08:58)
Rabobank: volatilidade associada ao Brasil é desafio para o mercado global (08:46)
Açúcar leva Brasil a acionar China na OMC (08:46)
Quinta-Feira, 20/09
Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF (11:48)
Só falta o aval da Casa Civil para pesquisador assumir a presidência da Embrapa (11:43)
Multinacional De Heus finca base de logística de carne em Caruaru (11:08)
Alterion ganha prêmio Innovspace (10:58)
BRF enfrenta crescente competição por milho com indústria de etanol (08:48)
Quarta-Feira, 19/09
Indústria vê queda na produção de ração no Brasil no 1º semestre e perspectiva negativa (10:26)
Idoso de 111 anos ‘ensina’ como viver muito e com saúde (09:52)
Arroz e feijão estão entre os alimentos mais desperdiçados no Brasil (09:49)
BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos” (09:22)
Embrapa seguirá sob comando de pesquisador (08:56)
Soja: recuo em Chicago pesa sobre preços nos portos do BR, mas dólar e prêmios limitam baixa (07:59)
Simpósio de avicultura discutirá qualidade na produção de matrizes (07:58)
Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana (07:56)
Plantio da soja no Paraná atinge 9% da área e colheita do milho bate em 99% (07:13)
Sem oferta, mercado do boi gordo registra alta em São Paulo (07:12)
China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa (07:11)
Milho: focado na colheita nos EUA, mercado recua pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago (07:00)
Terça-Feira, 18/09
Semana do Ovo 2018 conta com patrocínio da Label Rouge (13:43)
Wisium reforça presença no Nordeste (13:36)
Com Brexit, Europa se prepara para nova logística de importação (09:11)
VIII CLANA anuncia tema "Nutrição Animal e Produção Sustentável de Alimentos" (09:06)
Florence faz Sanderson Farms perder 1,7 milhão de frangos (08:41)
Porto de Roterdã mantém o rigor na fiscalização de carnes do Brasil (08:37)
Governo reduz novamente orçamento para o seguro rural (08:25)
Tabela de frete provoca aumento nas importações brasileiras de cereais (08:23)
Surto de febre suína na China favorece criadores de frango (08:20)
Milho: em Chicago, mercado fecha pregão desta 2ª em campo negativo de olho na colheita nos EUA (08:18)
Soja tem novo dia de baixas em Chicago nesta 3ª ainda sentindo pressão da disputa EUA x China (08:07)