Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018
Matérias-Primas

Soja: mercado sobe em algumas praças do interior do BR com alta do dólar
Campinas, SP, 20 de Fevereiro de 2018 - Os preços da soja no Brasil não contaram com as referências na Bolsa de Chicago nesta segunda-feira (19), já que o mercado norte-americano ficou fechado em função do feriado do Dia do Presidente e apenas algumas praças de comercialização do interior registraram variações, acompanhando a movimentação do câmbio neste início de semana.

Em Londrina, no Paraná, a saca da soja subiu 1,07% para encerrar o dia com R$ 66,00, enquanto o ganho em Cascavel, também no estado paranaense, foi de 0,77% para R$ 65,50. Em Brasília, R$ 64,00 por saca, com alta de 0,79% e no Oeste da Bahia, R$ 62,88 e ganho de 0,21%.

Em parte do Brasil, as cotações recuaram mesmo diante da falta de movimentação na CBOT e da alta do dólar. Em São Gabriel do Oeste, no Mato Grosso do Sul, queda de 0,84% para R$ 59,00 e de 1,67% em Jataí e Rio Verde, ambas as praças em Goiás, para R$ 59,00 por saca em ambas.

Já nos portos, os indicativos ficaram estáveis nesta segunda-feira. Em Paranaguá, R$ 76,00 por saca na soja disponível; em Rio Grande, R$ 75,20 no disponível e R$ 76,80 para maio/18. Em Santos, o último preço para a oleaginosa é de R$ 75,09 por saca.

Os negócios no mercado brasileiro, como mostram analistas e consultores e diante de alguns dos melhores patamares do ano, deverão continuar aquecidos. "O mercado da soja no Brasil deverá continuar mostrando entregas de contratos e muitos fechamentos podendo aparecer nos próximos dias", acredita Vlamir Brandalizze, consultor da Brandalizze Consulting.

Além disso, ainda segundo o executivo, o sentimento de alta do dólar também pode favorecer as movimentações. Neste início de semana, a moeda americana voltou a subir e fechou com R$ 3,2350 e ganho de 0,43%. A divisa buscou retomar parte da perda acumulada da última semana de 2,45%.

O dia, porém, foi de baixo volume de negócios no mercado cambial, que também ficou sem as referências internacionais. Um posicionamento mais firme do mercado deve acontecer a partir de quarta-feira", afirmou o operador da Advanced Corretora Alessandro Faganello à agência de notícias Reuters.

Por outro lado, ainda como explica Vlamir Brandalizze, a possibilidade de um engavetamento da discussão da Reforma da Previdência no Congresso deve começar a pesar nas negociações. "Isso pode impactar em pressão sobre ao dólar, que tende a vir com flego positivo, já que o Brasil poderá sofrer novo rebaixamento do grau de endividamento, porque a crise fiscal do governo vai piorar e isso é apelo altista para moeda americana".

Retomada em Chicago

Além das possibilidades que podem ser trazidas pelo dólar, os ganhos na Bolsa de Chicago podem continuar a ser observados caso as condições de clima não melhorem na Argentina. Com a continuidade das adversidades, não só a soja em grão, mas os derivados também deverão continuar a sentir os efeitos positivos.

"Vamos ver que volume de chuvas receberam (os produtores argentinos). Pelas fotos de satélite, os volumes devem ser pequenos e esparsos, portanto, acredito que haverá mais motivações de alta vindos de lá", explica o economista e analista de mercado Camilo Motter, da Granoeste Corretora de Cereais. "Pela importância da argentina na produção e, sobretudo, nas exportações de farelo, os problemas climáticos vividos por algumas das províncias tem sua amplitude dilatada", completa.

O executivo alerta ainda para a questão do dólar no cenário internacional. "O dólar Index é outro ponto importante. Ele anda bastante baixo e motivando a demanda", acredita Motter.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 24/09
Natal sedia dois eventos internacionais de inovação (11:32)
Ceva Saúde Animal estará no 12º Simpósio Técnico ACAV (10:09)
Inaugurado novo Centro de Distribuição De Heus no Nordeste (09:58)
Crise afeta as vendas de equipamentos de frigoríficos (08:38)
Suíça rejeita iniciativas que endureciam exigência para alimentos (08:35)
Membros do comitê técnico do Congresso de Ovos reúnem-se para discutir temário (08:22)
Simpósio de avicultura terá palestra de abertura com jornalista João Borges (08:17)
A avicultura catarinense, por José Antônio Ribas Júnior (08:14)
DSM é nova patrocinadora da Semana do Ovo 2018 (08:09)
No LPN Congress 2018, o Dr. Steve Leeson analizará as mudanças nutricionais em um ambiente livre de AGP (08:04)
Milho: mercado sobe mais de 1% na semana na CBOT com dados da demanda e chuvas nos EUA (08:00)
Soja fecha com balanço semanal positivo apesar das realizações de lucros desta 6ª em Chicago (07:58)
McDonald’s é alertado a cuidar melhor de seus frangos (06:09)
Sexta-Feira, 21/09
Siemens cria centro de competências de carnes no Brasil (08:58)
Rabobank: volatilidade associada ao Brasil é desafio para o mercado global (08:46)
Açúcar leva Brasil a acionar China na OMC (08:46)
Quinta-Feira, 20/09
Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF (11:48)
Só falta o aval da Casa Civil para pesquisador assumir a presidência da Embrapa (11:43)
Multinacional De Heus finca base de logística de carne em Caruaru (11:08)
Alterion ganha prêmio Innovspace (10:58)
BRF enfrenta crescente competição por milho com indústria de etanol (08:48)
Quarta-Feira, 19/09
Indústria vê queda na produção de ração no Brasil no 1º semestre e perspectiva negativa (10:26)
Idoso de 111 anos ‘ensina’ como viver muito e com saúde (09:52)
Arroz e feijão estão entre os alimentos mais desperdiçados no Brasil (09:49)
BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos” (09:22)
Embrapa seguirá sob comando de pesquisador (08:56)
Soja: recuo em Chicago pesa sobre preços nos portos do BR, mas dólar e prêmios limitam baixa (07:59)
Simpósio de avicultura discutirá qualidade na produção de matrizes (07:58)
Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana (07:56)
Plantio da soja no Paraná atinge 9% da área e colheita do milho bate em 99% (07:13)
Sem oferta, mercado do boi gordo registra alta em São Paulo (07:12)
China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa (07:11)
Milho: focado na colheita nos EUA, mercado recua pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago (07:00)
Terça-Feira, 18/09
Semana do Ovo 2018 conta com patrocínio da Label Rouge (13:43)
Wisium reforça presença no Nordeste (13:36)
Com Brexit, Europa se prepara para nova logística de importação (09:11)
VIII CLANA anuncia tema "Nutrição Animal e Produção Sustentável de Alimentos" (09:06)
Florence faz Sanderson Farms perder 1,7 milhão de frangos (08:41)
Porto de Roterdã mantém o rigor na fiscalização de carnes do Brasil (08:37)
Governo reduz novamente orçamento para o seguro rural (08:25)
Tabela de frete provoca aumento nas importações brasileiras de cereais (08:23)
Surto de febre suína na China favorece criadores de frango (08:20)
Milho: em Chicago, mercado fecha pregão desta 2ª em campo negativo de olho na colheita nos EUA (08:18)
Soja tem novo dia de baixas em Chicago nesta 3ª ainda sentindo pressão da disputa EUA x China (08:07)