Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
Empresas

Aviagen América Latina Ganha Prêmio “Exporta, São Paulo”

Empresa de Genética de Aves reconhecida pela sua excelência em exportação, responsabilidade social e ambiental
Campinas, 05 de Janeiro de 2018 -

Em 12 de Dezembro, a Aviagen®, líder mundial em genética de aves, recebeu o prêmio “Exporta, São Paulo” da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (FACESP). A Aviagen recebeu o prêmio durante uma cerimônia na Associação Comercial do Estado, em São Paulo.
Recompensa pelo desempenho das exportações, com responsabilidade ambiental e social

O prêmio “Exporta, São Paulo” avalia o desempenho de exportação de empresas em 20 regiões administrativasda FACESP no estado de São Paulo. Reconhece as micro, pequenas e médias empresas cujas conquistas de exportação foram avaliadas pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Além dos critérios econômicos, as empresas são avaliadas quanto à sua responsabilidade ambiental e social

Desde 2004, o Brasil ocupa a liderança mundial em exportações de carne de frango, com 4,3 milhões de toneladas enviadas para mais de 150 países em 2015. Criado em 2005, o prêmio “Exporta, São Paulo” foi desenvolvido para estimular a exportação estadual, incentivando produtores.

Uma história crescente de sucesso em exportação de material genético

As exportações representam uma quantidade significativa da receita total da Aviagen América Latina, ano a ano. A sede da empresa localiza-se em Campinas – e, todos os anos, de suas demais instalações no estado, a empresa exporta um número considerável de avós e matrizes, para cerca de 20 países em 4 continentes.

"A Aviagen América Latina tem enorme orgulho em aceitar o prêmio ‘Exporta, São Paulo’, que reconhece o trabalho ético, responsável e de qualidade que a empresa realizou ao longo dos anos", disse Ailton Locateli, gerente de Planejamento e Comércio Exterior. "Nossas exportações foram iniciadas há cerca de 10 anos, com um pequeno número de embarques para alguns países, mas através de uma estreita cooperação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), abrimos novos e estratégicos mercados – e continuamos a crescer nossasexportações".

Garantiano suprimento global de aves


O sucesso mundial das exportações da Aviagen pode ser atribuído ao seu foco absoluto em saúde, bem-estar das aves e biossegurança em suas unidades, que constituem os principais fatores do seu programa de melhoramento genético. Devido a rigorosas práticas de biossegurança, em 2010, a Aviagen no Reino Unido tornou-se a primeira empresa de genética de aves a ser certificada com o status de compartimentação em Influenza Aviária. E, no início deste ano,a Aviagen também obteve o mesmo status nos Estados Unidos. O processo de compartimentação no Brasil segue em andamento e outras informações serão divulgadas quando estiverem disponíveis.

"A InfluenzaAviária tornou-se uma enorme ameaça ao comércio em várias regiões do mundo – e a compartimentação ajuda a reduzir essa ameaça", acrescentou Locateli. "Com a certificação de compartimentação, a Aviagen pode oferecer aos produtores de aves em todo o mundo um suprimento ininterrupto de material genético com qualidade, permitindo-lhes sustentar a crescente populaçãomundial com uma fonte de proteína confiável, saudável e acessível".


Ailton Locateli (ao centro), gerente de Planejamento e Comércio Exterior da Aviagen América Latina e Adriana Flosi (à direita), vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de Campinas, durante a cerimônia de premiação.
(Aviagen) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 25/09
Segunda-Feira, 24/09
Natal sedia dois eventos internacionais de inovação (11:32)
Ceva Saúde Animal estará no 12º Simpósio Técnico ACAV (10:09)
Inaugurado novo Centro de Distribuição De Heus no Nordeste (09:58)
Crise afeta as vendas de equipamentos de frigoríficos (08:38)
Suíça rejeita iniciativas que endureciam exigência para alimentos (08:35)
Membros do comitê técnico do Congresso de Ovos reúnem-se para discutir temário (08:22)
Simpósio de avicultura terá palestra de abertura com jornalista João Borges (08:17)
A avicultura catarinense, por José Antônio Ribas Júnior (08:14)
DSM é nova patrocinadora da Semana do Ovo 2018 (08:09)
No LPN Congress 2018, o Dr. Steve Leeson analizará as mudanças nutricionais em um ambiente livre de AGP (08:04)
Milho: mercado sobe mais de 1% na semana na CBOT com dados da demanda e chuvas nos EUA (08:00)
Soja fecha com balanço semanal positivo apesar das realizações de lucros desta 6ª em Chicago (07:58)
McDonald’s é alertado a cuidar melhor de seus frangos (06:09)
Sexta-Feira, 21/09
Siemens cria centro de competências de carnes no Brasil (08:58)
Rabobank: volatilidade associada ao Brasil é desafio para o mercado global (08:46)
Açúcar leva Brasil a acionar China na OMC (08:46)
Quinta-Feira, 20/09
Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF (11:48)
Só falta o aval da Casa Civil para pesquisador assumir a presidência da Embrapa (11:43)
Multinacional De Heus finca base de logística de carne em Caruaru (11:08)
Alterion ganha prêmio Innovspace (10:58)
BRF enfrenta crescente competição por milho com indústria de etanol (08:48)
Quarta-Feira, 19/09
Indústria vê queda na produção de ração no Brasil no 1º semestre e perspectiva negativa (10:26)
Idoso de 111 anos ‘ensina’ como viver muito e com saúde (09:52)
Arroz e feijão estão entre os alimentos mais desperdiçados no Brasil (09:49)
BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos” (09:22)
Embrapa seguirá sob comando de pesquisador (08:56)
Soja: recuo em Chicago pesa sobre preços nos portos do BR, mas dólar e prêmios limitam baixa (07:59)
Simpósio de avicultura discutirá qualidade na produção de matrizes (07:58)
Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana (07:56)
Plantio da soja no Paraná atinge 9% da área e colheita do milho bate em 99% (07:13)
Sem oferta, mercado do boi gordo registra alta em São Paulo (07:12)
China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa (07:11)
Milho: focado na colheita nos EUA, mercado recua pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago (07:00)