Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018
Empresas

BRF anuncia troca de CEO até dezembro
São Paulo, SP, 01 de Setembro de 2017 - O conselho de administração da BRF não esperou os resultados do terceiro trimestre e aprovou ontem a saída de Pedro Faria do cargo de CEO da companhia. Sócio da gestora de recursos Tarpon, que articulou a chegada do empresário Abilio Diniz à presidência do conselho, Faria assumiu a cadeira no início de 2015. Depois que a BRF registrou o primeiro prejuízo de sua história no ano passado, contudo, sua permanência passou a ser recorrentemente questionada pelos principais acionistas. O sucessor de Faria não foi escolhido, mas deve vir de fora da empresa.

Em carta publicada pouco antes de uma teleconferência com jornalistas, no fim da tarde, Abilio afirma que quando Faria se tornou CEO, "nossos planos corriam como esperado". Mas já no fim daquele ano, pontuou, a "conjuntura começou a mudar radicalmente" e 2016 teve início em meio a uma "tempestade perfeita", em grande medida provocada pelo aumento dos preços dos grãos e a problemas nos mercados doméstico e externo - e isso em meio à volatilidade do câmbio.

"Essa combinação de fatores negativos nos levou a uma grande decepção com os resultados da BRF", diz Abilio na carta. Segundo ele, as perspectivas já são melhores, mas mesmo assim "o momento de contribuição valorosa do Pedro à BRF como CEO está concluído". De abril a junho, pelo terceiro trimestre consecutivo, a companhia ficou no vermelho. O prejuízo líquido foi de R$ 167,3 milhões, ante lucro de R$ 31 milhões em igual período de 2016. A receita líquida recuou 5,7% na comparação, para R$ 8 bilhões.

Logo depois que esses resultados foram anunciados, no início de agosto, fontes ligadas à empresa começaram a ventilar que a substituição de Faria já havia começado. Na teleconferência de ontem, Abilio confirmou a informação ao afirmar que a saída do executivo já vinha "maturando". De acordo com ele, o próprio Faria demonstrava que não ficaria "para sempre" no cargo. Não por coincidência, em seguida a Tarpon divulgou um comunicado afirmando que espera o retorno do sócio-fundador a seus quadros a partir do início de 2018.

Apesar dos prejuízos nos dois primeiros trimestres do ano, Abilio afirma, na carta que divulgou, que a BRF entrou em 2017 com muita energia e passou a contar com um ciclo mais favorável. "Começamos a nos recuperar e a apresentar resultados melhores neste ano até sermos surpreendidos pelo episódio da Carne Fraca, que abalou todo o setor e trouxe desafios inclusive no mercado internacional", escreve o empresário. Deflagrada no dia 17 de março pela Policia Federal, a Operação Carne Fraca investiga casos de corrupção entre fiscais agropecuários e frigoríficos - um executivo do alto escalão da BRF chegou a ser preso.

Mas não faltaram elogios ao CEO: "Sob seu comando, a BRF reorganizou sua atuação internacional para alcançar o status que estabelecemos como meta: ser uma empresa global de alimentos e não apenas a maior exportadora de frango do mundo. Em pouco tempo, tivemos um grande sucesso, e fomos capazes de dobrar o valor de mercado da empresa", afirma Abilio no texto. De janeiro de 2015 até ontem, contudo, as ações da empresa de alimentos caíram 30,4% na B3, e seu valor de mercado ficou R$ 17 bilhões menor.

A companhia definiu que, por precisar de um gestor, o substituto de Pedro Faria será contratado no mercado. "Se for uma pessoa da indústria de alimentos, melhor", afirmou Abilio na teleconferência. Ele também frisou que o novo CEO não será "ligado a nenhum dos acionistas" da BRF.
(Valor Econômico) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 14/11
Putin ressuscita super-frango russo (20:08)
Brasil pede que Europa revise cotas após Brexit (20:01)
Paraná produzirá até 47% mais milho em 2019 (19:25)
Pilgrim’s, da JBS, concorre por ativos da BRF na Tailândia e Europa (19:22)
FAEP solicita continuidade do programa Tarifa Rural Noturna (19:21)
CNA debate normas técnicas da avicultura (19:19)
Pilgrim’s, da JBS, concorre por ativos da BRF na Tailândia e Europa (19:10)
Distribuidor da Vetanco promove Simpósio no NE (14:53)
Nova ministra terá que lidar com reflexos da Carne Fraca (11:28)
Programa técnico do Congresso de Ovos 2019 já tem principais temas definidos (09:33)
CNA protocola no STF pedido de suspensão de multas relativas a fretes (08:47)
JBS tem resultado operacional recorde, mas fica no vermelho (08:42)
Abate de bois cresceu no 3º tri, mas o de aves diminuiu (08:41)
Excesso de frango nos EUA desafia Tyson Foods (08:10)
Exportação ajuda, e produção de carnes se recupera no 3º trimestre (08:05)
Milho: perdas do trigo pesam e mercado recua mais de 1% nesta 3ª feira na Bolsa de Chicago (08:03)
Alta do dólar tem efeito limitado e preços da soja no mercado brasileiro tem 3ª feira de estabilidade (08:00)
Terça-Feira, 13/11
ABPA participa de websérie para promover a carne de frango brasileira (11:53)
Ovos registram recorde de produção em um terceiro trimestre (10:52)
Abate de frangos cai 4% no terceiro trimestre de 2018 (10:48)
Sinais de queda na oferta de boi em 2019 (08:59)
Frigoríficos ainda esperam boa disponibilidade de animais no ano que vem (08:58)
Aumenta participação de mulheres com nível superior no agronegócio (08:15)
Milho: mercado tem sessão volátil, mas alta do trigo garante leves altas nesta 2ª feira em Chicago (08:09)
Soja fecha com leve baixa em Chicago, enquanto preços têm 2ª feira volátil no Brasil (08:00)
Boi: parada técnica no mercado de reposição (07:50)
Setor de alimentos e bebidas terá rodada de negócios com importadores chineses dia 23 em SP (07:35)
Prêmio para o empreendedorismo (07:33)
Comissão de avicultura da FAEP encerra 2018 de olho no futuro (07:31)
Grão, minérios, combustíveis e Tecon 2 nos planos de Suape (07:28)
Temas ligados à produção animal serão discutidos em Toledo (07:27)
Segunda-Feira, 12/11
MILHO/CEPEA: depois de cair por quase três meses, preço sobe em algumas regiões (10:27)
SOJA/CEPEA: demanda internacional incerta reduz prêmio no Brasil e valores recuam (10:25)
Diretório Acadêmico de Medicina Veterinária da IMED homenageia Francisco Sérgio Turra (10:20)
Languiru e Dália Alimentos assinam acordo de intenções (09:03)
'Futuro governo não pode fechar portas para o agronegócio' (08:15)
Soja opera em queda na Bolsa de Chicago nesta 2ª feira e corrige altas da última semana (08:00)
Exportadores de carne temem mudança de embaixada para Jerusalém (07:36)
Sexta-Feira, 09/11
FRANGO/CEPEA: preço da carne inicia novembro em alta (09:41)
OVOS/CEPEA: oferta diminui e preços voltam a subir (09:30)
MSD Saúde Animal é reconhecida como a melhor empresa para se trabalhar no segmento de saúde animal (09:22)
"Nunca prometi prazo para virar o jogo na BRF", diz Pedro Parente (09:20)
Agora, Tyson foca expansão no exterior (09:17)
Cobb-Vantress compartilha experiência em manejo de machos no Latin American Poultry & Nutrition Congress 2018 (08:07)
Brasil e EUA vão produzir menos soja, mas estoques são recordes (07:54)
Contratação de crédito rural até outubro soma R$ 64 bilhões (07:52)
Boi: melhora da oferta colabora para queda dos preços da arroba (07:49)
Milho: USDA reduz projeção para a safra dos EUA e mercado fecha 5ª com leves altas em Chicago (07:48)
USDA tem efeito limitado e soja fecha estável na Bolsa de Chicago nesta 5ª feira (07:46)
Quinta-Feira, 08/11
Wisium intensifica atuação na Região Sul (13:29)
SUÍNOS/CEPEA: início de mês e retomada das compras russas impulsionam preços (11:42)
BOI/CEPEA: apesar da pressão da indústria, indicador se sustenta (11:40)
China se torna o maior mercado para carne suína catarinense (09:45)
Grãos: Conab estima uma produção entre 233,7 e 238,3 milhões de toneladas (08:40)
Agronegócio elogia experiência de futura ministra, mas destaca desafios (08:17)
Boi Gordo: baixa volatilidade no mercado (08:10)
Exportações de carne de frango mantém alta em outubro (08:09)
Soja brasileira com boas perspectivas para 2019, mesmo se confirmado acordo entre China e EUA (08:00)