Sábado, 25 de Maio de 2019
Exportação

Temer deve assinar 25 acordos em visita à China
PEQUIM, 31 de Agosto de 2017 - "A relação com a China é fertilíssima", afirmou Michel Temer, na véspera de visita de Estado que fará nesta sexta-feira em Pequim, quando encontrará o presidente Xi Jinping e o primeiro-ministro Li Keqiang. O presidente do Brasil deve participar da assinaturas de 25 atos na China, entre acordos bilaterais e memorandos de entendimento, que podem envolver vários bilhões de dólares, na expectativa do lado brasileiro.

Uma hora depois de desembarcar em Pequim, Temer recebeu, em quatro sucessivas audiências de meia hora cada, os presidentes dos conglomerados StateGrid Corporation, Huawei, HNA e da China Three Gorges Corporation.

As promessas se repetiram por parte dos chineses de que vão aumentar investimentos na economia brasileira. HNA quer comprar mais aviões da Embraer e planeja abrir uma linha Rio-Lisboa-Pequim.

Com o presidente da China Three Gorges (Três Gargantas), Temer se despediu dizendo: ''Com todos esses investimentos que vocês vão ter no Brasil, a empresa deveria se chamar Quatro Gargantas''.

Ao mesmo tempo, as autorizações do governo da China para venda de 20 aviões da Embraer e para entrega de 18 aparelhos para a Hainan, apontados como um dos possíveis resultados da visita, chegou a ser tirada da agenda pelos chineses na quarta-feira. Os brasileiros tentavam retomar as discussões nesta quinta-feira. ''O suspense continua'', suspirou um negociador brasileiro.

Às 3 da manhã, em escala em Astana (Cazaquistão), Temer ouviu do presidente do grupo Eurasian Mining Group, controlador da Bahia Mineração (Bambi), a intenção de investir US$ 1 bilhão na construção do terminal portuário de Ilhéus (BA) e US$ 400 milhões na da Ferrovia de Integração Oeste Leste-FIOL, no mesmo Estado,junto com a China Railway Corporation 10.

Um dos acordos privados a serem assinados nesta sexta-feira em Pequim é o financiamento de US$ 400 milhões para o complexo portuário em São Luís, concedido pelo banco ICBC. A operação é da chinesa CCCC com a WPR, do grupo WTorre.

Acordos para facilitar comércio estão na agenda das discussões entre a China e o Brasil. Isso justamente quando Pequim praticamente fechou o mercado para as exportações brasileiras de açúcar, com uma salvaguarda que quase dobrou a tarifa de importação. E abriu uma investigação antidumping contra o frango uma semana antes da chegada de Temer. Em duas tacadas, Pequim alveja dois produtos que representam 5% das exportações do Brasil para o mercado chinês.

Para fontes brasileiras, Pequim fez isso porque certamente quer algo do lado brasileiro. Os chineses não esconderam em várias ocasiões que estavam ''furiosos'' com o acúmulo de medidas de defesa comercial aplicados pelo Brasil contra produtos da China, principalmente aço.

As exportações brasileiras de açúcar, que chegaram a US$ 1 bilhão para a China no ano passado, caíram para zero desde maio. Os exportadores de pés e asas de frango, que também embarcam US$ 1 bilhão em média por ano para o mercado chinês, temem uma aplicação temporária de sobretaxa dentro de seis meses.

Depois da visita de Temer, Jinping mergulha nos assuntos internos. Haverá o congresso do Partido Comunista antes do fim do ano e a escolha de pelo menos cinco dos sete integrantes do comitê permanente, de mais alto nível.
(Valor) (Assis Moreira)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 25/05
Sexta-Feira, 24/05
MSD Saúde Animal promove 2° Encontro Empresarial na Europa para experiências com Innovax ND-IBD (10:40)
Frango: exportação aquecida diminui oferta interna e eleva preços (10:16)
ABPA comemora renovação de cotas de importação do México para aves (10:11)
IPCA-15 foi de 0,35% em maio (10:09)
Confiança do Agronegócio encerra 1º trimestre otimista (09:23)
Safra de grãos do Paraná poderá chegar a 37 milhões de toneladas (09:06)
Balança comercial do agronegócio deste ano não repete o recorde de 2018 (08:59)
Ministério busca ampliar número de frigoríficos aptos a exportar à China (08:46)
EUA confirmam ajuda de até US$ 16 bi a produtores (08:42)
Mercado do Boi: compradores fazem oferta de compra abaixo da referência em boa parte das praças pecuárias (08:37)
Exportação de milho do Brasil, mais competitivo que o dos EUA, deve ganhar ritmo (08:28)
Suínos: preço do milho sobe, mas média ainda favorece relação de troca (08:17)
Boi: exportações de carne seguem em ritmo acelerado (08:16)
Pecuaristas ainda com poder de cadenciar vendas, mais China, seguram a @ do boi (08:14)
Milho se desvaloriza em Chicago (08:12)
Soja tem leve avanço em Chicago nesta 6ª feira (08:04)
Acordo entre UE e Mercosul leva pânico a produtores de carne franceses (08:00)
Projeto Campo Futuro levanta custos de produção agropecuária em Santa Catarina (07:40)
Governador do Paraná conhece abatedouro avícola daUnitá (07:39)
Brasil manda lista de 30 frigoríficos indicados a exportar para a China (07:36)
Quinta-Feira, 23/05
Conferência FACTA WPSA-Brasil marca os 30 anos da entidade e coloca a avicultura brasileira em evidência (09:21)
CEO da Aviagen explora “Responsabilidade de Alimentar o mundo”, tema da Conferência FACTA 2019 (09:00)
ICC Brazil reforça o seu compromisso com as universidades (08:48)
Nova fórmula reduz fretes para os grãos (08:47)
Queda não será generalizada (08:46)
Queda não será generalizada (08:46)
Americanos obtêm mais carne bovina com rebanho menor (08:40)
China quer habilitar apenas mais 20 frigoríficos brasileiros (08:34)
Mercado do boi: preços seguem andando de lado (08:05)
Soja opera estável nesta 5ª feira em Chicago (08:00)
Tereza Cristina: “Vamos democratizar mais o crédito agrícola” (07:33)
Abertura do CPAgro Copacol tem a participação de 1,7 mil pessoas (07:31)
Diretor-Geral da FAO: voto do Brasil vai para vice-ministro da agricultura chinês (07:31)
SRB debate futuro dos contratos agrários com Ministro do STJ (07:30)
Oeste catarinense busca internacionalização da região (07:28)
Milho se recupera durante a 4ª feira e registra 8º dia seguido de cotações em alta na Bolsa de Chicago (07:05)
Soja fecha em alta na CBOT nesta 4ª feira (07:00)
Quarta-Feira, 22/05
SP: preços agropecuários caem 0,43% na primeira semana de maio (11:14)
5ª FAVESU: maior evento de avicultura e suinocultura do ES será em junho (11:03)
Regulamento traz organização e transparência para o Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos (09:36)
Yes amplia equipe e anuncia novo gerente comercial para o Brasil (08:47)
Venda de participação em ativos no Oriente Médio no foco da BRF (08:27)
Mercado do boi: alterações pontuais nas cotações (08:15)
Peste suína africana na China deve dar suporte aos preços da carne nos Estados Unidos (08:10)
Milho fecha terça-feira em alta pela sétima sessão seguida (08:05)
Soja: mercado inverte movimento e fecha em queda na 3ª feira (08:00)
Matopiba deverá ser o principal fornecedor de milho brasileiro para o México (07:17)
Terça-Feira, 21/05
Marcas apostam em 'carne vegetal' no país (15:39)
Safeeds apresenta linha de conservantes na Fenagra 2019 (15:35)
Vetanco do Brasil promoverá o produto Uniwall MOS 25 no Simpósio Goiano de Avicultura (09:23)
PIB do agronegócio brasileiro mantém queda no primeiro bimestre do ano (09:15)
PIB do agronegócio caiu no 1º bimestre, diz Cepea (09:10)
SC: exportações do agronegócio crescem 7,7% em 2019 (08:00)
Boi recupera a estabilidade em SP e a mantém em outras praças (07:55)
Milho: produtores se retraem e preços voltam a subir no Brasil (07:51)
Soja segue em alta nesta 3ª feira em Chicago refletindo plantio lento nos EUA (07:50)
Soja: cotações têm forte alta no Brasil e nos EUA (07:49)
Comitiva visita Santa Catarina visando à Rota do Milho (07:29)
Controle de gastos para otimizar a produção e ajudar na negociação (07:28)