Sábado, 22 de Setembro de 2018
Matérias-Primas

Após perdas recentes, soja esboça tímida reação em Chicago e inicia 4ª feira com ligeiros ganhos
Campinas, SP, 30 de Agosto de 2017 - Após três pregões consecutivos de perdas, os futuros da soja iniciaram a sessão desta quarta-feira (30) com ligeiras altas, próximos da estabilidade na Bolsa de Chicago (CBOT). Por volta das 5h55 (horário de Brasília), as principais posições da oleaginosa exibiam tímidos ganhos entre 0,75 e 1,25 pontos. O contrato novembro/17 era cotado a US$ 9,38 por bushel e o janeiro/18 trabalhava a US$ 9,47 por bushel.

Segundo informações das agências internacionais, o mercado esboça uma recuperação depois das recentes desvalorizações. Contudo, as cotações ainda são pressionadas pela perspectiva de uma grande safra nos Estados Unidos, conforme reportam os especialistas.

Apesar das preocupações registradas desde o início do desenvolvimento da cultura, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) projeta uma safra de 119 milhões de toneladas nesta temporada. E os números trazidos pelo Crop Tour, na última semana, estimaram a produção em 117,8 milhões de toneladas.

E, além disso, no início dessa semana, o departamento elevou para 61% o índice de lavouras em boas ou excelentes condições nos EUA. Outro fator que segue no radar dos investidores é o Furacão Harvey no país, especialmente na região do delta do Rio Mississippi.

"Embora o plantio de soja e milho nesta região seja pequeno, as lavouras já estão em fase de colheita. No Texas, por exemplo, os produtores já colheram metade das lavouras de milho e 5% da soja. O volume, no entanto, é pequeno e não causa maiores impactos no mercado", reportou a Granoeste Corretora de Cereais.

Paralelamente, a demanda pelo produto americano permanece aquecida, de acordo com o consultor de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze. Ainda nesta terça-feira, o USDA reportou a venda de 198 mil toneladas de soja para a China.
(Notícias Agrícolas) (Fernanda Custódio)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 22/09
Sexta-Feira, 21/09
Siemens cria centro de competências de carnes no Brasil (08:58)
Rabobank: volatilidade associada ao Brasil é desafio para o mercado global (08:46)
Açúcar leva Brasil a acionar China na OMC (08:46)
Quinta-Feira, 20/09
Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF (11:48)
Só falta o aval da Casa Civil para pesquisador assumir a presidência da Embrapa (11:43)
Multinacional De Heus finca base de logística de carne em Caruaru (11:08)
Alterion ganha prêmio Innovspace (10:58)
BRF enfrenta crescente competição por milho com indústria de etanol (08:48)
Quarta-Feira, 19/09
Indústria vê queda na produção de ração no Brasil no 1º semestre e perspectiva negativa (10:26)
Idoso de 111 anos ‘ensina’ como viver muito e com saúde (09:52)
Arroz e feijão estão entre os alimentos mais desperdiçados no Brasil (09:49)
BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos” (09:22)
Embrapa seguirá sob comando de pesquisador (08:56)
Soja: recuo em Chicago pesa sobre preços nos portos do BR, mas dólar e prêmios limitam baixa (07:59)
Simpósio de avicultura discutirá qualidade na produção de matrizes (07:58)
Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana (07:56)
Plantio da soja no Paraná atinge 9% da área e colheita do milho bate em 99% (07:13)
Sem oferta, mercado do boi gordo registra alta em São Paulo (07:12)
China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa (07:11)
Milho: focado na colheita nos EUA, mercado recua pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago (07:00)
Terça-Feira, 18/09
Semana do Ovo 2018 conta com patrocínio da Label Rouge (13:43)
Wisium reforça presença no Nordeste (13:36)
Com Brexit, Europa se prepara para nova logística de importação (09:11)
VIII CLANA anuncia tema "Nutrição Animal e Produção Sustentável de Alimentos" (09:06)
Florence faz Sanderson Farms perder 1,7 milhão de frangos (08:41)
Porto de Roterdã mantém o rigor na fiscalização de carnes do Brasil (08:37)
Governo reduz novamente orçamento para o seguro rural (08:25)
Tabela de frete provoca aumento nas importações brasileiras de cereais (08:23)
Surto de febre suína na China favorece criadores de frango (08:20)
Milho: em Chicago, mercado fecha pregão desta 2ª em campo negativo de olho na colheita nos EUA (08:18)
Soja tem novo dia de baixas em Chicago nesta 3ª ainda sentindo pressão da disputa EUA x China (08:07)