Quinta-feira, 21 de Março de 2019
Exportação

Apesar de percalços, exportações de carnes devem se recuperar no ano
São Paulo, SP, 08 de Agosto de 2017 - Após um semestre difícil de esquecer em razão do acúmulo de notícias negativas no setor, os exportadores brasileiros de carnes começaram a segunda metade do ano mais otimistas. Tudo indica que os efeitos deletérios da Operação Carne Fraca - deflagrada em março pela Polícia Federal - se dissiparam, o que já impulsionou os embarques de carnes de frango e bovina no mês passado.

Embora o espectro das investigações policiais ainda gere apreensão, sobretudo após as revelações da delação dos executivos da JBS, analistas e executivos do setor acreditam que as exportações deste semestre podem compensar a queda no primeiro.

"O mês de julho foi excepcional", disse o analista César Castro Alves, da consultoria MB Agro. Em julho, os embarques de carne bovina in natura somaram 106,3 mil toneladas, crescimento de 29%. No caso da carne de frango, o aumento foi de 6,2%, para 385 mil toneladas, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Mdic).



Em termos de rentabilidade, os exportadores de carne bovina estão no melhor momento desde janeiro de 2006, segundo a MB Agro. Impulsionado pela queda do preço do boi para abate, o "spread" na exportação - indicador de margem bruta que apura a diferença entre o preço da carne exportada e o do boi - está em 25%, ante uma média história de 5%, disse Alves.

Além disso, a demanda externa, que vinha patinando nos primeiros meses do ano. Importadores relevantes como o Egito, que reduziu drasticamente as compras desde o último ano devido à escassez de dólares, retomaram as compras da carne brasileira. Em julho, os egípcios importaram 17,3 mil toneladas de carne in natura, ficando só atrás de Hong Kong entre os importadores.

Conforme uma fonte do setor, as compras do Egito aumentaram porque os importadores do país africano passaram a pagar antecipadamente pelos novos pedidos de carne bovina. Com isso, o Egito já mais do que compensou o efeito negativo do embargo dos Estados Unidos à carne bovina in natura do Brasil, acrescentou o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadores de Carnes (Abiec), Antônio Camardelli. Ao longo dos próximos meses, prosseguiu Camardelli, as vendas ao Egito devem continuar aquecidas. Além disso, a Abiec também trabalha com a perspectiva de retomar as vendas aos americanos ainda neste ano.

"A despeito de todos os acontecimentos, a expectativa é fechar 2017 igual ao ano passado", afirmou Camardelli, sinalizando que os embarques dos próximos meses seguirão em alta, anulando o efeito da queda de 5% nas exportações de carne bovina do acumulado entre janeiro e julho. Segundo dados da Secex compilados pela Abiec, o Brasil exportou 781,3 mil toneladas de carne bovina entre janeiro e julho, ante 818,2 mil toneladas vendidas um ano antes.

Em carne de frango, o momento também é de recuperação. De acordo com Alves, da MB Agro, os embarques do produto brasileiro estavam "engasgados", mas o cenário melhorou em julho. Aparentemente, afirmou o analista, a queda dos preços do milho fez os frigoríficos de carne de frango ganharem tanta margem que eles decidiram dar descontos nas exportações para aumentar o volume embarcado em julho.

De fato, julho foi o melhor mês para os exportadores de carne de frango desde a deflagração da Operação Carne Fraca, ressaltou o presidente-executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o ex-ministro da Agricultura Francisco Turra.

Para a ABPA, o segundo semestre deve ser positivo para o setor. Conforme Turra, os países que seguraram as compras do produto brasileiro após a Operação Carne Fraca compraram pouco volume dos principais concorrentes do Brasil no mercado internacional - Estados Unidos e Tailândia. A maior parte deles, como o Japão, aproveitou o momento para consumir o estoque que estava elevado. Agora, com os estoques menores, os importadores retomaram as compras.

Em julho, o Japão já se destacou, ressaltou Turra. No mês passado, o país asiático comprou 36,2 mil toneladas de carne de frango do Brasil, incremento de 55% na comparação com julho de 2016.
(Valor Econômico) (Luiz Henrique Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 21/03
Suínos: demanda mantém preços elevados em SP (10:04)
Boi Gordo: abates aumentam 3,5% frente à 2017; volume é o maior desde 2014 (10:01)
Para reflexão do setor: NotCo chega ao Brasil com sua maionese sem ovo (09:19)
Missão do USDA que avaliará carne bovina será agendada esta semana (08:41)
Abate de suínos aumenta 61% em 11 anos, afirma IBGE (08:18)
ECPP fecha parceria com a Gujão Alimentos (08:04)
PIB do Agro fecha 2018 com estabilidade (07:28)
Tereza Cristina diz que agro precisa de investimentos em infraestrutura (07:26)
Suíno Vivo: estabilidade nas cotações (07:07)
Cotações da arroba do boi gordo em alta (07:05)
Milho fecha a 4ª feira estável em Chicago (07:03)
Soja recua mais de 1% nos portos do Brasil (07:00)
Quarta-Feira, 20/03
Evonik lança novo método rápido e confiável para avaliar a qualidade de matérias-primas (13:42)
Cinergis Agronegócios realiza sua II Reunião Técnico-Comercial (12:41)
EUA vão informar em três dias quando virão ao Brasil inspecionar frigoríficos para liberar importação de carne bovina (12:32)
Funrural: terra de ninguém (11:47)
Proposta traz ganhos, mas adesão parece rápida demais (11:15)
Da Unitá para o mundo (10:43)
Deputados paulistas articulam bancada do agronegócio na ALESP (10:42)
SC: exportações do complexo soja aumentam 58% em 2019 (09:10)
China recusa habilitação de frigoríficos (08:20)
Estados Unidos mandarão equipe de inspeção ao Brasil para autorizar importação de carne in natura (08:15)
Suíno Vivo: altas em SP e em SC nesta terça-feira (19) (07:23)
Boi Gordo: mercado segue firme (07:22)
Em poucos dias começa o Congresso de Ovos da APA (07:17)
Milho fecha a 3ª feira com resultados misturados (07:05)
Soja fecha mais uma vez estável em Chicago (07:00)
Terça-Feira, 19/03
Exportações do agronegócio renderam US$ 7,2 bi em fevereiro (13:26)
Grupo Mantiqueira apresenta produto vegano e outras novidades na Super Rio Expofood (13:17)
Yes amplia estrutura comercial visando crescimento nos mercados nacional e internacional (13:10)
Embrapa: custos de produção de suínos e frangos de corte caem em fevereiro (12:27)
Concurso de Qualidade de Ovos 2019 acontecerá durante a 5ª FAVESU (08:23)
IEA divulga a estimativa da Produção Animal do Estado de São Paulo, em 2018 (08:21)
Nos EUA, redução de peso melhora lucro do frango (08:05)
Macedônia do Norte quer aumentar importação de frango do Paraná (08:04)
Produção paulista de frango caiu 11,1% em 2018 (08:00)
Boi Gordo: segunda quinzena começa com preços em alta (07:45)
Exportação de soja ultrapassa US$ 2,5 bi em fevereiro (07:40)
Soja tem pequenas baixas em Chicago nesta 3ª feira (07:29)
Milho desvalorizado em Chicago nesta segunda-feira (07:20)
Segunda-Feira, 18/03
Carnes necessitam de um marketing proativo, segundo analistas do setor (14:26)
Exportação de carne é principal tema na agenda de Tereza Cristina nos EUA (14:21)
Vetanco estará presente ao SBSA 2019 (14:14)
Estoque de soja elevado nos EUA reduz patamar de negócios no Brasil (10:00)
Milho: possível maior oferta pressiona valores internos (09:47)
Com Brexit, carne e açúcar do Brasil perdem fatia na União Europeia (08:24)
Declaração de chanceler sobre China gera mal-estar com o agronegócio (08:21)
Soja recua em Chicago nesta 2ª feira (08:00)
Acordo EUA-China e o agro brasileiro (07:05)
Peste na China causa disrupção no mercado de carnes e leva à disparada de BRF e JBS na bolsa (07:04)
A força do frango (07:03)
Sexta-Feira, 15/03
Governo libera R$ 73 milhões para serem aplicados no seguro rural neste e no próximo mês (14:33)
Cobb-Vantress patrocina Simpósio de Avicultura em Bogotá (13:17)
Wisium lançará linha com conceito Egg Quality Concept durante Congresso de Ovos (12:53)
Frango: exportação aumenta e china se torna principal destino da proteína (10:23)
Ovos: apesar do início da Quaresma, cotações seguem estáveis (10:22)
Agricultura brasileira é produtiva e sustentável, defende ministro (10:15)
CASP, da área de equipamentos, tem recuperação judicial deferida (10:14)
RJ cancela benefício fiscal e BRF terá de devolver R$ 300 milhões (08:15)
Rio Grande do Sul volta ao segundo lugar na soja (08:12)
FACTA prorroga inscrições para Prêmio Lamas 2019 até 22 de março (08:00)
Termo de cooperação técnica e financeira prevê R$ 1,4 milhão para a Agrodefesa goiana (07:39)
Mercado global de frango deve melhorar gradualmente em 2019 (07:38)
MPE vai investigar abate clandestinos de frango em Sergipe CIDADE (07:37)
Árabes encontram novos possíveis fornecedores no Brasil (07:36)
IMA apreende 1,5 tonelada de carne de frango na zona rural de Santa Rita do Sapucaí, MG (07:35)
Mercado do boi gordo segue firme (07:10)
Preços futuros do milho se mantêm fortes (07:05)
Soja: mercado está apático (07:00)