Quinta-feira, 21 de Março de 2019
Política Agrícola

Restrição a cooperativas pode ser atenuada
Brasília, DF, 07 de Agosto de 2017 - O Ministério da Fazenda sinalizou na semana passada que poderá rever a regulamentação incluída no Plano Safra 2017/18 que limitou a contratação de crédito rural a juros controlados pelas cooperativas agropecuárias pelo menos até o ciclo 2019/20.

Uma alteração da medida poderá entrar na pauta de uma reunião extraordinária do Conselho Monetário Nacional (CMN) ou no próximo encontro ordinário do órgão, marcado para o fim de agosto.

A Fazenda não abre mão de manter limites de financiamento por CNPJ, mas poderá estabelecer um prazo maior para adotá-los e também estuda uma ampliação dos tetos previstos, conforme uma fonte a par das negociações.

Quando avalizou o Plano Safra 2017/18, no início de junho, o CMN definiu que as cooperativas agrícolas teriam que respeitar um limite de tomada de crédito rural a juros controlados de R$ 600 milhões por CNPJ. Segundo a resolução, o teto cairá para R$ 500 milhões em 2018/19 e para R$ 400 milhões em 2019/20.

Em reunião na sede do Ministério da Agricultura na quarta-feira passada - mesmo dia em que o governo publicou a Medida Provisória do Funrural -, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Eduardo Refinetti Guardia, trataram do assunto, a pedido de Maggi.

A expectativa é que as Pastas entrem em acordo sobre o tema nesta semana, mas uma decisão definitiva só será tomada depois de consultados o Ministério do Planejamento e o Banco Central, que também têm assentos no CMN.

A questão, diz uma fonte, é considerada delicada pela equipe econômica do governo, que entende que limitar o acesso de cooperativas ao crédito rural está em linha com a nova lei do teto de gastos. Fazenda e BC alegam que definiram limites para as cooperativas para evitar concentração de recursos nas mãos de poucos grupos.

Na última safra, a 2016/17, encerrada em 30 de junho, as cooperativas agropecuárias contrataram R$ 26 bilhões em crédito rural, ou 16,5% de todo o montante colocado à disposição.

Segundo a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), o teto imposto empurra as grandes cooperativas agropecuárias para o mercado, onde as taxas de juros são mais elevadas, e os produtores acabam sendo prejudicados.

"Depois da última reunião com a Fazenda, que foi positiva, acho que a tendência é o CMN aceitar alguma flexibilização. Até o fim de agosto esperamos uma notícia boa nesse sentido", afirmou Márcio Freitas, presidente da OCB.

André Nassar, da consultoria Agroícone, lembrou que o desejo do Ministério da Fazenda - e, sobretudo, do BC - de limitar o acesso de cooperativas a crédito rural subsidiado está na pauta de discussões do governo desde 2015.

"Parte das reformas microeconômicas que a Fazenda quer fazer passa por reduzir a participação do crédito direcionado na economia. E há dois anos eles questionam: já há limite para o produtor e para a agroindústria, por que não para a cooperativa?", disse Nassar, que foi secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura na gestão de Kátia Abreu.

(Valor Econômico) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 21/03
Suínos: demanda mantém preços elevados em SP (10:04)
Boi Gordo: abates aumentam 3,5% frente à 2017; volume é o maior desde 2014 (10:01)
Para reflexão do setor: NotCo chega ao Brasil com sua maionese sem ovo (09:19)
Missão do USDA que avaliará carne bovina será agendada esta semana (08:41)
Abate de suínos aumenta 61% em 11 anos, afirma IBGE (08:18)
ECPP fecha parceria com a Gujão Alimentos (08:04)
PIB do Agro fecha 2018 com estabilidade (07:28)
Tereza Cristina diz que agro precisa de investimentos em infraestrutura (07:26)
Suíno Vivo: estabilidade nas cotações (07:07)
Cotações da arroba do boi gordo em alta (07:05)
Milho fecha a 4ª feira estável em Chicago (07:03)
Soja recua mais de 1% nos portos do Brasil (07:00)
Quarta-Feira, 20/03
Evonik lança novo método rápido e confiável para avaliar a qualidade de matérias-primas (13:42)
Cinergis Agronegócios realiza sua II Reunião Técnico-Comercial (12:41)
EUA vão informar em três dias quando virão ao Brasil inspecionar frigoríficos para liberar importação de carne bovina (12:32)
Funrural: terra de ninguém (11:47)
Proposta traz ganhos, mas adesão parece rápida demais (11:15)
Da Unitá para o mundo (10:43)
Deputados paulistas articulam bancada do agronegócio na ALESP (10:42)
SC: exportações do complexo soja aumentam 58% em 2019 (09:10)
China recusa habilitação de frigoríficos (08:20)
Estados Unidos mandarão equipe de inspeção ao Brasil para autorizar importação de carne in natura (08:15)
Suíno Vivo: altas em SP e em SC nesta terça-feira (19) (07:23)
Boi Gordo: mercado segue firme (07:22)
Em poucos dias começa o Congresso de Ovos da APA (07:17)
Milho fecha a 3ª feira com resultados misturados (07:05)
Soja fecha mais uma vez estável em Chicago (07:00)
Terça-Feira, 19/03
Exportações do agronegócio renderam US$ 7,2 bi em fevereiro (13:26)
Grupo Mantiqueira apresenta produto vegano e outras novidades na Super Rio Expofood (13:17)
Yes amplia estrutura comercial visando crescimento nos mercados nacional e internacional (13:10)
Embrapa: custos de produção de suínos e frangos de corte caem em fevereiro (12:27)
Concurso de Qualidade de Ovos 2019 acontecerá durante a 5ª FAVESU (08:23)
IEA divulga a estimativa da Produção Animal do Estado de São Paulo, em 2018 (08:21)
Nos EUA, redução de peso melhora lucro do frango (08:05)
Macedônia do Norte quer aumentar importação de frango do Paraná (08:04)
Produção paulista de frango caiu 11,1% em 2018 (08:00)
Boi Gordo: segunda quinzena começa com preços em alta (07:45)
Exportação de soja ultrapassa US$ 2,5 bi em fevereiro (07:40)
Soja tem pequenas baixas em Chicago nesta 3ª feira (07:29)
Milho desvalorizado em Chicago nesta segunda-feira (07:20)
Segunda-Feira, 18/03
Carnes necessitam de um marketing proativo, segundo analistas do setor (14:26)
Exportação de carne é principal tema na agenda de Tereza Cristina nos EUA (14:21)
Vetanco estará presente ao SBSA 2019 (14:14)
Estoque de soja elevado nos EUA reduz patamar de negócios no Brasil (10:00)
Milho: possível maior oferta pressiona valores internos (09:47)
Com Brexit, carne e açúcar do Brasil perdem fatia na União Europeia (08:24)
Declaração de chanceler sobre China gera mal-estar com o agronegócio (08:21)
Soja recua em Chicago nesta 2ª feira (08:00)
Acordo EUA-China e o agro brasileiro (07:05)
Peste na China causa disrupção no mercado de carnes e leva à disparada de BRF e JBS na bolsa (07:04)
A força do frango (07:03)
Sexta-Feira, 15/03
Governo libera R$ 73 milhões para serem aplicados no seguro rural neste e no próximo mês (14:33)
Cobb-Vantress patrocina Simpósio de Avicultura em Bogotá (13:17)
Wisium lançará linha com conceito Egg Quality Concept durante Congresso de Ovos (12:53)
Frango: exportação aumenta e china se torna principal destino da proteína (10:23)
Ovos: apesar do início da Quaresma, cotações seguem estáveis (10:22)
Agricultura brasileira é produtiva e sustentável, defende ministro (10:15)
CASP, da área de equipamentos, tem recuperação judicial deferida (10:14)
RJ cancela benefício fiscal e BRF terá de devolver R$ 300 milhões (08:15)
Rio Grande do Sul volta ao segundo lugar na soja (08:12)
FACTA prorroga inscrições para Prêmio Lamas 2019 até 22 de março (08:00)
Termo de cooperação técnica e financeira prevê R$ 1,4 milhão para a Agrodefesa goiana (07:39)
Mercado global de frango deve melhorar gradualmente em 2019 (07:38)
MPE vai investigar abate clandestinos de frango em Sergipe CIDADE (07:37)
Árabes encontram novos possíveis fornecedores no Brasil (07:36)
IMA apreende 1,5 tonelada de carne de frango na zona rural de Santa Rita do Sapucaí, MG (07:35)
Mercado do boi gordo segue firme (07:10)
Preços futuros do milho se mantêm fortes (07:05)
Soja: mercado está apático (07:00)