Sexta-feira, 21 de Julho de 2017
Exportação

Maggi encerra visita ao Kuwait com promessa de reabertura de mercado

Comitiva continua missão na Arábia Saudita, onde participará de seminário junto com representantes de entidades empresariais
Brasília, DF, 16 de Maio de 2017 - Visita de três dias ao Kuwait foi encerrada nesta segunda-feira (15) pelo ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) com a promessa do governo daquele país de reabertura do mercado para carnes bovinas provenientes do Brasil, que estava fechado desde 2015. Maggi reuniu-se com os ministros da Agricultura (Mohamed Al Gabri) e da Indústria e Comércio (Khaled Nasser Abdullah Al Roudan), depois de 12 anos de ausência de autoridades brasileiras em visita ao país.

De acordo com o ministro, além de demonstrar interesse em aumentar o intercâmbio na área do agronegócio, a pauta anualmente é de apenas US$ 300 milhões, “há muito espaço para crescer”, conforme observou, foram apontadas a autoridades locais oportunidades de investimento no Brasil.

Em reunião na Câmara Árabe Brasil, presidida por Fahd al Salem, e em entrevista à imprensa na capital, o ministro comentou sobre o avanço das reformas previdenciária e trabalhista em curso no Brasil e as mudanças nas regras de concessões à inciativa privada e da legislação para a compra de terras por estrangeiros. São inciativas que trazem maior estabilidade e outras que flexibilizam o ingresso de capital, afirmou, acrescentando que “farão do Brasil um país muito diferente”.

A queda das taxas de inflação para um patamar entre 3,5% e 4% ao ano, também foi lembrada por Maggi, que projetou aumento da produção agrícola de 36%, em dez anos. “Nossa produção é autossustentável, não depende de subsídios”, frisou.

O Brasil respeita contratos, o capital estrangeiro pode entrar e sair livremente, disse em discurso na câmara de comércio. As condições para empresas estrangeiras são as mesmas que vigoram para as empresas nacionais. O investimento direto estrangeiro não está sujeito à tributação e joint-ventures são bem-vindas, completou. Ele lembrou ainda que os investimentos estrangeiros no Brasil somaram US$ 80 bilhões no último ano.

O ministro destacou que o Brasil é um grande país agrícola, fornecedor de alimentos de qualidade para mais de 150 países. “E queremos estar mais presentes aqui no Kuwait”, declarou. O ministro convidou ministros e autoridade de sanidade animal para visitarem o país. Além disso, ficou acertado que a Embrapa e o Kuwait Institute of Cientific Research firmarão parceria para desenvolver pesquisas conjuntamente.

Blairo Maggi explicou a jornalistas, durante a coletiva, detalhes da operação carne fraca, destacando que fraudes detectadas eram de natureza econômica, que os servidores envolvidos foram afastados (33 entre 11 mil do Mapa) e que o próprio governo suspendeu a exportação de frigoríficos investigados.

Nesta terça-feira (16), o ministro estará na Arábia Saudita, com reunião prevista na Saudi Agricultural and Livestock Investment Company, e na quarta-feira (17), junto com representantes de entidades empresariais brasileiras participará do seminário, na capital Riyadh, Investimento no Brasil: Agronegócio e Infraestrutura.
(Mapa) (Assessoria de Imprensa )
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 21/07
Cobb-Vantress promove 3ª edição da Queima do Frango, em Rio Preto (SP) (13:29)
Proposta de UE e Brasil para subsídios causa divergência (09:17)
Futuro para a produção de carnes é bastante positivo e frango se destaca (08:41)
OVOS/CEPEA: clima frio controla oferta e sustenta cotações (08:25)
Cresce demanda em leilão de milho (08:12)
Em dez anos, produção de grãos pode superar 300 milhões de toneladas (08:10)
Milho sobe 8,5 pontos na CBOT com os fundos alongando posições sobre as mesmas notícias de clima quente nos EUA (08:08)
Com clima quente e seco nos EUA, soja sobe mais de 1% em Chicago e puxa preços no Brasil (08:00)
Quinta-Feira, 20/07
Portarias autorizam Mapa a contratar 300 médicos veterinários (15:19)
HatchTech apresenta dois novos Gerentes de Vendas Internacionais (14:09)
Aurora deve aproveitar crise da concorrência e dobrar abates (09:04)
Brasil facilita entrada de produtos agropecuários da UE (08:40)
Santa Catarina encerra colheita de milho com incremento de 17% na produção (08:36)
Governo atualiza preços mínimos da safra de verão (08:25)
Conab anuncia novos leilões de milho para garantia de preços ao produtor (08:04)
Soja: apesar das altas em Chicago, 4ª feira de poucos negócios no Brasil frente à queda do dólar (08:00)
Quarta-Feira, 19/07
Cobb-Vantress realiza encontro com especialistas do Serviço Técnico (13:29)
SIAVS debate formação profissional para a produção animal (10:25)
CBNA realiza IV Congresso de Tecnologia da Produção de Alimentos para animais (09:28)
Receita altera normas de restituição (08:55)
Fiscal brasileiro presidirá Codex (08:52)
MP do Funrural deverá frustrar os frigoríficos (08:49)
Frio vai afetar ainda mais o preço do boi, que está em queda (08:12)
Começa disparada de fretes dos grãos (08:09)
Milho: dia de leves movimentações nas cotações (08:07)
Mercado interno da soja se mantêm estável (08:00)
Terça-Feira, 18/07
SIAVS debate controle da Salmonella e Listeria (10:34)
Fiscais ameaçam fazer novas mobilizações no país (09:11)
Avicultura vai dobrar valores de contribuição para Fundesa (09:05)
Theseo participa em mais uma edição da Festa do Ovo (08:39)
BRF não tira proveito de crise da JBS (08:27)
Mobilização: fiscais federais agropecuários paralisaram as atividades (08:24)
Mercado dos EUA à carne brasileira deve ser reaberto em até 60 dias (08:15)
Milho: mercado interno em busca de ajustes (08:05)
Soja: preços no Brasil apresentam queda (08:00)
Segunda-Feira, 17/07
Custos de produção de frangos de corte e de suínos reduzem 30% nos últimos 12 meses (13:34)
Qualidade não está em xeque, afirma o presidente da ABPA (09:14)
Safra 2017/18 marca início da 'era do aperto' no crédito rural (09:01)
Ministro Maggi vai aos EUA para tentar reverter embargo sobre a carne (08:30)
MILHO/CEPEA: queda externa e recuo do dólar voltam a pressionar cotações no Brasil (08:10)
No Brasil, preços da soja acompanharam a queda (08:00)