Sexta-feira, 21 de Julho de 2017
Matérias-Primas

Milho: mercado interno segue pressionado
Campinas, SP, 20 de Abril de 2017 - No mercado interno, as cotações de milho permanecem pressionadas negativamente. Segundo levantamento realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes, em Sorriso (MT), a saca caiu 9,38% e terminou o dia a R$ 14,50. No oeste da Bahia, o preço recuou para R$ 28,50 a saca, com perda de 3,39%.

"A maior disponibilidade na temporada atual e a baixa liquidez continuam pressionando para baixo os preços do milho no mercado brasileiro. Em curto e médio prazos não estão descartadas quedas nos preços do cereal no mercado interno", destacou a Scot Consultoria nesta quarta-feira.

Além disso, a consultoria reportou que as cotações ainda podem ceder mais com a chegada da segunda safra ao mercado. Em muitos estados, os preços referentes à safrinha já estão abaixo do valor mínimo fixado pelo Governo para a saca do cereal.

Diante desse cenário, foi reportado no Diário Oficial da União nesta quarta-feira medidas de apoio à comercialização do cereal. Ao todo serão R$ 800 milhões para leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro), Prêmio para Escoamento de Produto (PEP), compra de contrato de opção de venda e repasse de contrato de opção de venda.

Em contrapartida, o valor subiu 4,00%, com a saca do cereal a R$ 26,00 em Castro (PR). Já no Porto de Paranaguá, a cotação futura registrou alta de 1,72%, com a saca a R$ 29,50.

Enquanto isso, na BM&F Bovespa as cotações apresentaram um fechamento misto. As primeiras posições da commodity subiram entre 0,28% e 1,75%, com o maio/17 negociado a R$ 28,45 a saca e o setembro/17 a R$ 27,89 a saca. Já as posições mais longas recuaram entre 0,10% e 0,83%.

Além do apoio vindo das medidas de apoio à comercialização, as cotações também se sustentam na valorização cambial. Ainda hoje, a moeda subiu mais de 1,09% e finalizou o dia a R$ 3,1472 na venda. Conforme dados da Reuters, os investidores cautelosos diante da cena política e possíveis dificuldades que o Governo Temer terá para aprovar a reforma da Previdência no Congresso Nacional.
(Notícias Agrícolas) (Fernanda Custódio)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 21/07
Cobb-Vantress promove 3ª edição da Queima do Frango, em Rio Preto (SP) (13:29)
Proposta de UE e Brasil para subsídios causa divergência (09:17)
Futuro para a produção de carnes é bastante positivo e frango se destaca (08:41)
OVOS/CEPEA: clima frio controla oferta e sustenta cotações (08:25)
Cresce demanda em leilão de milho (08:12)
Em dez anos, produção de grãos pode superar 300 milhões de toneladas (08:10)
Milho sobe 8,5 pontos na CBOT com os fundos alongando posições sobre as mesmas notícias de clima quente nos EUA (08:08)
Com clima quente e seco nos EUA, soja sobe mais de 1% em Chicago e puxa preços no Brasil (08:00)
Quinta-Feira, 20/07
Portarias autorizam Mapa a contratar 300 médicos veterinários (15:19)
HatchTech apresenta dois novos Gerentes de Vendas Internacionais (14:09)
Aurora deve aproveitar crise da concorrência e dobrar abates (09:04)
Brasil facilita entrada de produtos agropecuários da UE (08:40)
Santa Catarina encerra colheita de milho com incremento de 17% na produção (08:36)
Governo atualiza preços mínimos da safra de verão (08:25)
Conab anuncia novos leilões de milho para garantia de preços ao produtor (08:04)
Soja: apesar das altas em Chicago, 4ª feira de poucos negócios no Brasil frente à queda do dólar (08:00)
Quarta-Feira, 19/07
Cobb-Vantress realiza encontro com especialistas do Serviço Técnico (13:29)
SIAVS debate formação profissional para a produção animal (10:25)
CBNA realiza IV Congresso de Tecnologia da Produção de Alimentos para animais (09:28)
Receita altera normas de restituição (08:55)
Fiscal brasileiro presidirá Codex (08:52)
MP do Funrural deverá frustrar os frigoríficos (08:49)
Frio vai afetar ainda mais o preço do boi, que está em queda (08:12)
Começa disparada de fretes dos grãos (08:09)
Milho: dia de leves movimentações nas cotações (08:07)
Mercado interno da soja se mantêm estável (08:00)
Terça-Feira, 18/07
SIAVS debate controle da Salmonella e Listeria (10:34)
Fiscais ameaçam fazer novas mobilizações no país (09:11)
Avicultura vai dobrar valores de contribuição para Fundesa (09:05)
Theseo participa em mais uma edição da Festa do Ovo (08:39)
BRF não tira proveito de crise da JBS (08:27)
Mobilização: fiscais federais agropecuários paralisaram as atividades (08:24)
Mercado dos EUA à carne brasileira deve ser reaberto em até 60 dias (08:15)
Milho: mercado interno em busca de ajustes (08:05)
Soja: preços no Brasil apresentam queda (08:00)
Segunda-Feira, 17/07
Custos de produção de frangos de corte e de suínos reduzem 30% nos últimos 12 meses (13:34)
Qualidade não está em xeque, afirma o presidente da ABPA (09:14)
Safra 2017/18 marca início da 'era do aperto' no crédito rural (09:01)
Ministro Maggi vai aos EUA para tentar reverter embargo sobre a carne (08:30)
MILHO/CEPEA: queda externa e recuo do dólar voltam a pressionar cotações no Brasil (08:10)
No Brasil, preços da soja acompanharam a queda (08:00)