Quarta-feira, 25 de Abril de 2018
Exportação

Gripe aviária pode abrir espaço para frango brasileiro
São Paulo, 31 de Janeiro de 2017 - A proliferação de focos da gripe aviária na Ásia e na Europa pode levar a um aumento das exportações de frango do Brasil.

Maior exportador mundial de frango, o Brasil segue sem registrar casos da doença, que está levando ao abate em massa de aves em outras partes do mundo -- mais de 30 milhões somente na Coreia do Sul. A expectativa da indústria é que o Brasil preencha a lacuna deixada por países que tiveram suas exportações banidas após registros da doença.

Os Estados Unidos, o segundo maior exportador, também podem se beneficiar se conseguir manter seus plantéis imunes até o fim do inverno, quando o risco de contágio é maior. Como as aves selvagens migratórias são portadoras da doença, existe o risco de que ela continue se espalhando, informou o Société Générale em relatório, no início do mês.

"A situação global piorou desde o meio de dezembro", afirma Nan-Dirk Mulder, analista do Rabobank International em Utrecht, Holanda. "Países como o Brasil e os EUA irão capturar market share da União Europeia em mercados internacionais."

Mesmo sem levar em conta o impacto da gripe aviária, as exportações de frango do Brasil devem crescer até 5 por cento neste ano, para 4,6 milhões de toneladas, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O Brasil nunca foi atingido pela gripe aviária e superou os EUA como maior exportador de frango há uma década.
A demanda dos países que proibiram as importações ou abateram aves para conter o vírus poderá aumentar. É o caso da China e de algumas partes da UE, que estão entre os principais clientes do Brasil. Os países europeus abateram mais de 1,5 milhão de aves desde 19 de outubro, e o número poderá mais do que dobrar, informou a Organização Mundial da Saúde Animal, ou OIE, neste mês.

Cerca de metade dos casos do tipo altamente patogênico H5N8 encontrado na Europa desde outubro estava em frangos e o restante, em aves selvagens, informou a OIE. As exportações de aves da UE, maior exportadora depois do Brasil e dos EUA, totalizaram 1,4 bilhão de euros (US$ 1,5 bilhão) nos nove primeiros meses de 2016, informou o Rabobank.

Os surtos recentes não foram tão ruins quanto os dos anos anteriores. Cerca de 16,8 milhões de aves foram abatidas em todo o mundo por causa dos tipos altamente patogênicos da doença em 2016, quase a metade da quantidade do ano anterior, estima a OIE. Embora a infecção de humanos com o vírus seja rara, alguns tipos são conhecidos por causarem mortes.

O desempenho dos maiores exportadores dependerá de como eles atravessarão o restante do inverno (Hemisfério Norte), época em que a gripe aviária atinge seu pior momento. Enquanto o Brasil tem sem mantido imune, os EUA já passaram por dificuldades no passado e, neste mês, encontraram um caso em Montana. Em 2015, o pior surto da história americana causou a morte de 48 milhões de aves, reduziu as exportações de produtos derivados e custou ao governo federal quase US$ 1 bilhão.

"Um surto nos EUA mudaria completamente o jogo", disse Ricardo Santin, vice-presidente da ABPA. "Há bastante espaço para o Brasil ampliar as exportações, mesmo se os EUA continuarem sem ser afetados"
(Bloomberg) (Manisha Jha, Gerson Freitas Jr. e Isis Almeida)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 25/04
Terça-Feira, 24/04
Zoetis participa do 19º Simpósio Brasil Sul de Avicultura (11:51)
CEO renuncia e abre caminho para guinada na gestão da BRF (09:46)
Com recuo de 5,4% na região Sul, PIB do agronegócio deve crescer só 0,7% no ano (09:30)
Milho: com atenções voltadas ao clima e a safra nos EUA, mercado encerra 2ª com leves altas na CBOT (08:06)
Soja fecha em queda nesta 2ª feira em Chicago e desaquece ainda mais ritmo das vendas no BR (08:00)
Segunda-Feira, 23/04
CEO da BRF renuncia ao cargo; diretor financeiro assume interinamente (20:14)
CNA intensifica ações para reverter crise da produção de aves e suínos (14:51)
Convenção marca a hora da virada da Vaccinar (11:30)
Cobb-Vantress realiza nova edição da Escola Técnica Evento será promovido de 23 a 27 de abril, na sede da companhia, em Guapiaçu (SP) (11:28)
Zoetis nomeia Renato Vilas Boas como novo diretor financeiro do Brasil e Sul da América Latina (09:33)
Banco do Brasil prorroga parcelas de custeio e investimento para avicultura e suinocultura (08:28)
FRANGO/CEPEA: queda no alojamento pode favorecer mercado (08:21)
OVOS/CEPEA: poder de compra do avicultor recua 40% em um ano (08:20)
SOJA/CEPEA: preços de farelo e óleo sobem, mas os do grão recuam (08:15)
Milho: diante da perspectiva de melhora no clima nos EUA, mercado recua 2% na semana em Chicago (08:05)
Soja inicia semana na tentativa de uma recuperação em Chicago nesta 2ª, mas ainda com estabilidade (08:00)
Sexta-Feira, 20/04
Instituto Ovos Brasil promove ação em restaurante na Zona Norte de São Paulo (14:03)
ABPA lamenta a suspensão da habilitação de 20 plantas exportadoras de carne de frango pela UE (08:27)
Embargo da UE é problema, mas não é o “fim do mundo”, diz Blairo Maggi (08:21)
Embargo da UE é confirmado e afeta 20 plantas (08:12)
Ministro reafirma ingresso na OMC para contestar barreiras da União Europeia (08:11)
Aberta consulta pública para normatizar destino de carcaças de suínos e aves (08:10)
Definido o conselho que tomará as rédeas da BRF (08:06)
Mercado brasileiro do milho apresenta ligeiras movimentações (08:05)
Soja: Chicago fecha próximo das mínimas em duas semanas e preços recuam no Brasil (08:00)
Quinta-Feira, 19/04
Veja quais são os 20 frigoríficos que foram proibidos de exportar frango para a UE (22:24)
Embargo europeu fará BRF rever planejamento de produção (22:04)
12ª edição do Simpósio da ACAV está confirmada para setembro (16:30)
Nutri&Aves: Cálcio e granulometria do calcário (14:48)
Custos de produção de suínos e de frangos de corte disparam em março (14:45)
Uma 'agroinflação' moderada em 2018 (10:07)
União Europeia deve proibir parte dos frigoríficos brasileiros de exportar frango para região (09:31)
Pedro Parente aceita ser o novo presidente do conselho da BRF (08:27)
Ministério da Agricultura retira suspensão da BRF e anuncia novos mercados para carne catarinense (08:22)
Mercado brasileiro do milho apresenta leves movimentações (08:05)
Soja: Mercado fecha com leve queda na CBOT (08:00)