Sexta-feira, 28 de Julho de 2017
Matérias-Primas

Produção mundial de ração atinge 1 bilhão de toneladas
São Paulo, 31 de Janeiro de 2017 - Pela primeira vez na história, a indústria global de ração produziu mais de 1 bilhão de toneladas. É o que aponta o "Global Feed Survey", levantamento anual realizado pela multinacional americana Alltech, empresa de nutrição animal que está presente em mais de 100 países.

Ao todo, foram produzidas 1,032 bilhão de toneladas de ração em todo o mundo em 2016, aumento de 3,7% na comparação com as 995,6 milhões de toneladas produzidas no ano anterior. Desde a primeira edição da pesquisa da Alltech, referente ao ano de 2011, a produção mundial de ração aumentou em 161 milhões de toneladas, o que representa um crescimento de 19% - 2,95% anuais.

No levantamento, a Alltech chamou atenção para o processo de consolidação da indústria de ração no mundo, especialmente na China, país que lidera a produção global. No ano passado, havia 30 mil fábricas de ração espalhadas pelos quatro cantos do planeta, queda de 7% ante 32,3 mil unidades em 2015.

"A China tem visto um tremendo processo de consolidação nos últimos anos", apontou a Alltech, no levantamento. Em apenas um ano, o número de fábricas de rações no país asiático diminuiu cerca de 30%, passando de 8,5 mil unidades para 6 mil plantas. Mesmo assim, a produção chinesa de ração aumentou 4% em 2016, totalizando 187,2 milhões de toneladas.

Segundo maior produtor de ração, os Estados Unidos também reduziram o número de unidades, embora em intensidade menor que a registrada pelos chineses. Conforme o levantamento da Alltech, os americanos produziram ração em 5,9 mil unidades no ano passado, queda de 0,7% ante as 6 mil de 2015. Na mesma base de comparação, a produção americana de ração caiu 2,3%, atingindo 169,69 milhões de toneladas.

Líder nas exportações das carnes bovina e de frango, o Brasil também tem papel de destaque na indústria de ração, figurando na terceira posição entre os principais produtores. No ano passado, as 1,5 mil indústrias instaladas no país produziram 68,9 milhões de toneladas de ração, volume similar ao produzido em 2015.

Não fosse a estiagem que atingiu as lavouras de milho na safra de inverno da último ciclo (2015/16), o país poderia ter registrado avanço na produção. No primeiro semestre, quando a menor oferta de milho ainda não havia se refletido na criação de aves e suínos, a produção de ração no Brasil registrou um aumento de 3,2%, segundo o Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações). Na segunda metade do ano, porém, esse crescimento foi anulado pelo profundo corte na produção de carne de frango.

Principal destino da produção de ração no Brasil, a avicultura também é o setor que mais consome ração em nível mundial. Conforme a pesquisa da Alltech, a produção de ração destinada à avicultura totalizou 451,6 milhões de toneladas, o que representou mais de 40% da produção total de ração.

No ano passado, a produção de ração para suínos alcançou 272,4 milhões de toneladas de ração, mais de 25% da produção global. O levantamento também aponta que o volume de ração produzido para abastecer a criação de ruminantes - incluindo gado bovino de corte e de leite - chegou a 221,1 milhões de toneladas, 21% da produção global.

(Valor Econômico) (Luiz Henrique Mendes )
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 28/07
Simpósio OvoSite trará análises sobre o setor de postura durante o Siavs (09:45)
Rio Grande do Sul intensifica prevenção à Influenza Aviária (09:15)
OVOS/CEPEA: com equilíbrio entre oferta e demanda, preços seguem estáveis (09:00)
20ª Corrida da Galinha e Feira de Avicultura do Nordeste movimentam São Bento do Una, no Agreste de Pernambuco (08:38)
PS Soluções apresenta o NQO31, neutralizador de maus odores (08:17)
Mercado interno do milho apresenta estabilidade (08:05)
Apoio à sustentação do preço do milho no Centro-Oeste é 100% negociado (08:03)
Soja: altas em Chicago e do dólar puxam preços no Brasil e estimulam novos negócios (08:00)
Quinta-Feira, 27/07
JBS começa a receber ofertas pela Moy Park (11:22)
Condomínios de frangos vão sustentar frigorífico no Rio Grande do Sul (09:23)
Mudanças no sistema de inspeção de granjas geram preocupação no RS (09:17)
Consumo de carne fica estável, mas evolução demográfica eleva volume (08:15)
Milho: dia de leves movimentações (08:07)
Mercado interno da soja apresenta estabilidade nas cotações (08:00)
Quarta-Feira, 26/07
Cobb-Vantress recebe clientes durante o Rio Preto Country Bulls, em Rio Preto (SP) (16:06)
Alckmin veta projeto de lei e libera uso de animais em faculdades (16:01)
Itália confirma novos casos de gripe aviária (10:15)
Fiscais agropecuários retomam mobilização por contratações e não descartam greve (10:14)
Mapa implementa programa de avaliação da qualidade dos serviços veterinários oficiais (10:12)
Pioneiro e Avenorte: parceria para verticalização (09:58)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal impacta mais de 500 avicultores com o Road Show Aves 2017 (08:15)
Milho: dia de leve movimentação no mercado interno (08:00)
Soja: mercado tem leves altas em Chicago nesta 4ª, mas trabalha com cautela frente ao clima dos EUA (07:53)
Terça-Feira, 25/07
Ingredientes alternativos na alimentação de poedeiras comerciais (10:06)
Inovações no abate e processamento de aves e suínos são destaques no SIAVS (10:02)
Phileo reposiciona Safmannan no Brasil (09:01)
APA anuncia XVI Congresso de Ovos de 20 a 22 de março, em Ribeirão Preto (08:42)
Exportação de milho acelera, mas a preço menor (08:15)
MT vai ampliar participação na produção de milho e soja (08:10)
Milho: mercado brasileiro apresenta leves movimentações (08:05)
Soja: preços no Brasil permanecem estáveis neste início de semana (08:00)
Segunda-Feira, 24/07
PR: receitas da exportação avícola crescem 8,6% em comparação ao 1º semestre de 2016 (13:34)
Pesquisa da Embrapa investe em boas práticas na produção de ovos (11:12)
Setor de produção de ovos do RS poderá enfrentar dificuldades com mudanças no Serviço de Inspeção (10:52)
Vetanco realiza treinamento técnico e sobre manutenção de atomizadores (08:49)
Incoerência no comércio agrícola (08:20)
MILHO/CEPEA: vendedor recua e liquidez diminui em plena colheita (08:07)
Mercado interno do milho apresenta semana de queda nas cotações (08:03)
SOJA/CEPEA: mesmo com dólar em queda, indicador tem maior média mensal desde jan/2017 (08:00)