Agronegócios

Exportações do agronegócio renderam US$ 7,2 bi em fevereiro

Puxadas mais uma vez pelas receitas com os embarques de soja, as exportações do agronegócio brasileiro renderam US$ 7,2 bilhões em fevereiro, crescimento de 15,6% na comparação com o mesmo período do ano passado, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura.

No mês passado, as importações do setor somaram US$ 1,2 bilhão, alta de 10,4%. Com isso, o superávit comercial do agronegócio brasileiro cresceu 16,5% em fevereiro, a US$ 6 bilhões.

Com o aumento das vendas, a participação do agronegócio nas exportações do Brasil teve um grande salto na mesma base de comparação, passando de 36% em fevereiro de 2018 a 44,5%.

A China seguiu como principal destino das exportações do agronegócio. No mês passado, o país asiático respondeu por 32,8% da receita obtida pelo setor. Nesse período, os embarques do agronegócio brasileiro ao país asiático somaram US$ 2,3 bilhões, crescimento anual de 77,2%.

Considerando todos os destinos, o destaque foram para exportações do complexo soja (grãos, farelo e óleo), que pela primeira vez ultrapassaram a marca de US$ 2 bilhões para meses de fevereiro. No período, atingiram US$ 2,6 bilhões, avanço de 54% em relação a fevereiro de 2018.

No período, os embarques de soja em grão renderam US$ 2,21 bilhões, mais que o dobro registrado em igual intervalo do ano passado. Por outro lado, a receita com as exportações de farelo de soja recuaram 29%, para US$ 341,9 milhões. A receita com as exportações de óleo de soja diminuiu 71,3%, para US$ 28,6 milhões.

De acordo com o Ministério da Agricultura, as exportações de carnes também cresceram em fevereiro, com receita cambial de US$ 1,1 bilhão em exportações, 4,8% a mais que em fevereiro de 2018. Em volume, essas exportações bateram o recorde para o mês, com 520 mil toneladas.

A receita com as exportações de carne bovina e de frango foi praticamente idêntica em fevereiro —US$ 518 milhões de cada. Além dessas carnes, o Brasil obteve uma receita de US$ 99 milhões com os embarques de carne suína, incremento de 7,5% nas comparação anual. As exportações de carne de peru, por sua vez, renderam US$ 4,3 milhões em fevereiro, diminuição de 64,5%.

No caso do café, as exportações somaram US$ 452,3 milhões, incremento de 10,4%. Segundo o Ministério da Agricultura vendas de café verde (em grão) registraram recorde em volume exportado para meses de fevereiro, com 186,7 mil toneladas. As exportações de cereais, farinhas e preparações também tiveram aumento, de 40,6%, para US$ 373,4 milhões, com o milho tendo rendido US$ 309,8 milhões ao país, 54,8% a mais que em fevereiro do ano passado.

Na contramão dos principais commodities agrícolas comercializadas pelo Brasil, as exportações do complexo sucroalcooleiro (açúcar e etanol) registraram queda de 22,8% em fevereiro, para US$ 425,7 milhões.

(Valor) (Cristiano Zaia)



Visite  www.ovosite.com.br  - O Portal do Ovo na Internet