Exportação

Macedônia do Norte quer aumentar importação de frango do Paraná

A República da Macedônia do Norte quer aumentar a importação de frangos do Estado do Paraná e do Brasil. Até 2016, as importações somavam, em média, cerca de US$ 60 milhões por ano, sendo a maior parte do Paraná. Por causa da Operação Carne Fraca, no entanto, a quantidade importada reduziu para R$ 16 milhões. Nesta segunda-feira (18), o vice-governador Darci Piana recebeu o embaixador da Macedônia do Norte, Ivica Bocevski, para tratar do assunto. Piana disse que o Paraná tem interesse em reestabelecer a parceria comercial com o país e que colocará o Governo do Estado à disposição para tratar de questões regulatórias. “Vamos retomar essa parceria tão produtiva para nós e para a Macedônia”. O embaixador reforçou que é do interesse da Macedônia do Norte estreitar as relações comerciais com o Paraná, já que o frango produzido no Estado tem qualidade de primeira. “Nossos processadores de frango congelados querem importar de novo e reestabelecer esse contato e essa cooperação o mais rápido possível”, afirmou. O vice-governador lembrou que o Paraná é o maior produtor de frangos do País e que se prepara para modernizar esse mercado com investimentos em em tecnologia e inovação. Ele falou, ainda, que Paraná pode firmar novas parcerias em soja, milho, carne bovina e café. VINHO - Nesta semana, Bocevski visitará alguns frigoríficos em Cascavel, no Oeste do Paraná. Ele afirmou, também, que o ministro da agricultura do país deve vir ao Estado ainda neste ano para estreitar as relações comerciais. É de interesse da Macedônia, ainda de acordo com ele, começar a exportar vinho macedônico para o Paraná. “Temos uma das melhores bebidas da Europa”, disse ele. PRESENÇAS – Também participaram da reunião o assessor da governadoria, Luiz Henrique Fagundes, e o diretor de relações internacionais da Fecomércio, Rui Lemes.

(Agência Estadual de Notícias do Paraná) (Redação)



Visite  www.ovosite.com.br  - O Portal do Ovo na Internet