Matérias-Primas

Mercado brasileiro do milho registra semana de leves movimentações

No mercado doméstico do milho a semana foi de ligeiras movimentações, conforme levantamento do Notícias Agrícolas. As praças de Luís Eduardo Magalhães (BA), Jataí e Rio Verde, ambas no estado de Goiás, subiram 6,67%, com a saca do cereal a R$ 32,00. Em Rio do Sul (SC), a saca do grão apresentou ganho de 4,17% e terminou a semana a R$ 37,50. Na região de Campo Novo do Parecis (MT), a alta foi de 2,13% e a saca do milho a R$ 24,00. No Porto de Paranaguá, a saca subiu 1,39% e encerrou a semana a R$ 36,50. Em contrapartida, em Brasília, a saca de milho caiu 6,06% e finalizou a sexta-feira a R$ 31,00. Na localidade de Ponta Grossa (PR), a queda ficou em 5,00%, com a saca a R$ 38,00. Em Campinas (SP), a saca recuou 2,40% e fechou a semana a R$ 40,60. Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o analista de mercado da INTL FCStone, João Macedo, destacou que "os compradores seguem com dificuldade de obter milho no mercado físico. Os produtores estão reticentes em realizar vendas por conta da incerteza em relação à safrinha". Conforme levantamento da AgRural, a colheita de milho verão chegou a 72% da área plantada no Centro-Sul do país até a última quinta-feira (12). O número representa um avanço de 12% na semana, porém, ainda está abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior, de 78%. Ainda nesta sexta-feira, a Safras & Mercado estimou a safra brasileira em 88,9 milhões de toneladas na temporada 2017/18. O volume representa queda de 17,6% em relação ao volume colhido no ciclo passado, de 107,9 milhões de toneladas.

(Notícias Agrícolas) (Fernanda Custódio)



Visite  www.ovosite.com.br  - O Portal do Ovo na Internet