Diversos

Embrapa atualiza guia de manejo da galinha poedeira 051

A Embrapa Suínos e Aves publicou uma nova versão do Guia de manejo das poedeiras coloniais de ovos castanhos – Embrapa 051. As recomendações apresentadas na publicação são baseadas na experiência dos pesquisadores que desenvolveram a linhagem, lançada em 2001, e em trabalhos recentes de pesquisa de campo. “O Guia apresenta as metas de desempenho que servirão como ponto de referência para o avicultor. No entanto, é preciso lembrar que o bom desempenho da linhagem também está relacionado a fatores de manejo, sanidade, nutrição e ambiência”, diz o pesquisador Valdir Avila, um dos autores do manual. Entre as metas para os lotes da Embrapa 051, destacam-se como indicadores de desempenho a viabilidade no final da cria e recria de 99% e ao final do período de produção acima de 92%, respectivamente, na 20ª e 90ª semanas de idade. “O esperado durante o período de postura é até 345 ovos por ave, com início na 20ª semana e pico entre a 27ª e 29ª semana de idade. A meta os ovos tenham um peso médio de 57 gramas na 40ª semana”, completa o pesquisador. A publicação também traz sugestões de manejo; tabelas de indicadores para acompanhamento das fases de cria e recria das frangas; peso, consumo e viabilidade; programa de vacinação; níveis de nutrientes por kg de ração recomendados por fase da vida; e desempenho para atingimento das metas no período de produção. As poedeiras coloniais Embrapa 051 são galinhas híbridas, resultantes do cruzamento entre linhas Rhode Island Red e Plymouth Rock Branca, selecionadas na Embrapa Suínos e Aves. Essas galinhas são especializadas para produção de ovos de mesa de casca marrom e, por serem rústicas, se adaptam bem aos sistemas menos intensivos. Ao final do período produtivo, o peso corporal das aves de cerca de 2,4kg permite bom aproveitamento para o abate e consumo da carne. Os agricultores familiares são os maiores beneficiados pela criação da galinha. A Poedeira Colonial Embrapa 051 está disponível em praticamente todas as regiões do país, através de granjas multiplicadoras, com a proposta de criação em sistemas semiconfinados para produção de ovos (caipira, coloniais e ou capoeira) e a possibilidade de redução no custo inicial de investimento com instalações. Em 2016, foram comercializados 1,7 milhão de exemplares da Poedeira Embrapa 051, um aumento de 11,4% em relação a 2015. A participação da genética da Embrapa no mercado nacional das poedeiras de ovos vermelhos alcançou 5,6% do mercado no ano passado, 2,1 pontos percentuais a mais que em 2015.

(Embrapa) (Assessoria de Imprensa)



Visite  www.ovosite.com.br  - O Portal do Ovo na Internet